As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Livros ︎◆ O Enigma do Príncipe ︎◆ Parte 2

Lembrol: Faltam 03 meses para Relíquias da Morte parte 2!

Hoje, 15 de abril de 2011, faltam apenas 03 meses para a estréia do muito esperado Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2! Muitos fãs encontram-se num verdadeiro conflito de emoções: felicidade ou tristeza? “Chegue logo!” ou “Demore mais um pouco!“? “Quero ver logo o filme” ou “Não quero que acabe”?

De um modo ou de outro, a chegada do filme é inevitável, o que leva o fandom a se questionar por onde anda o marketing do último filme da franquia, até agora limitado a este sneak-peek, à cena inicial de HP7.2 e a este teaser poster. Espera-se que dentro de uma semana ou duas, tenhamos o anúncio da data do novo trailer. Fique no aguardo!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto isso, confira em notícia completa a citação do Lembrol de hoje. Trata-se de uma cena entre Harry e o ministro Scrimgeour, retirada do sexto livro da série.

Falta pouco para o final. Continue conosco até lá.

Então você não é “o Eleito”? – indagou Scrimgeour.

Pensei ter ouvido o senhor dizer que não faria diferença – respondeu Harry com uma risada amargurada. – Pelo menos, não para o senhor.

Eu não devia ter dito isso – interpôs ligeiro Scrimgeour. – Foi falta de tato…

Não, foi sincero. Uma das poucas coisas sinceras que o senhor me disse. O senhor não se importa que eu viva ou morra, mas faz questão que eu o ajude a convencer a todos que está ganhando a guerra contra Voldemort. Não esqueci, ministro…

Harry ergueu a mão direita. Ali, nas costas de sua mão fria, destacavam-se, lívidas, as cicatrizes que Dolores Umbridge o obrigara a gravar na própria carne: Não devo contar mentiras.

Não me lembro do senhor ter corrido em minha defesa quando eu estava tentando dizer a todos que Voldemort tinha retornado. O Ministério não esteve tão interessado em ser meu amigo no ano que passou.[…]

Que anda fazendo o Dumbledore? – perguntou Scrimgeour bruscamente. – Aonde vai quando se ausenta de Hogwarts?

Não faço a menor idéia – respondeu Harry.

E não me diria se fizesse, não é?

Não, não diria.

Bem, então terei de ver se descubro por outros meios.

Pode tentar – disse Harry com indiferença – Mas o senhor parece mais inteligente do que Fudge, por isso seria de imaginar que tivesse aprendido com os erros dele. Fudge tentou interferir em Hogwarts. O senhor deve ter reaprado que ele não é mais ministro, mas Dumbledore continua a ser diretor. Eu deixaria Dumbledore em paz, se fosse o senhor. […]

Bem, é evidente que ele fez um excelente trabalho com você. Você é por inteiro um homem de Dumbledore, não, Potter?

Sou. Que bom que deixamos isto claro.

Harry Potter e o Enigma do Príncipe,
Capítulo Dezesseis – Um Natal muito gelado, páginas 272 e 273.