As Relíquias da Morte ︎◆ Parte 2

David Heyman e Barron revelam alterações e spoilers

Aconteceu a convenção de cinema em Las Vegas, o CinemaCon, quando uma preview de Relíquias da Morte: Parte II foi exibida, e os produtores David Heyman e David Barron comentaram o longa e revelaram cenas até então não conhecidas.

Discute-se a inclusão de cenas não contidas no livro, como o encontro de Snape e McGonagall acontecendo diferentemente, e as regravações do epílogo, assim como a composição da Batalha Final.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a entrevista na íntegra em notícia completa. Continue ligado no Ish!

DAVID HEYMAN E DAVID BARRON

Produtores discutem Relíquias da Morte: Parte II

Cinema Con ~ 2011

Tradução: Eduardo Ferreira

 Na preview a que assistimos hoje, há uma cena em que Snape e Mcgonagall se encaram no Salão Principal, a qual não me lembro de estar no livro.

Eles se encaram, mas não é no Salão Principal. Existem muitas coisas que estão ligeiramente diferentes do livro, mas são condizentes com o espírito do livro. Snape e Mcgonagall se encaram no livro, mas é num corredor enquanto Harry está indo à Sala Comunal da Corvinal. Dessa forma não se encaixava na estrutura da batalha final, então acontecerá no Salão Principal. Nós também queríamos fazer uma grandiosa cena com o confronto de Harry e Snape. A participação principal de Snape no filme é mínima, e assim é na segunda parte do livro, ainda assim queríamos investir nesse momento de emoção, quando você vê a vida passada dele (a memória que é vista na penseira). Nós queríamos colocar isso para dar mais impacto.

Então o momento da penseira estará lá?

Sim, assim como a de Dumbledore (em King’s Cross). Mas o que eu amo nesses filmes, o que eu mais gostei dos livros, é que mesmo com toda a ação, aventura e mágica, o que significa mais pra mim são os dilemas dos personagens, as cenas lentas. Adoro ter tempo para contar a história. Estou realmente feliz por ter dividido em dois filmes, nos dá tempo para administrar bem os personagens e os momentos deles, como o flashback ou Dumbledore em King’s Cross. Se tivéssemos feito um só filme, teríamos perdido as memórias de Snape.

A criatura agonizante estará no chão em King’s Cross?

Sim, estará lá!

Eu nunca conseguir entender o que aquilo significava.

É uma parte da alma de Voldemort.

Tem a cena, na primeira parte do filme, em que Hermione e Harry dançam na tenda, e é raro ver cenas adicionadas nos filmes da franquia, mas as pessoas adoraram. Tem algo do tipo na segunda parte?

Não tenho certeza. Por exemplo, como você viu na preview de hoje, as estátuas ganhando vida (durante a Batlha de Hogwarts) – isso não está no livro. É um final progressivo, e nós queríamos muita mágica.

Vocês mantiveram as carteiras que McGonagall mobiliza?

Não.

Oh, eu amei as carteiras!

Eu também, mas se você pensar bem, num filme que tem crescido, isso é muito infantil. É como Pedro Pettigrew se enforcando (que acontece no livro mas nós cortamos do filme). É ótimo no livro, mas não fica bem no filme. Essas coisas não se encaixam bem quando os filmes estão avançando.

Quando vocês retornaram para filmar o epílogo novamente, foi para alteração nos efeitos de maquiagem?

Foram várias razões. Uma foi a maquiagem, foi a primeira coisa. Outra coisa era que, para ser sincero, nós fomos limitados a filmar em King’s Cross. Nossa capacidade de bloquear a estação foi muiti curta. E em questão das performances, aquelas crianças, algumas que nem eram atores, eram afogadas pelo barulho dos trens, os anúncios. Foi um problema. Quando filmamos dinovo no estúdio, nós trouxemos os trens ao estúdio e completamos a estação com efeitos. É magnífico.

A maior parte dos efeitos são maquiagem, ou há CGI?

Não, não. Um pouco de maquiagem.

Como os atores se saíram atuando como 15 anos depois?

Eles ficaram bem. É súbito. Vai ser interessante de se ver, inevitavelmente são Dan, Rupert e Emma, teremos acabado de vê-los com 17 anos. Inicialmente nós pegamos pesado (com os efeitos), então nós voltamos atrás. Às vezes se você trabalha duro você acerta o ponto. Não terão muitas rugas, faz diferença, mas ainda irá assemelhar-se a eles.

Vocês tiveram essa oportunidade de lançar a primeira parte do filme enquanto a segunda ainda estava sendo preparada. Vocês pegaram alguma coisa da primeira parte e colocaram na segunda?

Não, nunca fizemos isso nos filmes antes. Eu sou um grande fã de Harry Potter, assim como o diretor e todos que trabalham conosco, de forma que somos críticos do filme. Estou consicente de tudo que está errado em cada um dos filmes, orgulhoso por cada um deles. Não há nada que possa ser dito a nós, nós somos os críticos, nós temos uma excelente idéia do que devemos fazer.