As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 1

Lembrol: Faltam 43 dias para Relíquias da Morte parte 1!

O fim de cada Horcrux

[…] O livro alerta para a instabilidade que a pessoa causa ao restante da alma dividindo-a, e isso para se fazer apenas uma Horcrux!

Harry lembrou-se de Dumbledore ter dito que Voldemort ultrapassara a “esfera da maldade normal”.

Continue after the AD

E não tem jeito de reintegrar todas as partes? – perguntou Rony.

Tem – respondeu Hermione com um sorriso inexpressivo -, mas causaria uma dor lancinante.

Por quê? Como se faz? – quis saber Harry.

Remorso – esclareceu Hermione. – A pessoa precisa estar, de fato, arrependida do que fez. Tem um pé de página. Pelo que diz, a dor do processo pode destruí-la. Não sei por quê, não consigo ver Voldemort fazendo isso, e vocês?

Não – respondeu Rony antes que Harry o fizesse. – E o livro diz como destruir Horcruxes?

Diz – confirmou Hermione, agora virando as frágeis páginas como se examinasse entranhas em decomposição -, porque avisa aos bruxos das trevas que os feitiços com que se protegerem têm que ser excepcionalmente fortes. De tudo que li, o que Harry fez com o diário de Riddle foi uma das poucas maneiras infalíveis de destruir uma Horcrux.

O quê, furar com uma presa de basilisco? – perguntou Harry.

Ah, bom, que sorte a gente ter um estoque tão grande de presas de basilisco – comentou Rony. – Eu estava mesmo me perguntando o que íamos fazer com elas.

Não precisa ser uma presa de basilisco – explicou Hermione, pacientemente. – Tem que ser alguma coisa tão destrutiva que a Horcrux não possa se auto-restaurar.

Harry Potter e as Relíquias da Morte,
Capítulo Seis – O Vampiro de Pijama, páginas 85 e 86.
Créditos da fanart: guad