As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parques temáticos ︎◆ Parte 2

Curta dos bastidores de RdM poderá vir nos extras do DVD

O site Attractions Magazine divulgou hoje vídeos da conferência de imprensa realizada na quinta-feira com a presença do elenco e equipe técnica. O Snitch Seeker publicou a transcrição dos destaques da entrevista, e nós trazemos a tradução para vocês.

As filmagens terminaram no sábado. Vocês podem falar um pouco sobre o que aconteceu e como foi para vocês?
Dan: Acho que não há vergonha alguma em dizer, Rupert, que nós dois choramos como crianças.
Rupert: Choramos sim.
Dan: Foi muito emocionante. Foi muito, muito estranho. Eles editaram em conjunto um maravilhoso curta-metragem, que esperançosamente vai aparecer nos extras do DVD, que é um curta-metragem de reminiscências – um monte de imagens muito provocantes dos últimos 16 meses nessas filmagens, e um filme de todos dando adeus. Eu estava bastante devastado nesse momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confiram o restante do texto em notícia completa, e os vídeos aqui, aqui e aqui.

As filmagens de Harry Potter e as Relíquias da Morte terminaram no dia 12 de junho, e o lançamento da sua primeira parte nos cinemas está previsto para o dia 19 de novembro deste ano.

PARQUE TEMÁTICO
Destaques da conferência de imprensa

Inside the Magic
22 de junho de 2010
Tradução: Daniel Mählmann

Quando vocês viram o parque temático pela primeira vez pessoalmente, qual foi a sua primeira reação ao vê-lo, e como o parque pode ser comparado ao sets de filmagens?
Dan: O que todos nós temos dito ao longo dos últimos dias, não sendo depreciativo com os sets de filmagens que são incríveis, mas esse mundo é ainda mais completo. Porque você sai dos sets de filmagens e vê que ele é, na verdade, feito de andaimes e gesso, e aqui não há nada disso. Nunca há um momento onde a ilusão é quebrada. Eu fiquei simplesmente impressionado com o lugar quando vim aqui pela primeira vez. Achei-o fantástico.

Tom: Fiquei sem fala. Ainda estou esperando ver uma tela verde. Não há nenhuma à vista. Fiquei muito impressionado.

Qual é a sua parte favorita da atração?
Rupert: Eu realmente gostei do pub. O bar Cabeça de Javali. Com todas as bebidas diferentes. Gostei muito disso.
Tom: Boa.

Ontem à noite, quando pessoas de verdade estavam lá, incluindo esses jornalistas exaustos, me pareceu que todos estavam incrédulos como um monte de crianças. Vocês também ficaram assim? Vocês sentiram isso?
Rupert: Definitivamente. Todos nós pegamos nossas varinhas ontem na Olivaras.
Dan: É!
Rupert: Foi uma experiência realmente incrível, na verdade.
Tom: A noite passada foi muito comovente. Foi uma combinação de tudo. John Williams estava lá, e os fogos de artifício.
Michael: Fiquei comovido. Quase às lágrimas. Foi lindo.
Dan: Além disso, para mim, o fato do castelo parecer tão incrível quanto ele é, e parecer ter cerca de 200 metros de altura é incrível. Apenas o modo como paira sobre o local. Acho que dificilmente você não é preenchido por um sentimento de admiração quando o vê.

Você é o único cara mau daqui. Isso já pesou sobre você?
Tom: Uma criança adorável veio até a mim ontem e simplesmente disse “eu odeio você”. (risos) Eu disse “Muito obrigado”. É uma boa diversão interpretar um vilão. É ótimo, para mim, interpretar alguém que, espero, é muito diferente da minha pessoa no dia a dia. Mas é doloroso, porque os fãs sempre vêm com abraços e beijos para esses dois (indica Dan e Rupert), mas não há muito para mim. Eu cresci acostumado com isso.

Qual foi a reação de todos ao passeio da Viagem Proibida? Vocês têm uma parte favorita, e qual é a menos favorita?
Dan: Qual foi a sua parte menos favorita, Rupe? (risos)
Rupert: Existe uma parte muito longa de aranhas no passeio.
Tom: Você estava gritando.
Rupert: (para Tom) Eu sei, você viu a foto? Eu odeio aranhas.
Dan: Qyando Rupert está no assento, é como a empregada em “Tom & Jerry”.
Dan: Eu pessoalmente adorei a parte em que há um momento, eu simplesmente a achei fantasticamente inteligente, onde os Dementadores vem e tomam a sua alma e você vê o seu próprio rosto se arrastando para fora à sua frente.
Tom: Isso é muito legal. Não sei como eles fazem isso. É muito, muito legal. E só a união da realidade e o falso simplesmente confunde sua mente um pouquinho.
Dan: E o bom é que é muito alto, então não tive que me ouvir falando. Se quiser, posso me desligar do meu próprio diálogo, o que eu tento sempre que posso.
Tom: (para Michael) Você já foi nela? Hoje é o dia para a Viagem Proibida.
Michael: Sim, eu estou indo hoje. Ainda não a vi. Embora tenha ido na montanha-russa [Dragon’s Challenge].
Dan: Você foi na Dragon’s Challenge?
Michael: Foi terrível. Eu simplesmente me tranquei nela. Não olhei. Coloquei meus braços para baixo. Foi tão assustador. Logo que cheguei nela, sabia que tinha cometido um erro. Não vou voltar.

As filmagens terminaram no sábado. Vocês podem falar um pouco sobre o que aconteceu e como foi para vocês?
Dan: Acho que não há vergonha alguma em dizer, Rupert, que nós dois choramos como crianças.
Rupert: Choramos sim.
Dan: Foi muito emocionante. Foi muito, muito estranho. Eles editaram em conjunto um maravilhoso curta-metragem, que esperançosamente vai aparecer nos extras do DVD, que é um curta-metragem de reminiscências – um monte de imagens muito provocantes dos últimos 16 meses nessas filmagens, e um filme de todos dando adeus. Eu estava bastante devastado nesse momento.

Qual parte do parque tocou vocês de uma maneira específica?
Tom: Nós realmente gostamos da Olivaras ontem. E, na verdade, não foi pela nossa própria experiência. Como Daniel me lembrou ontem, havia dois jovens ali que literalmente engasgaram quando a varinha os escolheu. É ótimo ver os rostos dos mais novos e eles aceitam tudo.
Dan: É aquele barulhinho que as crianças fazem. Eles fizeram “Ah”. Se você pudesse engarrafá-lo, esse é o motivo para esse parque existir. É fantástico.
Warwick: Acho que a minha parte favorita seria a Olivaras. Meus dois filhos estão aqui, Annabelle e Harrison, e vê-los tendo seus momentos com a varinha foi simplesmente tremendo. Os seus rostos estavam muito, muito animados. E eu vi Michael receber a sua varinha também. Ah, o rosto dele estava tão doce. (risos)

O último clipe foi lançado durante o MTV Movie Awards… a cena de você Rupert e Dan discutindo foi muito profunda. Como vocês se sentiram ao fazer essa cena?
Rupert: Sim, isso foi realmente divertido. Naquela parte da história, Rony está muito inseguro da habilidade de Harry e há muita paranóia. Foi uma cena muito divertida de se fazer, na verdade.
Dan: Devido aos nossos personagens serem melhores amigos, normalmente as cenas que nós temos são relativamente simples, porque a relação é uma relação muito simples e feliz. Então, na verdade, foi muito divertido.

Como vocês se sentiram quando foram convidados pela primira vez a participar das filmagens do passeio, e então quando finalmente viram as filmagens pessoalmente no parque… como é que isso se difere…
Matthew: Isso foi um pouco estranho para mim. Eu não sei sobre vocês, pessoal, mas saber que você vai estar em um passeio, especialmente em um que é muito bom. Essa é uma das melhores montanhas-russas em que já fui, a Viagem Proibida. Estar em um filme é uma coisa, isso não dura para sempre e sempre, mas estar em uma montanha-russa é outra coisa. Eu venho em parques temáticos e montanhas-russas desde que era pequeno, e ser parte de algo assim – a meio mundo de distância, também, na América – eu ainda estou tentando encaixar isso na minha mente. É meio estranho. Mas é incrível estar nela. É um grande privilégio, e eu me diverti muito fazendo isso.
James: Foi provavelmente cerca de dois anos atrás, na mesma época do ano em que nós filmamos essas coisas para a Viagem Proibida, os caras estavam nos mostrando os planos para o passeio. E então nós ficamos tipo, bem, eu fiquei de qualquer jeito, quando eles nos mostraram todas as informações, “Isso certamente é bom demais para ser verdade”. Nós estávamos exaustos… Minha coisa favorita sempre foi o passeio do Spiderman aqui, e eles disseram, “Isso e mais 10…”. Quando nós chegamos na Viagem Proibida, isso realmente nos jogou para longe. Nós estamos em um filme, em um parque temático, somos homens LEGO…
Bonnie: O que eu acho adorável nisso… quando pisei no set pela primeira vez, fiquei visivelmente chocada. É simplesmente adorável permitir que todos experienciem o que nós temos experienciado…

Vocês podem me contar seu primeiro pensamento quando viram o parque pela primeira vez em três palavras ou menos?
Matthew: Três palavras ou menos? Caramba. Isso é basicamente o que senti naquele momento quando andei por ele.
James: Uau. Muito extraordinário.
Oliver: Muito, muito impressionante.
Bonnie: Acho que é, sobretudo, como eles conseguiram fazer tudo. Quando todos nós chegamos pela primeira vez ontem, e estávamos no arco, nós deveríamos sentar lá. “Podemos ir? Vamos ver?” E todos nós estávamos simplesmente espantados. Queríamos apenas tocar em tudo. Isso é mágia, eu suponho. É verdadeiramente espetacular.

O que acharam dos bares?
James: Quando isso era um set, parecia muito menor, e agora obviamente é enorme. Você pode dizer, “Vou encontrá-lo no Três Vassouras para beber e comer”, o que é legal. Todas as comidas aqui também, nem tudo são hamburgueres gordurosos, há opções bem saudáveis também.
Warwick: Há peixe e batatas fritas, e alimento realmente bom. A comida de parques temáticos normalmente não é legal, mas nós tivemos um almoço realmente ótimo aqui. Algumas coisas bem legais e é realmente de acordo com Hogsmeade – pastéis de Diabretes, peixe e batatas fritas, torta de pastor.

Vocês tiveram oportunidade de ir às compras aqui? O que estão ansiosos para levar para casa?
Bonnie: É proibido tirar fotos no set, a menos que você seja esperto para tirá-las. Tão legal quanto imergir nessa experiência é poder levar parte disso para casa, algo que você realmente não pode nas filmagens. Você só pode tê-los como nota mental. Ser capaz de literalmente comprar e levar todas essas coisas que guardamos como adereços, eu acho que é maravilhoso para o público poder ter suas varinhas, ter suas roupas, seus doces da loja. Eles não esqueceram nada. Não consigo pensar em nada que nós tivemos… provavelmente o dinheiro de Gringotes.
Oliver: Mesmo as varinhas – cada personagem tem uma réplica exata da que nós usamos nos filmes, então isso é legal. Eu realmente tenho a minha varinha agora. Nós estávamos na loja de logros. Eles vendem algumas coisas realmente legais, das quais no sexto filme, na loja de logros, só tinha uma caixa com uma imagem nela, embora agora haja um produto dentro.
Warwick: Acho que as varinhas são a minha coisa favorita. Meus filhos têm uma quantidade não saudável de varinhas. Meu quarto de hotel parece a loja Olivaras. Há montes de varinhas, é ridículo. Eu estava andando por aí com uma ontem à noite para a celebração de inauguração e queria saber o porquê. Mas você tem que fazer isso. Eu preciso ter uma varinha de bolso feita para o meu paletó.
Matthew: A loja na Viagem Proibida, a espada de Gryffindor por lá. Eu estive brincando por aí com ela nos últimos meses no set. Então eu fiquei tipo, “Deixe-me dar uma olhada nela. Sim, tem um peso muito bom. Está tudo certo. Vou ficar te devendo essa.” É uma réplica muito boa. Eu pensei, “Vou ter uma delas”.

Tendo começado tão jovens, você pode adiantar que todos vão continuar amigos?
Matthew: Espero que não (risos).

O que há a seguir para vocês, e vocês fariam outro projeto com um dos seus colegas de trabalho? Lembro-me de Rupert ter dito uma vez que se ele tivesse que escolher um colega de trabalho com o qual trabalhar, ele escolheria vocês dois (aponta para os gêmeos Phelps).
Oliver: Acho que, por termos todos terminado Potter agora… seria surreal. No último dia, todos tinham ao menos um nó em sua garganta. Tipo, “Qual será o próximo passo?”. E felizmente para nós, eu acho – bate na madeira – seria ótimo trabalhar com Rupe de novo. Nos damos bem como uma casa pegando fogo. Ele contou a você sobre o seu canto?
Bonnie: Nessa indústria, não apenas o elenco como a equipe também, você anda em círculos e esperamos encontrar uns aos outros ao longo do caminho. Fizemos amigos muito íntimos, eles se tornaram uma parte da experiência assim como nós.
Matthew: Eu na verdade acabei de gravar um filme indie na minha cidade natal, de orçamento muito baixo. Mas o produtor do filme, um cara chamado Bertie Stephens, era na verdade meu dublê cerca de dois anos atrás. Então voltar a trabalhar com ele foi meio estranho, e ele era o meu chefe. Esse foi um período muito bom, e acabei de terminá-lo, então ele deverá ser lançado em algum momento até o fim desse ano.

E quanto a você, Warwick?
Warwick: Na próxima semana, vou começar a ensaiar para um novo seriado romântico escrito e dirigido por Ricky Gervais e Stephen Merchant, chamado ‘Life’s Too Short’, que é realmente emocionante. É um projeto muito pequeno, com o perdão do trocadilho (Matt ri atrasado) – você sacou essa? E agora todos estão ansiosos por ele, o que é excitante para mim. Mas é um pouco assustador ao mesmo tempo. É algo para ficar ansioso.