Não categorizado

Warwick Davis conta histórias dos sets Potter

O ator Warwick Davis, responsável pelo papel do Prof. Filio Flitwick na série e do duende Grampo em Relíquias da Morte, vai publicar um livro chamado Size Matters Not: The Extraordinary Life and Career of Warwick Davis.[meio-2]

Como parte da turnê promocional do material literário, o ator fez uma leitura de um trecho que cita alguns dias memoráveis passados com Alan Rickman, Maggie Smith e Michael Gambon nos sets dos filmes Harry Potter.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nós quatro sentamos, com os figurinos completos, reunidos em torno de uma conversinha calorosa através da noite. Michael era um contador de histõrias e me contou alguns contos incríveis com falas impetuosas fantásticas – a maioria das quais não me lembro – e tive que jurar segredo para aquelas das quais recordo.

Davis elaborou mais sobre o humor e as piadas de Gambon no set, mencionando um episódio bem inusitado pelo qual a maquiadora do ator passou em virtude de suas brincadeiras.

Confiram a tradução do trecho relacionado a Harry Potter na extensão, e um vídeo de sua leitura em nossa galeria através desse link graças ao Snitch Seeker

WARWICK DAVIS
Trecho do livro Size Matters Not: The Extraordinary Life and Career of Warwick Davis

Snitch Seeker ~ Warwick Davis
24 de abril de 2010
Tradução: Daniel Mählmann

Houve uma ocasião memorável quando eu tive uma longa conversa com o ator mais velho e renomado. Foi durante uma longa sessão noturna, quando tivemos de esperar muito tempo entre as filmagens, enquanto o pessoal dos efeitos especiais organizava todos os seus aparelhos para uma sequência particularmente explosiva.

Nós estávamos lá fora, e eu estava lisonjeado em ver que a minha cadeira tinha sido colocada em um grupo com Alan Rickman, Maggie Smith (Minerva McGonagall) e Michael Gambon (Alvo Dumbledore).

Nós quatro sentamos, com os figurinos completos, reunidos em torno de uma conversinha calorosa através da noite. Michael era um contador de histórias e me contou alguns contos incríveis com falas impetuosas fantásticas – a maioria das quais não me lembro – e tive que jurar segredo para aquelas das quais recordo.

Às vezes era difícil, para mim, acompanhar a conversa, porque eles usam o primeiro nome. Por exemplo, Michael poderia perguntar “Você já trabalhou com Robert?” e então você percebe, cinco minutos depois, que ele estava falando sobre o De Niro.

Mas houve um assunto sobre o qual nós dois éramos especialistas.

“O que você acha dessas barbas, Warwick?” Michael perguntou.

“Bem, elas causam um pouco de sofrimento, para ser completamente honesto.”

“Sim, elas certamente causam, esses cabelos aparecem em absolutamente todos os lugares. Se eu usasse os meus braços e a minha varinha sempre que ela se emaranhasse, eu a arrancaria diretamente do meu rosto. E não me fale em comida. O jantar é um pesadelo total.”

Acenei com a cabeça em concordância sincera.

Alguns dias depois, estávamos almoçando trajando o figurino, quando Michael sentou na mesa com um grande saco de lona. Ele o amarrou em volta do pescoço e colocou sua barba dentro, e então foi capaz de comer o seu talharim sem se preocupar em comer metade de sua barba ao mesmo tempo.

Como o cara conseguiu um saco desses? Questionei-me, enquanto eu lutava com garfos, massas e cabelo.

Michael também adorava piada. Depois do almoço, um dia, a maquiadora de Michael estava removendo o seu saco para a barba antes de uma filmagem. Quando ela o puxou, ficou espantada ao ver que Michael tinha bordado uma série de camarões, legumes e outros sortimentos comestíveis na barba.

“O quê? O que há de errado?” o famoso ator disse inocentemente.

“Hm… hm”, a perturbada maquiadora respondeu, “sua barba, er…”

“Ah, isso! Bem, é apenas para o caso de eu ficar com um pouco de fome, minha querida.”