A Pedra Filosofal ︎◆ As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças

Rupert Grint lembra início da saga e fala sobre o fim

O SnitchSeeker noticiou que Rupert Grint, em promoção do seu novo filme, Cherrybomb, concedeu mais uma entrevista, desta vez à OK! Magazine, na qual também falou sobre a série Harry Potter, refletindo sobre como ela influenciou a sua vida e quão estranho será se despedir da saga.

[meio-2]Sobre a cena de sexo em Cherrybomb, Rupert diz:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ficou aquela atmosfera bizarra, você tem a equipe olhando para você e câmeras diferentes em todos os lugares, e você se sente meio constrangido”.

Quando perguntado se as coisas nos sets de Relíquias da Morte têm sido emocionais, ele responde:

Ainda não, suponho que quando alcançarmos as últimas semanas… Eu não sei como reagirei, será algo completamente esmagador. É como dez anos de sua vida se encerrando em uma gravação, realmente, e então acabou. Será estranho.

E afirma que um dos seus momentos favoritos na série Harry Potter aconteceu no primeiro filme:

A primeira cena, o primeiro dia, foi muito legal. Porque, obviamente, eu não tinha idéia do que esperar ou como tantas pessoas estariam envolvidas. Foi excitante.

Leia a tradução na íntegra em notícia completa.

RUPERT GRINT
Entrevista exclusiva com Rupert Grint: As últimas cenas de Harry Potter serão esmagadoras

OK! Magazine
23 de abril de 2010
Tradução: Flávio Júnior e Otávio Bergamini

Como você se sentiu depois de assistir Cherrybomb pela primeira vez?
Nós o filmamos há dois anos, então é estranho. Foi uma ótima experiência, uma experiência de filmagem realmente diferente, principalmente por causa do orçamento, suponho, mas eu estava em um país diferente e foi bastante rápida e um tipo de filme muito diferente [em relação a Harry Potter].

Quais foram as principais diferenças nos sets?
Os camarins e essas coisas… eles eram um pouco menos confortáveis! Mas a principal coisa foi o ritmo de filmagem. Nós fazíamos 10 cenas por dia, tinha uma pressão forte para filmarmos tudo, não poderíamos levar 50 tomadas para uma sequência, nós tínhamos que acertar nas primeiras tentativas. Tinha uma energia realmente rápida no projeto. O que eu gostei, porque é o tipo de coisa que coloca você no momento. Harry Potter é uma coisa muito única e é como uma máquina, realmente, há muita espera, enquanto que não havia nada disso em Cherrybomb. Era fazendo tudo em cheio. Foi uma experiência real; eu sei como filmes “reais” são montados, agora.

Você achou difícil quebrar a rotina do seu papel como Rony Weasley?
Eu não pensei sobre isso, Cherrybomb surgiu rapidamente, no período de uma semana, de fato, eu conheci os diretores e li o roteiro, então estava voando para Belfast. Mas, sim, foi o tipo de coisa que me atraiu. É um tipo realmente diferente de personagem, ele é um pouco mais complicado e, suponho, foi um papel mais adulto. Eu não acho que fiquei nervoso com isso porque, à medida que fico mais velho, farei coisas mais adultas.

Você disse que a cena de sexo foi embaraçosa…
Foi uma coisa bem estranha. Ficou aquela atmosfera bizarra, você tem a equipe olhando para você e câmeras diferentes em todos os lugares, e você se sente meio constrangido. De fato, ler a cena no roteiro é bem pior do que filmá-la. Quando você a assiste pronta, é mais sugestiva e não tão vívida. É ainda pior para Kim [Kimberley Nixon], você vê muito mais dela. Depois que nós fizemos a cena, foi legal. Foi rápido, nós não fizemos muitas tomadas para a sequência.

A sua família já viu?
Sim, essa é, possivelmente, a pior parte! [risos] Nós não falamos sobre isso!

Harry Potter mudou sua vida, você já imaginou onde estaria sem isso?
Eu não sei, é um pensamento assustador. Eu fiquei muito feliz. Eu vi alguma coisa no Newsround, na verdade [que o OK.com.uk lembra de ter visto também] é estranho. Eu realmente gosto de atuar, e se puder continuar, definitivamente o farei.

Foram oferecidos muitos roteiros além de Harry Potter?
Não havia realmente muito tempo para fazer outras coisas porque estávamos filmando Harry Potter todos os dias do ano, então é bem difícil achar lacunas para fazer outras coisas. Sem Harry Potter eu não seria… É uma indústria bem resistente para se entrar, então eu fui muito sortudo. Harry Potter era um como um lance de sorte, de qualquer maneira.

Você continuará atuando ou irá para a universidade, como Emma Watson?
Esta sempre será uma opção, mas eu irei evitá-la, se puder. Eu quero continuar atuando.

Como tem sido filmar as últimas cenas?
É uma atmosfera confortável, mas o fim é muito atemorizante. Nós conhecemos toda a equipe por metade de nossas vidades, assim como os personagens, então, bem, tem sido fácil. Mas também estou empolgado, esperando ansiosamente por dar esse passo adiante e ver o que mais me aguarda.

Você terão uma grande festa no fim das filmagens?
Espero que sim, nós não tivemos uma festa desde o segundo filme. Aquela foi uma ótima festa de encerramento, mas teremos algum tipo de celebração.

Tem sido emocional nos sets?
Ainda não, suponho que quando alcançarmos as últimas semanas… Eu não sei como reagirei, será algo completamente esmagador. É como dez anos de sua vida se encerrando em uma gravação, realmente, e então acabou. Será estranho. Provavelmente, vou superar [risos].

Qual foi o seu momento favorito em Harry Potter?
Tudo foi realmente bom. Mas a primeira cena, o primeiro dia, foi muito legal. Porque, obviamente, eu não tinha idéia do que esperar ou como tantas pessoas estariam envolvidas. Foi excitante.

Permanecerão amizades com o elenco?
Definitivamente, é um processo íntimo e você desenvolve bastante afeto pelas pessoas. Nós somos bons companheiros. Há uma lista enorme de pessoas envolvidas, mas nós, definitivamente, manteremos o contato.

O que vai acontecer em sua vida?
Algumas coisas, eu tenho um filme chamado Wild Target [Rupert interpreta um aprendiz de assassino] que vai estrear no próximo mês. Foi bem divertido atuar com as armas e essas coisas.

E você interpretará Eddie, a Águia [recordista britânico de salto no esqui]… Você sabe esquiar?
Eu nunca esquiei na minha vida, então será interessante. Isso será bem engraçado, eu acho, será legal.

Qual é a coisa mais estranha que você já recebeu de um fã.
Eu recebo muitos pijamas, de todos os tipos, mas principalmente no estilo oriental.

Alguma vez você já teve uma paixão por uma estrela?
Sim, provavelmente quando eu tinha 11, é algo natural, era como o pátio da escola [no set de Harry Potter]. Provavelmente, alguns dos extras.

Nós soubemos que você tem uma van de sorvetes, se você fosse impressionar uma garota com um sorvete da sua van, qual seria o sabor?
Hmm, eu realmente não tenha nada na van nesse momento, mas provavelmente flocos, o clássico flocos.

Qual sabor seria o seu preferido?
Centenas de milhares, arco-íris.