As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 2

Rupert Grint, em entrevista: “Será estranho dizer adeus”.

O SnitchSeeker noticiou que Rupert Grint, o Rony dos filmes da série, concedeu uma entrevista ao The Independent, em que falou sobre como será despedir-se de Harry Potter e ainda sobre Cherrybomb, Wild Target e Eddie, a Águia, seus outros projetos como ator.

[meio-2]Sobre Harry Potter e as Relíquias da Morte, ele diz:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não temos mais tanta coisa para filmar. Só as cenas finais da segunda parte do filme. Tenho apliques de cabelo para a parte final do filme. Rony fica com um cabelo bem volumoso, porque eles estão em tempos difíceis, acampando por aí. Eu e Dan ficamos também com uma barba por fazer!”

E prossegue, em clima de despedida:

“Será estranho dizer adeus. De fato, é um sentimento esquisito. Eu realmente nunca pensei que chegaria ao fim. Eu nunca vi este dia chegando. Tem sido uma equipe fixa desde o primeiro filme. Não mudaram muitas pessoas. É realmente uma atmosfera familiar. Eu não sei. Será estranho não ir para lá todos os dias”.

Rupert reflete um pouco sobre isso, depois ri e acrescenta:

“Provavelmente, vou superar”.

Confira um pouco mais da entrevista em notícia completa. “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I” estréia em 19 de novembro deste ano e a parte II, em 15 de julho de 2011.

RUPERT GRINT
O mundo mágico de feitiços, drogas e rock ‘n roll de Rupert Grint

The Independent
16 de abril de 2010
Tradução: Flávio Jr.

Sobre Cherrybomb, certamente, é bem diferente do um tanto que puro beijo que ele deu em Jessie Cave, que interpretou Lilá Brown em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, ao que Rupert concorda:

“Aquilo foi apenas um beijo, realmente. Insinuava mais do que qualquer outra coisa. [A cena de amor com Kimberley Nixon] foi um bem mais íntima. Foi realmente embaraçoso. Eu fiquei muito nervoso com aquilo”

E sobre o boato de Rupert ser mais parecido com Tony, personagem que interpretou em Wild Target, do que com Malachy, em Cherrybomb:

“O personagem é mais parecido comigo do que o que interpreto em Cherrybomb. Provavelmente, posso dizer mais. Ele é bem despreocupado. Eu sou completamente relaxado. Não há muitas coisas que me preocupem. Não fico com raiva frequentemente”.

Sobre o projeto de filmagem da história de Eddie, a águia [NT:primeiro competidor a representar a Grã-Bretanha na modalidade salto com esqui nas Olimpíadas e conseguiu o record britânico no esporte, alçançando 73.5 metros de distância em um de seus saltos], Rupert diz:

“Nada está concluído ainda, mas estou bastante empolgado com isso. Sempre foi uma grande história em minha família. Meu pai sempre me contou sobre a lenda de Eddie, a Águia. Ele era um pouco brincalhão, de fato. Mas ele realmente pulou e conseguiu o record britânico”.

E sobre nunca ter esquiado na vida, ele diz: “Deve ser ótimo!”

Ele simplesmente deu de ombros quando perguntado se ele está preocupado com o seu futuro pós-Potter:

“Eu não sei se sou bom o bastante para ter uma carreira duradoura. Tenho um pouco de complexo de inferioridade sobre a minha atuação. Minha autoestima é bem baixa, nesse sentido. Eu amei cada minuto de Harry Potter. Sim, será completamente triste ver chegar ao fim. Mas também estou ansioso por ficar um pouco mais livre e ver o que mais está por vir.”