Artigos ︎◆ Parques temáticos

Recriações de mundos: Os Parques Temáticos e o Mundo Mágico de Harry Potter

Enquanto alguns decretam o fim da saga Potter como resposta ao final próximo da série cinematográfica, uma promissora continuidade à fama da obra de Jo Rowling toma forma. Nossa nova colunista Débora Jacintho traz uma interessante pesquisa sobre o papel dos parques temáticos no universo da fantasia, mostrando aos fãs de Harry que o mundo mágico do bruxinho está longe de ter seu fim – está, na verdade, nascendo fisicamente.

Leia a coluna completa aqui. E não se esqueça de comentar nessa que é a segunda das sete obras escritas pelos mais novos colunistas do Potterish!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Débora Jacintho

O Mundo Mágico de Harry Potter está nos seus momentos finais de construção, e deve ser inaugurado logo, ainda neste semestre. Fruto de uma parceria entre a Warner Bros. e a Universal Studios, o parque do Harry Potter vem tomando forma no Universal´s Islands of Adventure (Ilhas de Aventura da Universal), em Orlando. Com um orçamento de mais de 265 milhões de dólares e uma área de 20 acres (quase 81 mil m²), o parque promete ser não só mais uma grande atração da Universal, mas também um verdadeiro complexo englobando brinquedos, lojas temáticas e restaurantes.

Os parques temáticos sempre foram um ponto de diversão para várias gerações. Hoje, no mundo todo, podemos conferir diversos parques em que filmes, jogos e desenhos são usados como tema. A idéia dessa coluna é fazer um panorama de alguns dos parques mais famosos, indo desde a Disney – com suas atrações clássicas, como o castelo da Cinderela – até o ousado parque da Marvel – com seu projeto de brinquedos radicais. E assim relacioná-los com o que está tomando forma no Universal’s Island of Adventure.

A Disneylândia foi o primeiro dos grandes parques temáticos, inaugurado em 1955, na Califórnia. Walt Disney queria criar um parque em que todas as gerações se encontrassem, não sendo apenas um parque para crianças, mas também um lugar onde jovens, adultos e idosos pudessem se divertir. Seria um espaço de entretenimento, alimentação e compras. O complexo Disney cresceu ao longo dos anos, sendo que o “boom” se deu quando foi inaugurada a sua filial, em Orlando, Flórida. Hoje em dia, a Disney conta com parques em quatro localidades: Califórnia, Orlando, Paris e Tóquio. Várias atrações como os famosos temas de filmes podem ser conferidas nos parques, tais quais Rei Leão, Cinderela, Procurando Nemo, Vida de Inseto, Indiana Jones, e outros tantos.

Uma atração da Disneylândia que merece destaque é o Parque Piratas do Caribe. O parque temático, inaugurado em 1967, foi o último supervisionado pelo próprio Walt Disney, e inspirou a produção da trilogia Piratas do Caribe. Depois, por conta do sucesso dos filmes, o parque ganhou uma série de novas atrações: novos efeitos especiais e novos personagens, como o capitão Jack Sparrow, o capitão Barbossa e o temível Davy Jones. Caminham juntas então atrações originais, da época de Walt Disney, com novas atrações baseadas nos filmes, mostrando que um parque temático pode tanto inspirar obras quanto ser baseado nelas.

A partir do sucesso da Disney, outros grandes parques foram se instalar na cidade de Orlando. A Universal Studios construiu o Universal Orlando e o Universal’s Islands of Adventure, inaugurados em 1990 e 1999, respectivamente. O parque do Harry Potter está sendo construído nas “Ilhas de Aventura”, onde também se encontram famosas atrações, como Homem-Aranha, Incrível Hulk e Jurassic Park. Devido ao fato de que muitas pessoas reclamavam da falta de novas atrações na Universal, o parque baseado na obra de Rowling pode ser considerado uma grande jogada nesse sentido, uma vez que permite acirrar a concorrência da Universal com a Disneyworld.

O Mundo Mágico de Harry Potter difere das outras atrações presentes tanto na Disney quanto nos parques da Universal: o parque é um próprio complexo, algo a mais do que apenas mais uma atração. Diferente dos outros citados anteriormente, é um “parque dentro do parque”. Só a construção do castelo de Hogwarts já é uma prova da grandiosidade do Mundo Mágico. Além disso, enquanto os demais possuem pontos de consumo mais tradicionais, as lojas serão temáticas, como a Dervish e Banges e a Zonko’s, além dos restaurantes Três Vassouras e o Cabeça de Javali. Assim, pode-se dizer que, ao passo que os demais são simples atrações em parques maiores, o Mundo Mágico tem como objetivo proporcionar ao visitante a sensação de estar em contato com o que ele apenas imaginava e assistia em telas de projeção.

Além do Mundo Mágico de Harry Potter, está em projeto outro grande parque temático. No final de 2007, negociações entre o Al Ahli Group, dos Emirados Árabes, e a Marvel Entertainment decidiram colocar no papel um projeto de um grande complexo de parques, em Dubai, tematizando os “grandes heróis” da Marvel, como Homem-Aranha, Homem de Ferro, X-Men, Incrível Hulk, Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado. A inauguração está prevista para 2012 e, analisando as “artes conceituais” já divulgadas do parque, percebe-se a presença de atrações radicais de alta tecnologia, sugerindo algo estrondoso e de altíssimo investimento. Também analisando “artes conceituais” e prévias do parque do Harry Potter, pode-se notar um equilíbrio entre alta tecnologia e representações fiéis do cenário.

Todos estão esperando ansiosos a inauguração do Mundo Mágico de Harry Potter. Depois desse pequeno passeio por parques de todo o mundo, vemos o quão único o parque do nosso Harry promete ser. Todos esperamos que seja mais do que apenas um parque temático, mas um literal mundo mágico, no qual possamos passear por Hogsmeade, nos assustar na Floresta Proibida e, é claro, nos surpreender e encantar com o majestoso castelo de Hogwarts.

Débora Jacintho espera visitar o Mundo Mágico de Harry Potter o mais breve possível e não negaria companhia.