Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

[Atualizado] WB entrevista o compositor Nicholas Hooper

Ontem informamos que Nicholas Hooper, responsável pela trilha de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, venceu em “Melhor Trilha Sonora Clássica do Ano” no prêmio RAFA. Com isso, em uma newsletter, a Warner Bros. enviou uma entrevista com o compositor destinada aos fãs da série.[meio-2]

Qual foi a sua cena favorita para criar a trilha em Harry Potter e o Enigma do Príncipe?
A viagem até a caverna, onde Dumbledore e Harry aparatam da torre de Hogwarts para uma rocha no mar, foi a minha favorita. O tema para essa cena foi baseado no desenvolvimento silencioso durante todo o filme em cenas entre Dumbledore e Harry, e agora ele teve a oportunidade de se expandir para algo emocionante e magnífico. Demorou muito tempo para escrevê-lo, mas quando o ouvi tocado pela orquestra e coro enormes, parecia que eu mesmo tinha viajado para o mar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, Nicholas Hooper responde a mais perguntas sobre como foi compor para o sexto filme, suas inspirações em comparação à trilha anterior, de Harry Potter e a Ordem da Fênix, como é seu dia de trabalho, entre outros.

Confira a tradução completa da entrevista aqui!

NICHOLAS HOOPER
Entrevista da WB com Nicholas Hooper

Warner Bros.
29 de janeiro de 2010
Tradução: Daniel Mählmann

O indicado ao Grammy Nicholas Hooper faz magia musical em Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Nicholas Hooper, o renomado compositor que criou música para mais de 250 documentários e filmes, incluindo Harry Potter e a Ordem da Fênix e Harry Potter e o Enigma do Príncipe, é indicado ao Grammy de Melhor Trilha Sonora para Filme, Televisão ou Outra Mídia Visual na sexta-feira, dia 31 de janeiro de 2010. Nicholas tirou um tempo para dividir suas inspirações e percepções sobre seu trabalho indicado ao Grammy em Harry Potter e o Enigma do Príncipe com seus fãs leais:

Qual foi a sua cena favorita para criar a trilha em Harry Potter e o Enigma do Príncipe?
A viagem até a caverna, onde Dumbledore e Harry aparatam da torre de Hogwarts para uma rocha no mar, foi a minha favorita. A música para essa cena foi baseada no desenvolvimento silencioso durante todo o filme em cenas entre Dumbledore e Harry, e agora ela teve a oportunidade de se expandir para algo emocionante e magnífico. Demorou muito tempo para escrevê-lo, mas quando o ouvi tocado pela orquestra e coro enormes, parecia que eu mesmo tinha viajado para o mar.

Qual foi a cena mais difícil de criar a trilha em Harry Potter e o Enigma do Príncípe?
Houve duas que foram particularmente difíceis. Em primeiro lugar, foi a cena onde Snape faz o “Voto Secreto”. Era uma cena grande e de vital importância – fundamental para a trama -, mas todo mundo estava quieto. A música tinha quase que não estar lá, mas edificada para sustentar a realização do voto, enquanto Belatriz sussurrava. Muito traiçoeiro. A outra cena foi Dumbledore morto no pátio. Escrever uma música que comunica tanta tristeza é muito, muito difícil. Acho que na gravação, a orquestra sentiu isso e eu espero que isso seja passado ao público.

Você encontrou inspiração para alguma das faixas de Harry Potter e o Enigma do Príncipe em seu trabalho em Harry Potter e a Ordem da Fênix? Pensei ter ouvido uma sugestão da melodia da Professora Umbridge na faixa 8, “Living Death”.
Boa observação! Há uma ligação intencional entre a “Umbridge Theme” e “Living Death”, já que ambas são sobre novos professores. Como Slughorn vai ficar? Nós podemos confiar nele? Outra importante música central de “Ordem da Fênix” que eu usei em “Enigma do Príncipe” foi a faixa “Possession”. (Onde Voldemort possui Harry no Ministério da Magia). Ela permeia a trilha na maioria dos lugares onde Voldemort ou Tom Riddle é mencionado ou mostrado: o primeiro lugar sendo a cena onde Dumbledore faz seu discurso à escola no início do ano letivo.

Como é um dia típico de criação da trilha para um filme Harry Potter?
Levanto às 7h, chego à Abbey Road às 8h e começo a compor. Às 9:45, desço ao Studio 1 (o grande), às 10h gravo a orquestra até as 13h (conduzindo ou ouvindo com o diretor), às 13-14h almoço enquanto componho ou discuto sugestões com o diretor. 14-17h gravo a orquestra. 17-18h, mais comida, composição e/ou discussão. 18-21h, gravo a percussão, o coro e solistas, 21h, componho um pouco mais ou PARO…! Bem, você perguntou.

O que o mais o inspira quando você escreve a música para uma cena em particular?
Essa é uma pergunta difícil de responder, pois existem diferentes cenas que seriam inspiradas por diferentes coisas. Por exemplo, uma grande cena com cenário iria me inspirar a escrever em uma grande escala, enquanto uma cena íntima entre dois personagens pode exigir apenas um ou dois instrumentos. A opinião do diretor também é vital e, em alguns casos, as cenas tiveram suas trilhas criadas antes mesmo das filmagens.

Em sua experiência, por quantas revisões a trilha sonora de um blockbuster, como Harry Potter e o Enigma do Príncipe, passa?
Em média, cerca de 7. Calculo ter escrito 14 horas de música para uma trilha que acabou durando um pouco mais de 2 horas.

Você criou algum dos efeitos sonoros, como o randômico floreio musical? Por exemplo, quando Harry e Luna saem do trem e caminham através dos portões de Hogwarts e o portão se sela com magia? E quando Dumbledore visita o jovem Tom Riddle no orfanato? Se sim, como você surge com esses sons?
Ahá! Isso poderia ser difícil de responder. Se nós temos feito isso bem (e houve bastante cooperação entre mim e os caras dos efeitos sonoros), então espero que você não seja capaz de dizer onde a música termina e o efeito sonoro começa. Eu devo os sons do portão à equipe de sons, mas a visita ao Tom Riddle é completamente outro caso. Eu tenho um acervo de sons interessantes que uso musicalmente em todos os tipos de filmes.

Quando você faz a gravação final para o filme – você a faz em segmentos, ou enquanto o filme é exibido?
As sessões de gravação são programadas para serem realizadas no fim do período de pós-produção, embora o filme provavelmente ainda vá passar por algumas mudanças, mesmo àquela altura. Nós trabalhamos com a última edição e gravamos a música cena por cena. Geralmente, nós gravamos a orquestra seção por seção. Por exemplo: 1. Todas as cordas, 2. Todos os instrumentos de sopro, exceto as trompas (que possuem cores diferentes), 3. Todas as trompas, etc, etc, até que todos tenham tocado. Normalmente, a percussão, o coro e os solistas são gravados em uma seção diferente ao anoitecer.