Filmes e peças ︎◆ Não categorizado ︎◆ O Enigma do Príncipe

Roteiro EdP Parte 2: Tradução das cenas 13 ~ 24

Lançamos hoje a segunda edição do nosso periódico especial, cujo objetivo é trazer até o final de janeiro a tradução completa do roteiro oficial do filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe divulgado semana passada pela Warner Brothers.Nas cenas que disponibilizamos hoje, iniciamos com o Dumbledore lendo uma propaganda fixada na plataforma – diferente do que temos no filme, onde ele apenas aparece frente à ela. Em seguida, temos o diálogo entre Harry e o diretor, cuja parte foi retirada do filme devido à orientação sexual de Alvo, e a aparatação de ambos para o povoado de Budleigh Babberton.

Assim que Harry chega, ele vê Dumbledore observando uma PROPAGANDA DE PERFUME que mostra uma MODELO tocando os dentes com uma VARINHA: “Faça uma pequena magia com o seu homem hoje à noite.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

DUMBLEDORE
Certa vez conheci uma garota
trouxa de Liverpool com o cabelo
como seda. Nenhuma luz podia resistir…

Após a viagem, lemos todo o desenlace da casa destruída, onde vemos o Slughorn disfarçado de poltrona e a tentativa de Dumbledore de seduzi-lo a voltar à escola usando Harry como isca. Logo depois, o garoto aparata para A Toca, onde podemos ler um diálogo entre Gina e Molly Weasley cortado do filme e cuja tradução divulgamos há alguns dias.

Depois da recepção de Harry, somos levados ao sótão, onde encontramos o trio conversando sobre os pais quase não os deixarem voltar a Hogwarts. Após o diálogo, há a descrição de toda a cena que acontece dentro da loja Geamilidades Weasley, incluindo o ciúmes dos irmãos por Gina e a negativa dos gêmeos de vender um produto mais barato ao Rony.

A edição de hoje termina quando o trio está deixando a loja. Vocês podem conferir a tradução de todas essas cenas em notícia completa, ou fazer o seu download em pdf clicando aqui!

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Roteiro original ~ Cenas 13 à 24

Warner Brothers
Tradução: Virág Venekey
Revisão: Isadora Moraes

Roteiro EdP Parte 1: Tradução das cenas 1 ~ 12

13. EXTERIOR DA PLATAFORMA OPOSTA – NOITE (MOMENTOS DEPOIS)

Assim que Harry chega, ele vê Dumbledore observando uma PROPAGANDA DE PERFUME que mostra uma MODELO tocando os dentes com uma VARINHA: “Faça uma pequena magia com o seu homem hoje à noite.”

DUMBLEDORE
Certa vez conheci uma garota
trouxa de Liverpool com o cabelo
como seda. Nenhuma luz podia resistir…
(se virando)
Você tem sido imprudente este verão, Harry.

HARRY
Eu gosto de perambular pelos trens.
Mantêm a minha cabeça longe de… coisas.

Harry hesita, percebe que a mão de Dumbledore está da cor PRETO ACIZENTADO.

DUMBLEDORE
Bastante desagradável de se olhar, não é?
A história é emocionante se você acredita em mim,
mas creio que agora não é a hora de contá-la.
Segure o meu braço.
(estende o braço)
Faça o que digo.

Harry olha de relance para a plataforma, vê a garçonete sardenta aparecer, reparando sua mesa vazia. Lentamente, ele estica a mão e – instantaneamente – tudo fica PRETO numa TORRENTE de SOM e FÚRIA, como se Harry tivesse sido lançado de cabeça em um tornado. Segundos depois…

14. EXTERIOR DA PRAÇA DE UMA VILA – NOITE (MOMENTOS DEPOIS)

… ele re-emerge no mundo, cambaleando, olhos ardendo com lágrimas. Lentamente, seu planeta pára de girar.

HARRY
Eu acabei de aparatar, não foi?

DUMBLEDORE
De fato. E com bastante sucesso,
eu posso acrescentar. A maioria das
pessoas vomita na primeira vez.

HARRY
Mal posso imaginar por quê…

NOVO ÂNGULO – MOMENTOS DEPOIS

Dumbledore conduz Harry por uma rua estreita e íngreme com casas escuras alinhadas.

DUMBLEDORE
Seja bem-vindo à encantadora vila de
Budleigh Babberton, Harry. Imagino
que você esteja se perguntando por que eu o
trouxe aqui esta noite, certo?

HARRY
(olhando de relance)
Após todos esses anos, eu meio que
já estou acostumado com isso, senhor.

Dumbledore sorri suavemente, pára, seu rosto se tornando sombrio. Diante deles está uma PEQUENA CASA DE PEDRA. Mas há algo de estranho sobre o lugar.

DUMBLEDORE
Varinha a postos, Harry.

15. INTERIOR DA CASA DE SLUGHORN – MESMA HORA – NOITE

COM um estalo na porta da frente: Dumbledore e Harry movem-se rapidamente e entram.

DUMBLEDORE
Lumus…

A ponta da VARINHA de Dumbledore ACENDE. Ele percorre as sombras. GRITA.

DUMBLEDORE
Horácio!

Nada. Dumbledore aponta sua varinha para um CORREDOR ESTREITO. Partículas de poeira dançam à luz da varinha, mas nada mais. Ele começa a andar em direção ao fim do corredor, onde há uma PORTA ABERTA. Lentamente, o aposento à frente FICA À MOSTRA.

16. INTERIOR DA CASA DE SLUGHORN – SALA DE ESTAR – NOITE

Devastação total. Um RELÓGIO DE CARRILHÃO está caído no chão, seu mostrador estilhaçado. Há um PIANO virado no canto, as teclas espalhadas como dentes sobre o tapete. Uma cópia do Profeta Diário treme sob a brisa vinda de uma janela semi-aberta. Enquanto Harry olha, uma GOTA de algo MOLHADO cai em cima da palavra “ELEITO.” Ele olha para cima.

Ele OFEGA. Uma substância ESCURA e GELATINOSA está espalhada pelo teto. Dumbledore levanta sua varinha. O teto ESTÁ VERMELHO. Outra gota cai e esta atinge a CICATRIZ de Harry. Assim que Harry se mexe para limpá-la, Dumbledore segura sua mão.

Apontando sua luz para a testa de Harry, Dumbledore passa um dedo escurecido sobre a cicatriz. Leva-o à boca. Reage. Virando-se, seus olhos param em uma POLTRONA EXCESSIVAMENTE ESTOFADA. Aproximando-se dela, ele dá um CUTUCÃO no assento da poltrona com sua varinha.

POLTRONA
Pelas barbas de Merlin!

Instantaneamente a poltrona se transforma em uma FIGURA HUMANA, embora por algum tempo fica presa no processo. Após alguns RESMUNGOS, RASGOS DE COSTURA e o ESTALO de um botão ou dois da almofada, um HOMEM VELHO E GORDO (HORÁCIO SLUGHORN), usando um par de pijamas lilás BEM-GASTOS aparece.

SLUGHORN
(esfregando as nádegas)
Não há necessidade de me desfigurar, Alvo!

DUMBLEDORE
Devo dizer que você é uma
poltrona bem convincente, Horácio.

SLUGHORN
O segredo é o estofamento.
(dando palmadinhas na sua barriga)
Eu cuido do recheio, é claro.
O que me denunciou?

DUMBLEDORE
(olhando para o teto com aprovação)
Sangue de dragão.

SLUGHORN
Sim, bem, eu não poderia usar sangue
de bruxo, não é? Oho!

Slughorn dá um passo para trás ao perceber Harry no aposento. O sangue na testa de Harry destaca ainda mais sua cicatriz.

DUMBLEDORE
Ah, sim. Apresentações. Harry, este é
um velho amigo e colega meu,
Horácio Slughorn. Horácio, esse é,
bem, você sabe quem é.
(um sussurro engraçado)
Aparentemente alguns pensam que
ele é O Eleito.

Slughorn olha para Harry como se estivesse hipnotizado.

DUMBLEDORE
Então por que todo esse teatro, Horácio?
Você não estava esperando outra pessoa, estava?

SLUGHORN
(piscando)
A-alguém? Não entendo o que quer dizer.

Dumbledore ergue uma sobrancelha. Slughorn cede.

SLUGHORN
Ah, está bem! Os Comensais da Morte estão
tentando me recrutar há um ano.
Você sabe como é isso? Não se pode
dizer não a essas pessoas tantas vezes senão…

DUMBLEDORE
Elas fazem justiça com as próprias mãos?

Slughorn olha desconsolado para Dumbledore, gesticula.

SLUGHORN
Nunca me demoro mais de uma semana em
um mesmo lugar. Os trouxas donos desta
casa estão de férias nas Ilhas Canárias.

DUMBLEDORE
Bem, acho que deveríamos colocar a casa em
ordem para eles, não? Você se importa?

Dumbledore ergue sua varinha. Instantaneamente, o relógio de carrilhão volta ao seu local de origem, lâmpadas estilhaçadas voltam a acender e o sangue no teto evapora –ao mesmo tempo em que as teclas do piano tropeçam de volta aos seus lugares com uma agradável MÚSICA.

DUMBLEDORE
Isso foi divertido. Posso usar o banheiro?

Enquanto Dumbledore segue pelo corredor, Slughorn avisa.

SLUGHORN
Não pense que eu não sei por que você está
aqui, Alvo! A resposta continua sendo não!
Absoluta e certamente não!

Dumbledore não responde. Slughorn olha de relance para Harry. O silêncio é palpável. Estranho. Uma batida. Então:

SLUGHORN
Você se parece muito com o seu pai.
Exceto seus olhos. Você tem –

HARRY
Os olhos de minha mãe, eu sei.

SLUGHORN
(sorrindo suavemente)
Lílian. Querida Lílian. Ela era extremamente
brilhante – sua mãe. Ainda mais impressionante
considerando que ela era nascida trouxa.

HARRY
Uma de minhas melhores amigas é trouxa de
nascença. Ela é a melhor na minha turma.

SLUGHORN
Oh, mas não pense você que eu sou preconceituoso!
Não, não, não! Sua mãe foi uma das minhas
favoritas! Veja, ali está ela. Bem na frente.

Slughorn aponta para uma cômoda cheia de FOTOGRAFIAS.

SLUGHORN
Todos meus, cada um deles. Ex-alunos, quero dizer.
Você reconhece Barnabás Cuffe, é claro, editor do
Profeta Diário.

SLUGHORN (CONT.)
Sempre recebe uma coruja minha quando quero
registrar minha opinião sobre as notícias do dia.
E lá está Ambrósio Flume da Dedosdemel.
Envia um cesto de doces para minha casa em
todos os aniversários. Quero dizer, quando eu
tinha uma casa. E Guga Jones, capitã do Harpias
de Holyhead – entradas grátis sempre que quero.
É claro que eu não vou a um jogo há bastante tempo…

Harry dá um passo à frente, segura a foto de um RAPAZ específico, um rapaz que lembra… Sirius. Vendo Harry distraído, ele olha-o intensamente, como um objeto raro.

SLUGHORN
Ah, sim. Régulo Black. Você com certeza
conhece o irmão mais velho dele, Sirius.
Morreu poucas semanas atrás. Eu lecionei
para toda a família Black, exceto Sirius.
Que pena. Rapaz talentoso. Eu tive Régulo
quando entrou, é claro, mas eu queria ter tido todos.

DUMBLEDORE
Você se importa se eu levar isso? Adoro
as receitas de tricô.

Slughorn pisca, desvia o olhar de Harry e vê Dumbledore em pé, agarrado a uma REVISTA TROUXA.

SLUGHORN
É claro. Mas você já vai?

DUMBLEDORE
Acho que sei reconhecer uma causa
perdida quando vejo uma. Lamentável.
Eu consideraria um triunfo pessoal se
você consentisse em voltar para Hogwarts,
Horácio. Você é, assim como meu amigo
Sr. Potter – único.

17. EXTERIOR DA CASA DE SLUGHORN – NOITE (MOMENTOS DEPOIS)

Dumbledore CANTAROLA serenamente enquanto ele e Harry saem da casa. Segundos depois, a porta da frente se abre.

SLUGHORN
Está bem! Eu voltarei. Mas quero a antiga
sala da Professora Merrythought, não aquela
salinha minúscula que eu tinha antes.
E quero um aumento! Estamos vivendo
tempos malucos! Malucos!

DUMBLEDORE
De fato estamos.

18. EXTERIOR DA RUA (BUDLEIGH BABBERTON) – NOITE (MOMENTOS DEPOIS)

Dumbledore leva Harry de volta à praça da Vila.

HARRY
Senhor, o que foi tudo aquilo exatamente –

DUMBLEDORE
Você é talentoso, famoso e poderoso – tudo
que Horácio valoriza. O Professor Slughorn vai
tentar coletar você, Harry. Você seria sua
jóia mais preciosa. É por isso que ele está
voltando à Hogwarts. E é crucial que ele volte…

Harry fica intrigado por essa última declaração, mas, antes que possa estender o assunto, Dumbledore olha de relance e pesarosamente para a lua.

DUMBLEDORE
Temo ter roubado uma maravilhosa noite
de você, Harry. Ela era, de fato, muito
bonita. A garota.

HARRY
Não tem problema, senhor. Eu volto amanhã,
invento uma desculpa –

Harry pára. Dumbledore balança a cabeça.

DUMBLEDORE
Você não vai voltar para Little Whinging hoje, Harry.

HARRY
Mas, senhor. E Edwiges? E tem também meu malão –

DUMBLEDORE
Ambos estão esperando por você.

Dumbledore estende o braço. Perplexo, Harry o segura. Assim que seus dedos tocam a seda da capa de Dumbledore, ele…

19. EXTERIOR D’A TOCA – NOITE (SEGUNDOS DEPOIS)

…APARATA EM CENA, tropeçando de joelho e estremecendo.

HARRY
Senhor?

Dumbledore se fora. Harry se levanta, olha em volta. À distância, uma CASA TORTA brilha fracamente. UMA GAROTA BONITA de CABELOS VERMELHOS passa ligeiramente por uma janela no andar superior. GINA WEASLEY.

20. INTERIOR DA CASA DOS WEASLEY – ESCADARIA – MESMA HORA – NOITE

Gina DESCE APRESSADA uma escadaria vertiginosa, chega à cozinha e encontra…

21. INTERIOR DA CASA DOS WEASLEY – COZINHA – AÇÃO CONTÍNUA – NOITE

… um MALÃO ENORME e uma GAIOLA DE CORUJA. Curiosa, ela inclina a cabeça para um lado. A coruja faz o mesmo em resposta.

GINA
Edwiges…? Mãe!

22. INTERIOR DA CASA DOS WEASLEY – CORREDOR INFERIOR – MESMA HORA – NOITE

PONTO DE VISTA DE GINA, olhando para cima – uma perspectiva vertiginosa de corrimões trançados e portas de quartos tortas. Um RELÓGIO entra NA VISÃO, com NOVE PONTEIROS, cada um com o nome de um WEASLEY gravado, todos apontando para PERIGO MORTAL. A SRA WEASLEY aparece, olha pra baixo.

SRA. WEASLEY
O que foi Gina? É o seu pai? Aconteceu algo
no Ministério? Ele foi raptado? São os
Comensais da Morte?

GINA
Exatamente. Como você adivinhou?

A Sra. Weasley segura o rosto entre as mãos.

GINA
Estou brincando, mamãe.

SRA. WEASLEY
Você é pior que Fred e Jorge.

GINA
Agora você é que está brincando. Eu estava
apenas pensando sobre quando Harry chegou aqui.

SRA. WEASLEY
Que Harry?

GINA
Harry Dimpleton. Harry Potter, obviamente.

SRA. WEASLEY
Eu acho que saberia se Harry Potter estivesse
na minha casa, não é?

GINA
Bem, o malão dele está na cozinha.
Assim como sua coruja.

SRA. WEASLEY
Eu seriamente duvido disso.

Nesse momento, EDWIGES PIA (SOM DISTANTE). Gina olha para ela como quem diz eu-te-avisei quando outra porta se abre e RONY WEASLEY olha pra baixo.

RONY
Harry? Alguém disse Harry?

GINA
Eu, intrometido. Ele está aí em cima com você?

RONY
Claro que não. Acho que eu saberia se meu melhor
amigo estivesse no meu quarto, não é?

Outra porta se abre: HERMIONE, usando um roupão, ESCOVA DE DENTES na mão.

HERMIONE
Aquilo que escutei foi uma coruja?

GINA
Do Harry. Você o viu? Aparentemente
ele está vagando pela casa.

HERMIONE
Está?

HARRY (SOM DISTANTE)
Estou.

Gina se vira. Harry. Parado em pé na porta da cozinha.

RONY/HERMIONE/SRA. WEASLEY
Harry!

Enquanto os outros descem correndo a escada, Gina dá um abraço apertado em Harry. Há algo estranhamente carregado no ambiente, uma surpresa para ambos. Os outros chegam. Mais abraços.

SRA. WEASLEY
Mas por que você não nos avisou que estava vindo?

HARRY
Eu não sabia.
(dá de ombros)
Dumbledore.

SRA. WEASLEY
Aquele homem. Mas de qualquer jeito,
o que faríamos sem ele? Rony!

Rony está quase tocando Hermione. Ela encolhe o pescoço.

RONY
Você tem um pouco de…

Ele aponta para a marca espalhada de pasta de dente no queixo de Hermione. Rapidamente ela a limpa, lança-lhe um olhar estranho.

23. EXTERIOR D’A TOCA – SÓTÃO – NOITE (MAIS TARDE)

O Profeta Diário é jogado em um fogo de acampamento improvisado de CHAMAS AZUIS, mas que magicamente não se desintegra. Harry cutuca o fogo com a ponta de sua varinha, onde o O Eleito? se funde nas chamas com o rosto assombrado de Draco.

HARRY
Quando você chegou aqui?

HERMIONE
Alguns dias atrás. Embora… por um tempo não
tinha certeza se realmente viria.

Harry eleva os olhos, vê ela trocando um olhar com Rony.

RONY
A mamãe meio que surtou semana passada.
Ela disse que Gina e eu não tínhamos nada para
fazer em Hogwarts. Que é perigoso demais.

HARRY
Ah, fala sério

HERMIONE
Ela não está só. Até mesmo meus pais –
e eles são trouxas – sabem que algo ruim
está acontecendo.

RONY
De qualquer jeito, papai interviu, falou para ela que
estava exagerando. Levou alguns dias, mas ela voltou atrás.

HARRY
Mas nós estamos falando de Hogwarts.
Dumbledore. O que poderia ser mais seguro?

Hermione e Rony trocam outro olhar.

HERMIONE
Tem havido muitas discussões ultimamente.
Que ele está ficando… velho.

HARRY
Besteira. Ele só tem – quanto?

RONY
Cento e cinqüenta anos. Um pouco a mais ou a menos.

Silêncio. Acenos. E então os três caem na risada. O silêncio volta. Harry dá outra mexida no Profeta. O rosto assombrado de Draco aparece brevemente, depois desaparece.

24. INTERIOR DA GEMIALIDADES WEASLEY (BECO DIAGONAL) – CLOSE NUMA SACOLA DE COMPRAS – DIA

com as Gemialidades Weasley agarradas na mão de um menino que está sendo puxado pela mãe no meio da multidão de uma loja lotada.

Confusão completa: Bumerangues Insistentes chicoteiam no ar, Fabulosos Fogos de Artifício do Dr. Filibusteiro soltam faíscas, e Xícaras Morde-Morde mostram pequenos dentes de porcelana. FRED & JORGE WEASLEY, aos GRITOS, estão sobre um balcão, vendendo para a multidão:

FRED/JORGE
Atenção! Atenção!

JORGE
Nós temos Fantasias Debilitantes…

FRED
Nugás Sangra-Nariz…

JORGE
E bem em tempo para o início do ano letivo…

FRED
Vomitilhas!

Um GAROTO pára de mastigar, fica VERDE PÁLIDO – literalmente.

FRED/JORGE
Para dentro do caldeirão, espertinho.

Juntos, nas pontas dos pés, Fred e Jorge lançam um CALDEIRÃO DE MENTIRA no balcão, pulam um de cada lado de Harry, começando a guiá-lo pela loja.

FRED
O que acha, Harry?

HARRY
Fantástico.

JORGE
(para um garoto olhando interessado)
Ponha isso no bolso e você pagará com mais do
que galeões, meu amigo.

FRED/JORGE
Nós temos olhos na parte de trás da cabeça.

O garoto, mexendo num IÔ-IÔ-GRITANTE, se assusta quando Fred e Jorge se viram, revelando que eles realmente têm OLHOS NA PARTE DE TRÁS DA CABEÇA – falsos, mas assustadores. Quando os OLHOS PISCAM, o pequeno garoto foge.

JORGE
Malditos moleques.

Harry repara em uma prateleira com CAROÇOS PRETO-ALARANJADOS.

HARRY
Pó Escurecedor Instantâneo do Peru?

FRED
Uma verdadeira mina de ouro, isso.

FRED
Útil se você precisa desaparecer rapidamente.
Olá, garotas!

Jorge coloca um dos caroços na mão de Harry, se vira para Gina e Hermione, que olham distraídas uma prateleira com “Poções de Amor Bruxa Maravilha”.

JORGE
Sim, elas realmente funcionam.

FRED
Mas, pelo que soubemos, você está se virando
muito bem sozinha, mana.

GINA
O que isso quer dizer?

FRED
Você não está saindo com o Dino Thomas?

Harry finge observar uma prateleira de “Infalível Removedor de Espinhas em Dez Segundos”.

GINA
Não é da sua conta.

HERMIONE
Esses são muito fofinhos.

Dentro de uma gaiola, pequenas BOLAS de PÊLO redondas giram, GUINCHAM.

FRED
São mesmo. Mini-Pufes. Não conseguimos reproduzi-los
rápido o suficiente.

Nesse instante um RAPAZ ENORME (CÓRMACO MCLAGGEN) passa atrás de Hermione e, com seus olhos, repara nela de cima a baixo. Percebendo, ela se vira, recebe um ligeiro sorriso enquanto ele se afasta.

RONY
Quanto custa isso?

Um MINÚSCULO HOMEM DE MADEIRA sobe em uma FORCA MINÚSCULA e… SE DEIXA CAIR. Jorge aparece em uma escada EM FOCO, pula próximo a Fred.

FRED/JORGE
Cinco Galeões.

RONY
E para mim?

FRED/JORGE
Cinco Galeões.

RONY
Mas sou seu irmão!

FRED/JORGE
Dez Galeões.

RONY
Venham. Vamos embora.

O trio se dirige até a porta, passando por LILÁ BROWN, que sorri flertando para um Rony distraído.

LILÁ BROWN
Oi, Rony.

RONY
Oi.