J. K. Rowling

JKR poderia voltar à MS Society Scotland, diz representante da instituição

Os fãs devem se lembrar que em abril a autora JK Rowling renunciou o seu posto de patrona da Sociedade Escocesa de Esclerose Múltipla (MS Society Scotland). Hoje o The Scotsman reportou que um representante da instituição acredita que Jo pode retornar ao seu cargo caso a sociedade volte a ser indepentende.Embora com muito pesar, Rowling decidiu deixar seu posto após a sociedade ser dividida com linhas internas ao abrir uma sede em Londres. “Eu não acredito que a crescente centralização do poder em Londres vai beneficiar pessoas com Esclerose Múltipla na Escócia; na verdade, eu acredito que o inverso é verdadeiro.

O conselho rejeitou sugestões de que eles agiram de forma abusiva e encorajou os membros a votarem contra a independência. O Sr. Findlay comenta sobre as consequências dessa ação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O fracasso dos administradores do Reino Unido de agirem com o devido cuidado e diligência resultou em perdas financeiras significativas para a caridade, prejudicou a sua imagem pública, e provocou a perda de sua patrona altamente valorizada e respeitada, JK Rowling.

Uma assembléia geral extraordinária da MS Society Scotland, no sábado, vai ouvir os resultados de uma votação por correspondência de membros que foram convidados a considerar uma série de resoluções. Findlay acha que Rowling voltaria “como um tiro” caso a independência fosse decretada, porém, uma porta-voz da autora declarou ontem:

JK Rowling renunciou como patrona da MS Society Scotland em abril e, por essa razão, considera inapropriado comentar assuntos internos da instutição de caridade ou sobre a questão da independência. Ela continua a financiar a investigação da causa e tratamento da EM, e espera que a caridade resolta as suas dificuldades.

É claro que, como a notícia já diz, essa é apenas a opinião de um representante da instituição e, portanto, deve ser tratada como um rumor. A tradução do artigo na íntegra se encontra, como sempre, em notícia completa!

JK ROWLING
Desligamento da caridade de Esclerose Múltipla com Londres “pode ver regresso de Rowling”

The Scotsman ~ Lyndsay Moss
12 de novembro de 2009
Tradução: Daniel Mählmann

JK Rowling, a autora de Harry Potter, retornaria como patrona de uma instituição de caridade escocesa se ela se tornasse independente do Reino Unido, foi declarado ontem.

A escritora multimilionária renunciou seu posto na MS Society Scotland depois que ela foi dividida com linhas internas com o escritório da caridade em Londres.

Uma assembléia geral extraordinária nesse fim de semana vai ouvir os resultados de uma votação, incluindo uma resolução propondo que a sociedade na Escócia se torne independente.

Bill Findlay, um ex-presidente da MS Society Scotland, disse acreditar que se a caridade puder começar novamente como um órgão independente, Rowling iria retornar como patrona.

A autora anunciou que estava deixando o cargo em abril, depois que o conselho diretivo suspendeu a transferência do conselho escocês, que supervisiona o trabalho da caridade na Escócia.

Em uma carta aos ramos na Escócia, Rowling disse que sair foi “uma das decisões mais dolorosas que eu já tive que fazer”. Mas a esperança permanece de que ela poderia retornar, se fosse dado um papel mais independente à caridade na Escócia.

Uma assembléia geral extraordinária da MS Society Scotland, em Perth, no sábado, vai ouvir os resultados de uma votação por correspondência de membros que foram convidados a considerar uma série de resoluções.

Uma moção, proposta pela sede de Caithness, apela para a MS Society Scotland para ser independente da caridade do Reino Unido. Outra, proposta pelo Sr. Findlay, encoraja os membros da caridade a registrar um “voto aberto” no conselho diretivo.

Ele continua: “O fracasso dos administradores do Reino Unido de agirem com o devido cuidado e diligência resultou em perdas financeiras significativas para a caridade, prejudicou a sua imagem pública, e provocou a perda de sua patrona altamente valorizada e respeitada, JK Rowling.”

O conselho rejeitou sugestões de que eles agiram de forma abusiva e encorajou os membros a votarem contra a independência. Questionado se havia uma chande de Rowling retornar, o Sr. Findlay disse: “Eu diria que se nós superarmos a moção três, dando-nos a independência, ela voltaria como um tiro.”

O Sr. Findlay disse que na carta dela às sedes, Rowling deixou claro que ela é contrária à centralização. Ela escreveu: “Eu não acredito que a crescente centralização do poder em Londres vai beneficiar pessoas com Esclerose Múltipla na Escócia; na verdade, eu acredito que o inverso é verdadeiro.”

Ontem, uma porta-voz da autora disse: “JK Rowling renunciou como patrona da MS Society Scotland em abril e, por essa razão, considera inapropriado comentar assuntos internos da instutição de caridade ou sobre a questão da independência. Ela continua a financiar a investigação da causa e tratamento da EM, e espera que a caridade resolta as suas dificuldades.”