As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças

[Atualizado 2] Fotos do elenco na Drama e festa e em Vogue

Há alguns dias havíamos divulgado que a Drama, uma inovadora revista de moda que estará disponível para iPhone e iPod Touch, tinha feito vários photoshoots com Bonnie Wright, Rupert Grint e Tom Felton e divulgamos quatro destas imagens.

O website Snitch Seeker teve acesso a 19 novas imagens desta revista, que estão em média qualidade e incluem photoshoots e entrevista com os atores, e você pode conferí-los a partir deste link. As entrevistas estão sendo traduzidas pela nossa equipe e será disponibilizado em breve.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por sua vez, o Oclumência divulgou fotos em alta resolução da festa da Vogue Bulgari e que contou com a presença de Bonnie Wright, Jamie Campbell Bower (Grindelwald) e Bill Nighy (Rufo Scrimgeour). Estas fotos encontram-se hospedadas no respectivo álbum do evento.

Atualizado: A entrevista de Rupert já foi traduzida e encontra-se na Extensão.

Atualizado 2: As entrevistas com Tom Felton e Bonnie Wright também foram traduzidas e você pode conferí-las clicando aqui e aqui, respectivamente.

RUPERT GRINT
Entrevista para a Revista Drama

Revista Drama ~ Alex Zarantonello
14 de outubro de 2009
Tradução: Patrícia Abreu

O DRAMA começa de cara com o ensaio do Rupert Grint. Por conta de problemas com o tempo e das locações um tanto limitadas do seu escritório londrino de RP, Rupert tem seu cabelo lavado na pia da cozinha em frente à uma trupe de mulheres. “Rony Weasley”, exclama uma delas, ninguém menos que Sienna Miller, que usa a mesma cia de RP. Não fica muito claro quem está mais surpreso, se é o Rupert por ver Sienna ou se é Sienna por ver Rupert tendo o cabelo lavado na pia da cozinha. Sempre profissional, Rupert leva tudo numa boa, mesmo quando é forçado a se trocar na dispensa.

Um pouco nervoso no inicio, o Sr. Grint logo começa a relaxar quando a sessão da DRAMA segue seu rumo. “Eu acho que sou um pouco tímido”, ele admite. Seus cabelos vermelho-flamejante fazem com que ele seja imediatamente reconhecido como Ron Weasley, o melhor amigo orgulhoso de Harry Potter. Depois de quase dez anos, os dois ficaram misturados? “Eu sempre pensei que era mesmo muito parecido com o Rony”, Rupert explica. “Eu me via como Rony quando eu estava lendo (os livros). Eu sempre tive uma grande ligação com ele”. Rupert se inscreveu para Harry Potter depois de ver uma chamada para uma audição no BBC’s Newsround. Com o sexto filme, “O Enigma do Príncipe”, lançado neste verão, e o fim da franquia à vista, atuar está nos planos futuros de Rupert? “Sempre está ali no fundo da minha mente que a atuação pode acabar para mim quando a saga de Harry Potter terminar”, eles diz. “Eu não sei se sou bom o suficiente para ter uma carreira longa”. Tendo entalhado outras performances vencedoras, incluindo Cherrybomb, que está para ser lançado, (onde Rupert interpreta um jovem irlandês envolvido com sexo, drogas e violência) parece que as preocupações com a atuação de Rupert são um pouco infundadas. Uma coisa que é certa, entretanto, é que os papeis de Rupert pós-Potter serão muito diferentes de Rony Weasley. “Eu não quer ficar seguro”, ele declara. “Eu preciso interpretar personagens que não sejam nada parecidos comigo”. Extremamente ‘pé-no-chão’, Rupert explica que os últimos dez anos têm “sido como um sonho louco”. Mesmo depois de toda a atenção e de toda a riqueza anunciada, seus pés estão firmes no chão. “Eu venho de um passado muito normal e eu gostaria de pensar que eu nunca parei de ser normal”, ele diz, parte ator, parte trouxa.

TOM FELTON
Entrevista para a Revista Drama

Revista Drama ~ Alex Zarantonello
14 de outubro de 2009
Tradução: Fabiane de Freitas

Olhos carregados – lápis de olhos não é o tipo de coisa a qual Tom Felton está acostumado, mesmo depois de ter interpretado Draco Malfoy por mais de oito anos na cada vez mais bem-sucedida série sobre Harry Potter. Um tipo declarado de rapaz simples, no estilo “jeans e camiseta”, será que ele estava ansioso para a sessão para a Drama? ‘Muito, não sou um modelo natural, e nenhum ícone da moda’, ele admite. Apesar disso, Tom parece estar bem confortável com um maxilar forte e um físico invejável. Porém, parece que o verdadeiro desafio foi deixar o seu personagem Draco para trás. ‘Para ser sincero, fotografarem eu como eu mesmo é o que mais me deixa nervoso’.

Realmente, o novo look dele deve chocar a sua legião de dedicadas e protetoras fãs, que seguem cada passo do ator através do Twitter e outros sites. ‘Eu fico admirado pela dedicação e lealdade delas’, ele explica. ‘Quando criança, não me envolvi tão profundamente nisso, mas agora realmente aprecio e tento ser mais receptivo’. A carreira de ator de Tom começou na verdade quando ele tinha uma idade tenra. Com um jeito de “menino do coral” e cabelos da cor do sol, ele aparecia em comerciais enquanto ainda estava na escola e aos dez anos estava atuando com Jodie Foster em Anna e o Rei. Então veio Draco Malfoy, o papel que o lançou para o mega estrelato, e para o coração de garotas que maldosas que preferem o vilão desdenhoso e manipulador.

Criado na folhosa Surrey, onde ele ainda mora, pescaria foi um dos seus primeiros hobbies. Por sorte, agora Tom prefere o violão. Uma carreira de cantor está em seus planos futuros? ‘É mais como um hobby’, ele esclarece, apesar de que uma chance de juntar a música com os filmes seria incrível’.

Desmentindo a ilusão do maligno Malfoy, o Tom da vida real não podia ser mais agradável, falante e em seus comentários no Twitter são algo para se prestar atenção, bem cômicos. ‘Alguém mais acha que saltar é libertador?’ Certamente, comédia é algo que Tom adoraria explorar depois de Potter, assim como um interesse em mudar de varinhas para armas. ‘Um filme de guerra, ou sobre um evento histórico que precise de muita pesquisa,’ele explica. Simon Sharma ficaria orgulhoso.

Parece que Tom tem o mundo aos seus pés, e com somente 21 anos, tem muito tempo para explorar territórios novos. ‘Estou naquela idade onde tudo parece me interessar,’ E se não interessar, sempre terá a pescaria. ‘O equipamento ainda está em casa”, ele afirma. Só por precaução.

BONNIE WRIGHT
Entrevista para a Revista Drama

Revista Drama ~ Alex Zarantonello
14 de outubro de 2009
Tradução: Larissa França

Com pele de porcelana, um cabelo ruivo outonal e lindos olhos azuis, Bonnie Wright tem a aparência de uma Irlandesa sedutora, mas uma personalidade calma e sensata de uma Rosa Inglesa. Na verdade, ela é uma Londrina de corpo e alma.

É difícil acreditar que Wright tinha apenas nove anos quando foi arrancada do anonimato e escalada para Gina Weasley, a irmã meiga e submissa de Rony em Harry Potter e a Pedra Filosofal. Agora com 18 anos, e a vida universitária jogada fora, a carreira de Bonnie inclui ter trabalhado com o aclamado diretor David Yates, e contracenado com os melhores como Michael Gambon e Maggie Smith. Uma proeza e tanto considerando que Bonnie nunca havia atuado antes de Harry Potter, exceto a escola de teatro obrigatória

Este ano, no último capítulo da franquia de “Enigma do Príncipe”, a personagem de Bonnie, Gina, finalmente se apaixona por Harry. Os dois lábios ainda trancados, uma cena que certamente terá fãs se esgoelando com a expectativa, ou de inveja. É claro que tudo isso faz parte da rotina de um dia de trabalho para Bonnie, que terá gasto metade da sua vida no papel de Gina já que as filmagens do último filme terminam em 2011.

No ensaio para DRAMA, Bonnie é contemplada com vestidos de marcas importantes e com o brilho do sol da região Leste de Londres. Foi fácil para ela se transformar de estrela de cinema a modelo da DRAMA? ‘O ensaio foi um acontecimento que realmente colaborou’, ela explica. ‘A equipe me permitiu participar do processo criativo. ’ De fato, junto com um traço criativo, Bonnie parece ter amadurecido em uma jovem mulher um tanto impressionante. Não é só isso, mas ela é inteligente também; ela vai ingressar na Universidade de Artes de Londres em Setembro para estudar cinema e televisão.

Por enquanto, o verão traz o papel mais saliente de Wright até o momento, em um filme que vai indubitavelmente quebrar mais recordes (ou corações, como quando fãs assistiram Gina se aproximar de Harry). Contemplando o mundo de DRAMA, os pensamentos de Bonnie estão voltados para o ensaio. ‘O lindo dia de verão numa locação cinemática me lembra da citação de Hitchcock,’ ela explica. “O que é DRAMA senão a vida com todas as partes chatas omitidas.”

De representar um personagem ícone com nove anos a beijar um dos jovens atores mais cobiçados, a vida de Bonnie certamente nunca foi chata.