Filmes e peças

Helena Bonham Carter pode interpretar a Rainha-Mãe

Ao mesmo tempo em que participa de esporádicas gravações para Relíquias da Morte, a atriz Helena Bonham Carter pode assumir um novo compromisso cinematográfico. É que a intérprete de Belatriz Lestrange está sendo sondada para participar de um novo filme de época britânico, The King’s Speech.
Segundo o jornal britânico Daily Mail, Helena está sendo considerada para intepretar a Rainha-Mãe, um dos membros mais queridos da família real britânica. Colin Firth, pautado para interpretar o rei Jorge VI na produção, comentou:

[Helena] seria sublime como a Rainha-Mãe. O filme se ambienta numa época anterior a quando ela abraçou o manto de Rainha-Mãe, quando era mais jovem, fazendo de Helena a atriz ideal.”

De acordo com a publicação, o filme deve mostrar como aconteceu a ascensão de Jorge VI ao poder, contemplando aspectos desconhecidos do grande público. Dentre estes, podemos citar o treinamento fonoaudiológico do rei, gago até então, ao que a rainha desempenhou um importante papel apoiador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até o momento, há interesse de ambas as partes. Contudo, o problema a ser discutido é o choque de agenda da atriz, que está ocupada com as gravações de Relíquias da Morte e tem participação importante nos filmes Alice no País das Maravilhas e Enid, ambos concluídos, mas com lançamento próximo.

Você pode conferir o artigo traduzido em notícia completa.

HELENA BONHAM CARTER
Belatriz lançará seu feitiço como a Rainha-Mãe

Daily Mail ~ Bz Bamigboye
18 de setembro de 2009
Tradução: Renan Lazzarin

Helena Bonham Carter, mais conhecida pelos fãs de Harry Potter como Belatriz Lestrange, está em negociações para encarnar a Rainha-Mãe num filme sobre como ela ajudou seu marido a superar sua gagueira.

A atriz estará ao lado de Colin Firth – como o rei Jorge VI – e Geoffrey Rush, ganhador do Óscar, no filme The King’s Speech, dirigido por Tom Hooper.

Firth me disse que Bonham Carter seria ‘sublime como a Rainha-Mãe.’ ‘O filme se ambienta numa época anterior a quando ela abraçou o manto de Rainha-Mãe, quando era mais jovem, fazendo de Helena a atriz ideal.

‘Isso foi quando o seu marido – então duque de York – passava pela crise da Abdicação e devia preparar-se para um discurso em público.’

Conversamos em Toronto, onde o ator marcou presença no festival internacional de cinema da cidade para promover seu novo filme, A Single Man, no qual o estilista Tom Ford estreia como diretor.

No filme, Firth faz a melhor atuação de sua carreira e acredito que será um forte candidato ao prêmio da Academia de melhor ator.

As gravações de The King’s Speech começam em Londres neste outono (N. do T.: primavera, no hemisfério sul). As negociações com Bonham Carter ainda estão em andamento porque ela também está trabalhando em Relíquias da Morte – o final duplo da série Harry Potter – e tem o papel protagonista de Rainha Vermelha em Alice no País das Maravilhas, de Tim Burton.

The King’s Speech conta a história de Lionel Logue (interpretado por Rush), um fonoaudiólogo australiano que mais tarde se torna um requisitado consultor na Harley Street.

Em 1926, a duquesa de York, como era chamada a Rainha-Mãe antes de seu marido assumir o trono em 1937, encorajou o duque a visitar Logue, ajudando-o com exercícios de respiração e travalínguas.

Anos depois, Logue treinou Jorge VI para uma linguagem formal na coroação de 1937, dizendo-lhe ‘vá com calma, senhor’. E foi esse lento e calculado discurso que mais tarde se tornou característico do Rei durante as transmissões radiofônicas da guerra.