As Relíquias da Morte ︎◆ O Enigma do Príncipe ︎◆ Parte 2

Heyman fala sobre a batalha final em Hogwarts

O produtor dos filmes Potters, David Heyman, deu uma entrevista para o site collider.com falando sobre as adaptações cinematográficas que serão feitas com base no livro Harry Potter e as Relíquias da Morte. Entre outros assuntos, também se falou sobre a batalha final de Hogwarts e a não aparição de Scrimgeour no sexto longa.
LEMBRAMOS QUE A ENTREVISTA CONTÉM SPOILERS!

Das duas partes que você estão filmando agora, qual a cena mais longa? Em qual cena vocês planejam passar mais tempo?
HEYMAN: Na batalha final.

Eu sou um grande fã do livro. O final do sétimo livro é realmente climático, de muitas formas. Será que vai ser uma cena de 20 ou 30 minutos? Vocês já começaram a pensar nisso?
HEYMAN: Absolutamente. Quer dizer, já temos uma versão do roteiro dessa parte. Eu acho que, provavelmente, terá 30 minutos[…]

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A entrevista original pode ser conferida aqui e, em breve, traremos a tradução do artigo. Fiquem ligados!

Atualizado: Vocês já podem conferir a tradução na íntegra em notícia completa!

DAVID HEYMAN
Produtor David Heyman fala sobre ENigma do Príncipe e Relíquias da Morte

Collider ~ Steve ‘Frosty’ Weintraub
16 de julho de 2009
Tradução: Pablo Junio, Renata Grando e Luiz E. C. F

Como um dos produtores dos filmes de Harry Potter, David Heyman conseguiu o impossível: fez os adorados livros se desenvolverem brilhantemente como filmes independentes. E o mais recente deles, “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, está recebendo algumas das melhores críticas até o momento. Na verdade, muitos o classificaram como o melhor da série.

De qualquer forma, enquanto o “Enigma do Príncipe” acaba de ser lançado, David e o time “Potter” vêm trabalhando duro durante os últimos três meses no filme final, que será lançado em duas partes, a primeira em novembro de 2010 e a segunda em julho de 2011. Já que ele estava em paz de espírito para falar sobre tudo, passamos quase trinta minutos discutindo todos os três filmes.

Depois do sobressalto, você pode ler sobre as diferenças entre o livro e o filme, cenas deletadas, o tempo de duração de “Relíquias da Morte”, se haverá um trailer para cada uma das partes, a duração da batalha final na parte dois, o que mais ele está produzindo e muito mais! É uma ótima entrevista e que vale muito a pena ser lida se você é um fã de Harry Potter.

Aviso: Spoilers são citados.

Visto que a entrevista é bem longa, aqui estão alguns destaques:

● Houve um rascunho de “Enigma do Príncipe” que mostrava a abertura do livro (a cena com o Primeiro Ministro). A certa altura, houve, também, o funeral de Dumbledore.

● Não há muitas cenas deletadas para o DVD/Blu-ray de “Enigma do Príncipe”. Uma cena em que Jim Broadbent (professor Slughorn) posa com mais celebridades no universo Potter é incluída. O direito David Yates fez uma montagem de todos aqueles que foram cortados do filme. Outra cena será a do casting de Lilá Brown onde veremos Rupert e Jessie Kay improvisando.

● A atmosfera de “Relíquias da Morte Parte 1” é um filme de estrada, e a parte 2 é “mais operística com a imensa grande batalha de Hogwarts”.

● Eles estão no 94º dos 250º dias de gravação de “Relíquias da Morte”. Os primeiros 50 ou 60 dias foram todos para a parte 1 e agora eles estão gravando ambos os filmes.

● O final da parte 2 será uma das últimas coisas a ser gravada. David diz, também, que espera que a batalha final dure algo em torno de 30 minutos. Ele diz que o trio retorna a Hogwarts mais cedo e então se fortalecem para a batalha.

● Ainda não foi decidida a duração das partes 1 e 2. Mas ele supõe que seja cerca de 2 ou 2 horas e meia por filme.

● Ainda não foi decidido se colocaram um trailer da parte 2 no final da parte 1.

● Dizem que uma última edição para colecionadores de todos os filmes está nos planos para ser lançada.

● Foi com surpresa que receberam a notícia de que “Enigma do Príncipe” teria censura livre.

● Está em desenvolvimento “O Curioso Incidente do Cachorro e a Hora Noturna” que Steve Kloves está marcado para dirigir. É sobre um jovem com síndrome de Asperger. Ele também está desenvolvendo um filme de super-herói chamado “Methuselah”, que é sobre um homem que tem 300 anos de idade aproximadamente e cujos superpoderes nascem de suas experiências, de ter maiores experiências than most.

● Não se sabe ao certo quando teremos o primeiro trailer de “Relíquias da Morte Parte 1”.

● E quando perguntei a ele sobre todas as pessoas que tentaram fazer grandes filmes um atrás do outro como as seqüências de Matrix e De Volta Para o Futuro 2 e 3… ele disse que a diferença é que eles “têm incríveis materiais para pesquisa”. E disse ainda mais: “a qualidade não será comprometida de forma alguma”.

Aqui está a entrevista completa. Novamente, se você é um fã dos filmes de Harry Potter e de como eles são feitos, você vai adorar ler isso:

Collider: Geralmente eu falo com as pessoas antes do filme sair, mas estou falando com você depois de um lançamento à meia noite de quebrar recordes.
DAVID HEYMAN: Eu sei. É… é por isso que eu digo que é um bom dia. Eu pensei que podia dar tudo certo. Estava indo tudo certo, mas eu não tinha ideia de que se sairia tão bem quanto saiu. E, sabe, quem sabe se isso vai durar ou se é apenas uma empolgação inicial, mas é um começo muito empolgante.

Definitivamente. Uma das coisas que o fandom parece concordar, e todas as pessoas online, inclusive eu, é que o filme é muito bom. E então, como isso acabou saindo tão bom?
HEYMAN: Bem, quer dizer, eu disse que é parte por David Yates e Steve Kloves, que são fantásticos, e Jo (J.K. Rowling) nos forneceu o livro, o que eu acho que é a vantagem que temos sob tantas outras franquias. Quero dizer, com os Bonds, eles tiveram que inventar novas histórias a cada vez. Nós não temos que fazer isso. Nós temos os livros da Jo. Mas eu acho que uma das coisas com esse livro em particular é que não está claro… Voldemort não está presente nele de um modo tangível. Quer dizer, ele tem sombras como resultado das memórias, mas ele não está lá o tempo todo. E então há outras coisas que estão em jogo e eu acho que gastamos mais tempo com os personagens dessa vez. E acho que as pessoas estão gostando disso. Sabe, o romance, as relações. E a outra coisa que David Yates e Steve Kloves fizeram brilhantemente foi ir e voltar, o que é típico dos livros de Jo, em que você tem um pouco de trevas, e então tem comédia, e então volta para o drama, e volta para um pouco de comédia. E acho que as pessoas gostam disso, e é algo que em um processo tradicional pode ficar um pouco desalinhado, pois você tenta ter umas consistência de tons, mas parece ter dado certo nesse caso, e é uma coisa que Jo, como eu disse, faz muito bem.

Então eu definitivamente tenho que perguntar, você alguma vez teve, em algum ponto, o começo do livro 6 no roteiro? Com o primeiro-ministro e essas coisas?
HEYMAN: Ah, sim. No primeiro rascunho o primeiro-ministro fazia uma cena e eu amei essa cena, mas novamente o que parecia era levar a muitos começos, o que foi uma das razões pelas quais cortamos o funeral, que era uma das minhas cenas favoritas do livro. Mas, de novo, o que sentimos foi com a emoção da morte de Dumbledore, e depois da luta e então voltando e tendo a cena no jardim quando Harry está com o corpo de Dumbledore. Ter então o funeral pareceu ser um passo demais. Eu amo a cena no livro, mas simplesmente… é parte do processo de adaptação, sabe? É capturar o – e acho que isso realmente começou com a terceira adaptação, com Alfonso Cuaron, quando começamos a contar a história pelo ponto de vista de Harry, e coisas que não se relacionavam a Harry eram geralmente tiradas, o que significou matar algumas coisas que amamos, é claro. Mas nós fizemos isso e acho que tem a ver com capturar o espírito dos livros de Jo tanto quanto ser literalmente fiel. Eu acho que se capturamos o espírito, então fizemos um trabalho melhor do que se apenas transpuséssemos o livro para as telas.

As pessoas ainda tem o livro para ver.
HEYMAN: sim.

Estou curioso, para o DVD e o Blu-ray, quantas cenas deletadas você acha que estarão lá que os fãs vão ficar ansiosos para ver?
HEYMAN: Sabe, para sua surpresa, poucas, por estranho que pareça. Esse é um filme cujo roteiro era bem seco ou o filme que acabou nas telas é bem parecido com o roteiro. Há algumas cenas… Uma das coisas que os fãs poderão ver no Blu-ray e no DVD é Jim Broadbent – Slughorn, há vários quadros que fizemos dele em várias situações. Sabe, colocando seus braços em celebridades. Há provavelmente 25 ou 30 desses e apenas alguns foram para o filme final. Então David Yates fez uma pequena montagem de todos eles, o que eu acho que é um banquete. Mas em termos de cena, e nós temos… Eu acho que vai ser no Blu-ray e no DVD, os testes para Lilá Brown, que foi bem divertido, quando David Yates fez isso para desenvolver Rupert e Jessie Kay e foi muito engraçado. Deixá-los… apenas vê-los conhecendo… simplesmente fazendo um pedaço de uma cena e então ser… na verdade eles estavam improvisando que é muito engraçado e Rupert e brilhante. O ambiente estranho é bem voraz, agressivo, a jovem entusiástica está tentando atrair a atenção de Rony. É bem engraçado.

Então eu definitivamente quero fazer algumas perguntas sobre o filme que está atualmente sendo feito – “Harry Potter e as Relíquias da Morte”. Como você descreveria talvez os tons das Parte 1 e 2? Você estão com uma abordagem diferente nas duas partes?
HEYMAN: Bom, eu diria que a parte 1 é um filme de estrada. Sabe, Harry, Rony e Hermione estão na corrida. É natural na forma como está sendo gravado. E acho que a segunda metade é mais operacional com a grande, enorme batalha por Hogwarts. É bem emocionante. É engraçado porque normalmente quando eu converso com as pessoas quando vamos lançar um filme, nós não começamos a gravar o próximo ainda, e parece um pouco estranho que estejamos no dia 94 de 250 mais ou menos falando sobre o próximo HP… sabe, falar sobre o sexto filme sem entrar no sétimo. Mas eu tenho que dizer que tem estado em nós um pouco, então é muito bom colocar para fora e ter isso recebido bem é ótimo. Mas eu diria que estamos imersos em “Relíquias da Morte” e acho que “Relíquias da Morte Parte 1 e Parte 2” vão ser melhores que “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”. Eu realmente sinto isso. Provavelmente não deveria dizer isso com o sexto filme em cartaz, mas realmente sinto isso.

Não me importo em ouvir isso. Então, quando estão filmando, agora vocês estão no dia 94 como você disse, vocês estão filmando as partes 1 e 2 juntas ou estão fazendo tipo 120 dias a parte 1 e depois a outra metade? Ou vocês estão meio…
HEYMAN:Ah, não, não, não. Porque não daria certo para o programa dos atores, entende? Quando você faz um contrato com o ator, você geralmente… você tem um contrato com limites e tudo isso. Essa é uma razão. E segundo: Emma vai para a faculdade em Setembro, e apesar de voltar em alguns pontos para fazer outras cenas e nós temos que fazer o máximo… nós temos que tentar completar o máximo do trabalho dela possível. Então não, nós estamos misturando então estamos indo e voltando entre esses dois filmes. O primeiro… eu diria que os primeiros 50 ou 60 dias foram apenas Parte 1, mas agora estamos indo e voltando entre os dois.

Quando vocês realmente programam filmar o final do filme – da Parte 2?
HEYMAN: Essa vai ser uma das últimas cenas que vamos filmar.

Eu imagino que será um dia bem emocionante no set.
HEYMAN: Sim, será. Vai ser um dia emocionante no set. Bom, falando sobre a cena em que Harry, Rony e Hermione estão…

Oh, estou falando sobre o fato de ser o fim das filmagens.
HEYMAN: Bom, em termos de fim de filmagem sim, será um dia emocionante. Nós somos… eu sei que é meio chato, mas nós somos como uma família feliz. Nós estamos juntos – muitos de nós – desde… com, eu estou envolvido desde 1997, mas na verdade muitas das pessoas estão com a gente desde 2000. Stuart Craig desde março de 2000 e começamos a filmar em setembro de 200, e muitos da maquiagem, efeitos especiais, efeitos das criaturas, os efeitos visuais. Tantas das pessoas são as mesmas de muito tempo atrás e não apenas pessoas mais velhas, mas também a equipe mais jovem. Uma pessoa que era mensageira no escritório do produtor no primeiro filme é agora chefe de.. encarregada da pós-produção. Ele é o supervisor de pós-produção. Outro que era mensageiro no segundo filme, acho que era, é um membro chave do time de publicidade. Então, sabe, as pessoas cresceram nesse filme – nessa série – e vai ser bem triste. Vai ser um dia emocionante quando a equipe disser adeus pela última vez.

Estou curioso, a parte 6 leva duas horas e meia. Para mim, eu amei. Não tenho nenhum problema com isso. Vocês estão querendo para o filme 7, ambas partes 1 e 2, já estão pensando se querem cada um com 2 horas e meia ou se vai ser um filme mais do tipo 2 horas?
HEYMAN: Não sei é a resposta mais honesta. Quer dizer, terminamos um roteiro para a Parte 1 e ainda estamos trabalhando na Parte 2. Ambos têm mais ou menos 120 páginas. Eles vão acabar tendo o tamanho que tiverem. A decisão de fazer dois foi na verdade… escute, a Warner não nos deixaria fazer isso se eles fossem perder dinheiro, mas na verdade isso nasceu do fato de que quando tomamos a decisão de que o filme seria do ponto de vista de Harry, muito material foi deixado de lado nos filmes, já que não estava ligado a Harry. Se Steve e eu, Steve particularmente disse que íamos fazer um filme e então ele começou a perceber, e não havia jeito de conseguirmos fazer isso e completar a história e costurar tudo, amarrar tudo do jeito certo, e nós tínhamos que fazer dois filmes. É engraçado, Steve outro dia me ligou e disse “Sabe de uma coisa? Isso na verdade é material para quase três. Mas não, nós estamos fazendo 2 filmes e vão ser de 2, 2 e meia, eles vão ser o que vão ser. Nós não vamos lá com uma duração em mente. Na verdade esse é um processo orgânico. O filme encontra sua duração.

Devido a vocês estarem anunciando este como Parte 1 e obviamente haverá uma Parte 2 sendo lançada 6-7 meses após esta, vocês já estão pensando no final dos créditos da Parte 1 ou quando o filme acaba, em colocar um trailer? Será algo como a primeira vez que veremos um trailer para a Parte 2 no cinema?
HEYMAN: Não tenho ideia. Nós não falamos sobre isto realmente. Nós falamos durante o processo de desenvolvimento se queríamos recapitular de qualquer forma no começo da Parte 2 e no momento não estamos fazendo isto. Mas sim, eu suspeito… eu não tenho ideia sobre isto enquanto estou aqui sentado com você, não tenho ideia. Estou certo de que haverá todo tipo de jogada de marketing e oportunidades que nós iremos discutir. É engraçado, eu estava conversando com Sue Krawl, que é o chefe de marketing, hoje no estúdio e eu disse que nós realmente deveríamos…Eu disse que é fácil para mim dizer porque você tem tantos filmes para lidar, mas seria muito bom ter uma boa introdução na Parte 2 e discutindo sobre como você irá lidar com o fato de que há apenas 7 meses entre os dois filmes e quanto peso de marketing você coloca no primeiro. É muito difícil ter dois filmes tão próximos, etc,etc. Então nós começamos a conversar, a ter conversas iniciais. Nós não tivemos uma decisão ou discussão sobre onde o primeiro trailer será colocado.

Vocês já pensaram sobre, no futuro, relançar algum dos filmes com conteúdo extra ou fazer algo especial uma vez que todos os 7 filmes terão sido lançados?
HEYMAN: Nós não fizemos isso, mas já falamos sobre a última edição de colecionador e coisas como esta, nas quais nós já estamos trabalhando. Estou certo de que os DVDs serão relançados de várias formas diferentes ao longo dos próximos anos. Mas nós estamos desenvolvendo a última edição de colecionador e estou certo… e há material adicional que será colocado em cada um deles, mas não tivemos uma discussão sobre relançar os filmes com cenas que foram cortadas ou de maneiras diferentes, não ainda.

Você escapou com um classificação PG (“com acompanhamento dos pais”) no sexto filme. Eu tenho que dizer…
HEYMAN: Aquilo foi, aliás, aquilo foi um “engano”. Quero dizer que não foi algo que nós queríamos ou poderíamos ter previsto. Foi apenas algo que a comissão de censura sentiu que o filme merecia. Eu estou de certa forma surpreso, você viu o filme, eu acho que ele é, em alguns aspectos, em cada pedacinho, tão obscuro quanto “A Ordem da Fênix”. Talvez menos, o lado obscuro pode ser abrandado pelo comédia. Eu não acho que eles sejam filmes “obscuros”, por si só , mas os filmes são maduros. E assim como os livros, não amenizam a situação, assim como Jo não escreve de maneira mais branda para o público, mas o último obteve uma classificação PG- 13 (“para maiores de 13 anos, sugere-se acompanhamento dos pais”). Estou de certa forma surpreso que este não tenha obtido a mesma.

Então eu ia perguntar sobre o sétimo filme, estou assumindo que vocês estão focando em uma classificação PG-13 enquanto gravam.
HEYMAN: Eu não acho que você vá… nós não discutimos uma classificação PG-13 ou PG. Nós apenas discutimos… o que aconteceu foi que mostramos algum material…nós mostramos… é uma questão sensível como a do Inferi cujo desenho pode incomodar algumas pessoas. Coisas como esta. Nós tentamos e recebemos indicações de “isto é muito obscuro?”. Isto nos levará a um R (rated – censurado)? Mas qualquer coisa abaixo de um R estará confortável para nós. Um R não é aceitável, obviamente. PG ou PG-13 está bom. Você não pode ir lá com um “okay estamos visando para um PG ou “oh, estamos visando para um PG-13”. É simplesmente qualquer coisa, o filme vai aceitar.

Você mencionou que o tempo de filmagens do sétimo filme será de 250 dias. Qual foi o tempo de filmagem do sexto filme? Quantos dias?
HEYMAN: Eu não me lembro exatamente, mas foi mais do que 130.

Então para um filme de duas parte, é quase como dobrar tudo?
HEYMAN: Sim, é um pouco menos do que dobrar tudo, porque as crianças estão aptas a lidar com mais horas por estarem mais velhas. Nós temos elas por apenas 9 horas e meia, que é o tempo tradicional que elas têm livre, mas antes elas tinham 3 horas para a educação, uma hora para o almoço, um intervalo de 15 minutos a cada hora. Agora elas não têm mais que estudar porque já se formaram no colegial então não há problema para nós.

Das duas partes que você estão filmando agora, qual a cena mais longa? Em qual cena vocês planejam passar mais tempo?
HEYMAN: Na batalha final.

E quantos dias você reservou para isso?
HEYMAN: Não me lembro e isto está aumentando porque ainda estamos…David Yates ainda está determinando como ele quer fazer isto.

Eu sou um grande fã do livro. O final do sétimo livro é realmente climático, de muitas formas. Será que vai ser uma cena de 20 ou 30 minutos? Vocês já começaram a pensar nisso?
HEYMAN: Absolutamente. Quer dizer, já temos uma versão do roteiro dessa parte. Eu acho que, provavelmente, terá 30 minutos, eles chegam em Hogwarts muito antes, mas há muito coisa antes que a batalha aconteça, sabe? E há duas partes para a batalha. Há a primeira parte e há a parte após a morte de Harry, se você entende o que eu digo.

Eu sei exatamente o que você quer dizer.
HEYMAN: Sim, então de certa forma, há algumas partes diferentes nessa batalha.

Bom, é quase como o final do Livro 7 e o final do filme 2 – parte 2 é quase como o que as pessoas vêm esperando para ver, que é o grande, grande show.
HEYMAN: É engraçado, sim, eu acho que é verdade e o show vai ser… que está no desafio em termos de adaptação. Não apenas a expectativa da batalha final, mas também o que eu amo no trabalho de Jo, que é a raiz emocional. E no livro, na verdade, Harry não luta muito de volta. Na verdade, ele… não vou usar a palavra, mas ele recebe um golpe “vazio”. Eu disse, bem, há mais compromissos na nossa versão da batalha final.

Eu ia perguntar sobre isso porque é uma das coisas, para mim, é incrível no final do livro que Harry aceite seu destino sem saber o que iria acontecer. Pode ir por qualquer caminho, sabe? E é meio que ele…
HEYMAN: Isso é verdade até… quando ele renasce, Harry tem consciência de que Voldemort é vulnerável e um homem que se pode derrotar. E isso é algo com o qual estamos brigando, e determinando agora, para que funcione em termos cinematográficos e não somente… sim, que funcione cinematograficamente.

Bom, com certeza. E como você disse, um dos motivos pelos quais o livro é tão bom é que tem raízes emocionais.
HEYMAN: Eu acho que isso é uma das coisas que eu amo na direção de David Yates, e acho que é um dos motivos pelos quais o filme funciona e as pessoas estão respondendo tão bem a ele, e ele é um diretor emotivo, ou então um diretor humano. E a verdade emocional de uma cena ou de um momento da história é o que mais o interessa. Personagens e humanidade. Acho que isso é uma das coisas que me anima tanto no fato dele fazer os dois últimos filmes, acho que ele conecta emocionalmente a história do modo que deveria ser… no modo que ela merece.

Você está ocupado com outros projetos… no que você está trabalhando agora, se é que tem tempo para qualquer outra coisa?
HEYMAN: Bom, sabe, eu tive alguns filmes que saíram ano passado. Eu fiz um filme chamado “Yes Man” e “Is Anybody There” e “They Boy in Striped Pajamas”. Agora estou trabalhando em algumas coisas. O “Paddington Bear”, que é um conto britânico clássico sobre um urso imigrante. Estou trabalhando em um livro, Steve Kloves está adaptando e irá dirigir chamado “The Curious Incident of the Dog and the Nighttime”. Estou empolgado com isso.

Na verdade não conheço esse.
HEYMAN: É um livro brilhante sobre um jovem com Síndrome de Asperger e é um romance vencedor de prêmios, de Mark Haddon. E é um livro brilhante e uma adaptação desafiadora, mas Steve Kloves está acostumado a adaptações desafiadoras, e acho que ele vai fazer um trabalho brilhante, e é ótimo vê-lo por trás das câmeras porque, sabe, ele dirigiu 2 filmes “Fabulous Baker Boys” e “Flesh and Bone” e ele não dirige um filme desde então, e ele é um bom diretor, então acho que vai ser… Estou empolgado com isso. E há vários outros projetos, sabe? Eu tenho um filme de “super-herói” chamado “Methselah” que é sobre um homem quem 300 e poucos anos, e cujos poderes nascem de suas experiências, de ter experiências maiores que a maioria. E vai ser bem divertido. E há todo tipo de coisa, vamos apenas esperar que algumas delas saiam e virem filmes de sucesso.

Como a incerteza econômica afetou alguns de seus projetos futuros?
HEYMAN: Bom, eu acho que certamente vai afetar as produções independentes menores. Sabe, você olha para os braços de especialidades dos estúdios – eles se foram. Você olha para (Paramount) Vantage e Whip e Picturehouse e Focus (Features) é uma sombra de seu antigo eu. É realmente difícil para o cinema independente e tenho consciência disso e ter que lidar com os lucros é para entretenimentos mais conservadores. E o que eu amo em “Potter” é… eu também acho que pode ser subversivo algumas vezes, e nós não produzimos em massa, se você me entende. Eu acho que isso é real. Nós realmente nos esforçamos para contar boas histórias da melhor maneira possível.

Vocês parecem estar sempre fazendo bons filmes e sabe, vou dizer que eu fico um pouco nervoso como fã, não super nervoso, mas um pouco nervoso que muitas pessoas que tentaram fazer filmes seguidos, inevitavelmente de alguma forma ou trabalham por 200 ou mais dias o que quer que seja, algumas vezes a qualidade pode sofrer um pouco. Eu vejo os dois filmes “Matriz”. Eu vejo “De volta para o futuro 2 e 3”.
HEYMAN: Bom, vou te dizer qual é a diferença fundamental, nós temos uma fonte incrível de material. Você sabe, nós temos Jo Rowling. E acho que esse é o cartão… é o cartão que nós temos que nos oferece uma segurança, ela escreveu esses livros que são ótimas histórias. E não acho que vamos sofrer e também, há pessoas que são incrivelmente ambiciosas nesses filmes que são verdadeiros fãs. E eu posso garantir que a qualidade não vai ficar comprometida de nenhuma forma.

Última pergunta, quando nós vamos ver o primeiro trailer de “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1”?
HEYMAN: Não tenho ideia. Eu acho que nós devemos deixar as pessoas curtirem o 6 antes de sair com os trailers. Novembro de 2010 está muito distante. Tenho certeza que vai haver um teaser em algum ponto, mas no momento estamos na terra do “Enigma do Príncipe”

Eu sei, é estranho que vocês estejam tão penetrados no Filme 7 e o 6 está saindo agora.
HEYMAN: Eu sei. Há um ponto na verdade em que um entrevistador estava… Eu estava falando com algum entrevistador e ele perguntou sobre uma sinopse do filme – uma breve sinopse do filme. Primeiro, eu não estava muito sucinto nas minhas resposta, pois eu posso tagarelar bastante às vezes, mas não somente eu não estava muito sucinto como 4 ou 5 minutos depois eu percebi que havia dado a ele uma sinopse pouco clara do livro sete. Às vezes pode ser, é por isso que estou tão feliz em deixar o 6 para trás, porque podemos nos colocar completamente em… Quer dizer, nós vínhamos fazendo isso o tempo todo, mas é um sentimento estranho quando você tem essa coisa pendurada – mas agora acabou.

Bom, tenho certeza de que também vai ajudar a energizar o elenco e a equipe depois desse final de semana, e ver as bilheterias, e tenho certeza de que vão ser enormes pelo mundo. Isso tem que dar um bom empurrão de energia.
HEYMAN: É engraçado você dizer isso, porque é exatamente o que David Yates disse. Ele disse isso pra mim hoje. Eu conversei com ele hoje de noite. Ele disse, sabe de uma coisa? Vamos… sabe a parte final do roteiro, vamos usar esse agora para somente trazer aqui, para estabelecer o clima. E acho que o elenco e a equipe se reanimaram pela resposta.