O Enigma do Príncipe

Cerveja Amanteigada é criticada em novo artigo do NY Times

Um colunista, do The New York Times, escreveu um novo texto que tem como tema a pergunta: “Does Hogwarts have a drinking problem?”(Será que Hogwarts tem um problema com bebidas?), falando sobre algumas cenas em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, onde alunos e professores aparecem tomando bebidas alcoólicas.
O autor do texo começa dizendo que “Os pais podem ficar surpresos com a função atribuída ao álcool. Em várias cenas, os jovens feiticeiros e seus professores, são vistos saboreando, desejando diversas formas de bebidas para alcamar seus nervos, fortalecer sua coragem ou reconfortar seus sofrimentos.

O colunista continua:

Os filmes anteriores de Harry Potter mostravam bebidas, mas este a eleva a um outro nível. Em uma cena, Harry, Rony e Hermione pedem Cerveja Amanteigada no bar e Hermione acaba com um bigode espumante. Apesar de nunca ter sido completamente esclarecido se cerveja amanteigada é alcoolica, ela parece ter efeito na comumente tensa Hermione, que age alegremente ao caminhar para casa enquanto lança os braços ao redor dos garotos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O texto pode ser conferido, originalmente, no site do NY Times, clicando aqui. Leia a tradução do artigo em notícia completa!

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Harry Potter e a Dose de Coragem Líquida

New York Times ~ Tara Parker-Pope
27 de julho de 2009
Tradução: Fabianne de Freitas

Hermione está meio bêbada. Neville está servindo bebidas. Rony está bebericando hidromel e Harry está curtindo a festa com os professores.

Será que Hogwarts tem um problema com bebida?

Conforme os fãs de Harry Potter lotam os cinemas para assistir o mais novo episódio da série de sucesso, os pais podem se surpreender com o papel estrelado pelo álcool. Cena após cena, os jovens bruxos e os professores adultos deles são vistos bebericando, ingerindo e servindo-se de vários tipos bebidas alcoólicas para acalmar os nervos, aumentar a sua coragem ou afogar as mágoas.

O filme, baseado no sexto livro da série de J. K. Rowling, Harry Potter e o Enigma do Príncipe, e tanto sobre a passagem de idade quanto sobre o mundo mágico. Poções de amor e conflitos adolescentes são centrais na trama envolvente, e Harry, Rony e Hermione desfrutam de sua nova liberdade como estudantes de 16 anos na mítica escola de Hogwarts, incluindo viagens desacompanhadas a um pub no vilarejo próximo de Hogsmeade.

Mas recriadas na tela grande, as imagens dos adolescentes bebendo são um tanto chocantes. Os filmes anteriores de Harry Potter mostravam bebidas, mas esse leva a questão a outro nível.

Em uma cena, Harry, Rony e Hermione pedem bebidas em um pub, e Hermione acaba com um “bigodinho” causado pela espuma da cerveja. Enquanto nunca esteve inteiramente claro se cerveja amanteigada é alcoólica ou não, parece ter tido um efeito na “certinha” Hermione, que age como se estivesse bêbada ao voltar ao castelo, jogando os braços sobre os garotos.

Como mãe de um fã de Harry Potter de 10anos, eu fiquei surpresa com a reação dos jovens no cinema. Eles riram com o sorriso bobo de Hermione e,mais tarde, gargalharam quando o inebriado Hagrid desmaiou. Enquanto eu acho que minha filha não entendeu completamente o que acontecia, eu me pergunto o que outros pais, educadores e experts em vícios reagiriam.

Liz Perle, mãe de dois garotos adolescentes e editora chefe do Common Sense Media, que faz críticas de livros, filmes e conteúdos na Web infantis, disse que ficou incomodada por tantas cenas que mostraram o álcool como mecanismo de superação.

“Hermione é uma moça tão correta, mas ela fica mais solta com um pouco de cerveja amanteigada,” ela disse. “A mensagem é que você ganha uma coragem líquida para colocar seus braços no rapaz que gosta porém tem medo de dizer”.

Outros pais estavam menos preocupados. Daniel Isaacs, um publicitário de Nova Iorque, disse que a sua filha de 9 anos não entendeu as cenas com bebidas. “O universo de Harry Potter não é o nosso”, ele disse. “Tentar colocar as normas Americanas de 2009 em ação parece meio bobo”.

“E ainda, em um mundo onde os bruxos das trevas estão seqüestrando matando pessoas regularmente, um adolescente bebendo um pouco parece o menor dos nossos problemas”.

As platéias de outros países podem responder de outra forma às cenas com bebidas. Na Inglaterra, a idade legal para beber é 18 anos, mas adolescentes de 16 anos podem pedir uma bebida se estiverem durante uma refeição. (Mesmo para esses padrões, os adolescentes no filme estavam desobedecendo a lei: durante a cena no pub; nenhuma comida estava sendo servida.)

Os experts em álcool dizem que não querem estragar a diversão, mas que os pais devem ficar cientes do papel do álcool na série Harry Potter, tanto os livros como os filmes. Vários estudos sugerem que filmes influenciam o comportamento dos adolescentes quando se trata de bebidas, drogas e tabaco. O comitê de um Instituto de Medicina sobre álcool na adolescência disse que há “uma forte possibilidade” que a exposição dos jovens ao álcool através de filmes contribui para uma iniciação precoce no uso do álcool.

Um estudo feito em 2007 com cerca de 5.600 adolescentes alemães analisou a relação entre o hábito de beber e a exposição a filmes americanos. Mesmo contando com variáveis como os hábitos de beber dos amigos, os pesquisadores descobriram que crianças muito expostas ao álcool em filmes estavam até três vezes mais pré-dispostas a beber como aqueles menos expostos.

Similarmente, um estudo com 3000 adolescentes descobriu que aqueles mais frequentemente expostos ao tabagismo em filmes estavam três vezes mais dispostos a começar a fumar. Em uma descoberta surpreendente, a pesquisa concluiu que em mais da metade dos casos em que uma criança do estudo começou a fumar foi porque ela viu em um filme.

Experts em álcool dizem que isso não quer dizer que as crianças não devam assistir ao novo filme de Harry Potter. Ele, na verdade, apresenta a oportunidade para os pais conversarem com seus filhos sobre o álcool, diz o Dr. Christopher Welsh, um psiquiatra e especialista em vícios da Universidade de Maryland.

“Eu espero que os pais possam conversar com seus filhos e explicar-lhes que apesar de que Harry Potter fez disso divertido, isso não é bom”, disse o Dr. Welsh, o autor de um artigo de 2007 sobre o abuso de álcool na ‘serie de Harry Potter, publicado no Jornal de Abuso de Substâncias de Crianças e Adolescentes.

A Warner Brothers, que lançou o filme, disse que as cenas com bebidas estavam “abertas ara diferentes interpretações”.

“Um dos nossos vários objetivos ao trazer os filmes de Harry Potter às telas foi nos manter fiéis a fonte original criada por J. K. Rowling,” a companhia escreveu em um e-mail, acrescentando que o mundo da magia “não deveria ter os mesmos padrões que o mundo real”.

Um porta-voz da Sra.Rowling disse que ela não estava disponível para comentar.

Alisson Turner, uma Britânica proprietária da Signature Bites, uma empresa de Internet baseada na Flórida, disse que, enquanto assistia ao filme com sua enteada de 14 anos, ela achou engraçado as propriedades alcoólicas da cerveja amanteigada. Mas ela disse que a conversa pós-filme que elas tiveram se restringiu a corações partidos e amores não correspondidos.

“Eu acho que o foco do álcool não foi tão grande para mim por causa do contexto mágico do filme – essa não é uma escola real, não são professores ou estudantes reais – então é quase como se a bebida não fosse real”, ela disse. “Eu me pergunto quantas crianças saber o que é hidromel”.