Filmes e peças ︎◆ Livros

Harry Potter é acusado de “conspiração sionista”

Com a grande polêmica internacional acerca do ocidentalismo em países historicamente islâmicos, a série Harry Potter não se encontrou livre de acusações morais e religiosas da televisão estatal Iraniana na última sexta-feira.
A IRINN (Islamic Republic of Iran News Network) – Rede de Notícias da República Islâmica do Irã – exibiu na sexta-feira passada um documentário que contava com a presença de “especialistas” que discutiram sobre a série Harry Potter e suas relações com “as forças místicas”

Um dos especialistas presentes ponderou que Harry Potter se trata de uma Cruzada cultural, em alusão às Cruzadas que ocorreram nos territórios palestinos durante a Idade Média, e que através dos filmes encontrava-se uma mensagem sionista dizendo: “una-se a nós”

O documentário, que exibe durante toda sua duração imagens obscuras dos filmes da série, conclui que os elementos da Cabala – doutrina considerada esotérica que visa conhecer a Deus e o Universo – estão presentes nos filmes. Os especialistas analisam que Harry Potter é retratado como o Messias e os filmes abordam temas como o Apocalipse, o que ele define como uma crença comum no Cristianismo Sionista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 2007 o jornal ultraconservador Kayhan definiu Harry Potter como “um projeto bilionário sionista” e “uma bomba destrutiva” para as mentes infantis. A publicação ainda alegava que a autora britânica J.K. Rowling tinha ligações com sionistas e isso a tinha feito famosa e bem sucedida internacionalmente.

Ainda de acordo com o documentário – divulgado globalmente como uma crítica ao conservadorismo religioso do Irã pela Radio Free Europe/Radio Liberty – há referências nos filmes da série Potter ao Holocausto e campos de concentração.

O documentário, chamado de Harry Potter e o Sionismo e definido pela televisão iraniana como uma “conspiração sionista”, pode ser assistido, em árabe, neste link.