Não categorizado

Warner Bros. perde caso contra “Hari Puttar”

O G1 reportou que um tribunal indiano autorizou hoje a estréia do filme “Hari Puttar”, ao rejeitar um recurso da Warner Bros. que pedia a suspensão do lançamento por considerar que o nome da obra cinematográfica se parecia muito com “Harry Potter”.Os juízes aceitaram o argumento da produtora indiana Mirchi Movies, segundo a qual seu filme se baseia em um roteiro original e seu título significa, tanto em híndi quanto em panjabi, filho de Deus, informaram as agências indianas.

Nosso filme é diferente, não tem nada a ver com nenhum outro. O nome depende apenas do personagem, que se chama Hari. E Puttar significa filho em panjabi”, explicou Jenette Banis, secretária da produtora Mirchi Movies.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a BBC News, esses argumentos, ao lado do fato da Warner ter esperado três anos para entrar com um recurso contra o longa, foram suficientes para inocentar a Mirchi Movies.

O caso foi julgado improcedente. O tribunal disse que a Warner Bros. tinha conhecimento do título do filme desde 2005 e tinha atrasado levar o caso ao tribunal até o último momento”, disse o advogado Pratibha Singh.

O tribunal Delhi High também disse que os consumidores que lêem os livros Harry Potter, escritos por JK Rowling, foram suficientemente instruídos para saber que Hari Puttar era diferente.

A decisão judicial significa que o filme agora poderá ser lançado na Índia no dia 26 de setembro.