J. K. Rowling

Roteiristas de seriado pensaram em criar episódio com JKR

O Times Online divulgou hoje alguns e-mails retirados do livro “Doctor Who: The Writer’s Tale”, escrito por Russell T. Davies e o jornalista Benjamin Cook sobre as possibilidades do final da série britânica “Doctor Who”.Dentre as inúmeras mensagens trocadas entre ambos, existe uma bastante inesperado… Russell revela já ter pedido para a autora JK Rowling escrever um episódio do seriado, o que ela recusou educadamente. Mas e se, ao invés disso, ela participasse do episódio?

Uma noite de Natal gelada em Edimburgo. JK Rowling andando pela neve, perseguida por um jornalista. ‘O que você está fazendo para escrever depois de Harry Potter?’

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais tarde, JK se senta para escrever. Ao mesmo tempo, um buraco no espaço, provavelmente colocado lá pelo jornalista estilo Rita Skeeter salta em suas costas. Zap! A imaginação de JK se torna real! Um mundo de magia vitoriana substitui o mundo atual. O Doctor chega e tem de lutar em um mundo de bruxas e bruxos, com varinhas e feitiços e maravilhas em CGI, para alcançar JK Rowling no centro disso tudo. Ou isso é brilhante ou é mais como um cruzamento Blue Peter.

No entanto, a idéia foi rejeitada porque o ator David Tennant (que interpretou o Bartô Chouch Jr. em Cálice de Fogo e é responsável pelo papel principal do seriado) achou que poderia ser considerada uma paródia.

Confiram a tradução dos e-mails na íntegra em notícia completa! Mas e quanto a vocês, o que achariam de uma participação especial da Jo?

JK ROWLING
J.K. Quem?

The Times ~ Doctor Who: The Writer’s Tale
15 de setembro de 2008

Nota: Davies está trabalhando em suas idéias para o especial de Natal desse ano.

De: Russell T. Davies
Para: Benjamin Cook
Domingo, 29 de julho, 2007, 20:21:48 GMT

Eu tive uma idéia nas férias. Uma idéia tão louca que telefonei para a Julie [Gardener, produtora executiva] para colocar colocá-la em andamento. Eu estava no chuveiro na manhã de sábado (você pode desviar os olhos), pensando sobre o quanto eu gostava do último livro de Harry Potter, como eu amaria escrever algo como aquilo, lembrando que, em 2004, eu pedi para a JK Rowling escrever um episódio de Doctor Who, embora ela tenha recusado educadamente, e refletindo que possivelmente não podemos ter alguém para estrelar no especial de Natal do próximo ano que seja tão famoso quanto Kylie… quando todas essas coisas se juntaram. BAM! Eu pensei, não peça para a JK escrever um Doctor Who, peça para ela estar em Doctor Who! Fizemos Dickens, Shakespeare, Agatha Christie… por que as crianças devem pensar que todos os ótimos autores estão mortos? Imagine isso. Uma noite de Natal gelada em Edimburgo. JK Rowling andando pela neve, perseguida por um jornalista. ‘O que você está fazendo para escrever depois de Harry Potter?’

Mais tarde, JK se senta para escrever. Ao mesmo tempo, um buraco no espaço, provavelmente colocado lá pelo jornalista estilo Rita Skeeter [uma personagem em Harry Potter], salta em suas costas. Zap!

A imaginação de JK se torna real! Um mundo de magia vitoriana substitui o mundo atual. O Doctor chega e tem de lutar por um mundo de bruxas e bruxos, com varinhas e feitiços e maravilhas em CGI, para alcançar JK Rowling no centro disso tudo. Ou isso é brilhante ou é mais como um cruzamento Blue Peter.

Mas vale a tentativa. É diferente, certamente. Portanto, Julie está tentanto marcar uma reunião com JK …Imagine aqueles títulos de abertura: DAVID TENNANT voando em você, e então JK ROWLING! … Imagine o Doctor em um mundo de magia feito de verdade – que seria glorioso. Então, lá vamos nós. Isso está em andamento.

De: Russell T. Davies
Para: Benjamin Cook
Terça-feira, 21 de agosto de 2007, 23:04:21 GMT

O Natal de 2008 está quentinho no horizonte! Eu deveria estar escrevendo isso em janeiro. É como se ele fosse amanhã! O Natal poderia ser com JK Rowling, ou Cybermen em uma Londres vitoriana [essa foi a primeira idéia de Davies]. David não gostou da idéia de JK, ele acha que soa como uma paródia, então nós tivemos de interrompê-la um pouco, perguntando se o convenceríamos ou apenas abandonávamos algo com o qual ele não ficaria feliz. Nós tivemos de mantê-lo feliz. Ele nos mantém felizes. Além disso, ele pode estar certo. Então a idéia se estacionou, enquanto Julie tenta encontrar formas de abordar a JK de qualquer maneira. E eu duvido que nós conseguiríamos a JK – ela não precisa fazer isso – então Cybermen na neve está sendo atraído de volta à minha cabeça.