J. K. Rowling

Ex-professor de Jo conta como era a autora quando criança

O jornal The Guardian publicou uma lista intitulada como a Academia da Fama, que cita as pessoas que cresceram para se tornar estrelas do palco e do cinema, da literatura e da política, da arte e do esporte.Mas mais do que citá-las, o jornal recolheu opiniões dos professores que ensinaram tais celebridades quando elas eram apenas crianças. Dentre todos, está a opinião do professor de ciência John Nettleship a respeito da nossa querida JK Rowling.

Joanne tinha por volta de 12 anos quando eu ensinei a ela. Seus dias em Wyedean foram bem miseráveis. A escola era como uma prisão, e depois a sua mãe faleceu com Esclerose Múltipla. Anne Rowling trabalhou como minha técnica, e Joanne vinha e esperava por sua mãe no bloco da ciência para que elas pudessem voltar para casa juntas. Era óbvio que a criança estava muito inquieta com sua mãe – preocupada. Ela era uma criança muito quieta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confiram a tradução na íntegra em notícia completa!

NOTA: Todos os números da terceira rifa foram vendidos e o sorteio será realizado amanhã, dia 16 de setembro, às 20h!

JK ROWLING
Academia da Fama

The Guardian ~ Liese Spencer, Becky Barnicoat, Heidi Blake e Dave Simpson
14 de setembro de 2008
Tradução: Daniel Mählmann

Wyedean, Chepstow, 1976-1983. John Nettleship, ciência

Joanne disse que nenhuma das personagens em Harry Potter foram baseadas mais do que 10% em qualquer pessoa. Suponho que o fato de que eu costumava ter um cabelo longo e preto seja apenas uma coincidência. Para ser honesto, acho que o Snape, especialmente nos últimos livros, é bastante parecido comigo.

Joanne tinha por volta de 12 anos quando eu ensinei a ela. Seus dias em Wyedean foram bem miseráveis. A escola era como uma prisão, e depois a sua mãe faleceu com Esclerose Múltipla. Anne Rowling trabalhou como minha técnica, e Joanne vinha e esperava por sua mãe no bloco da ciência para que elas pudessem voltar para casa juntas. Era óbvio que a criança estava muito inquieta com sua mãe – preocupada. Ela era uma criança muito quieta. Não me lembro dela jamais ter respondido uma pergunta – ela ficava a uma grande distância para evitar respondê-las. Acho que ela guardou tudo isso em sua mente para utilizar mais tarde em suas histórias.