Sem categoria

Emma Watson fala sobre ensaio da Vogue

A atriz Emma Watson concedeu uma nova entrevista para a revista britânica Vogue, onde contou um pouco mais sobre o seu recente ensaio fotográfico, realizado exclusivamente para a edição italiana.Durante a entrevista, Emma falou sobre a experiência de ser fotografada como uma modelo profissional para as lentes do fotógrafo Mark Seliger, e admitiu que sentiu receio com a repercussão do ensaio devido às comparações que surgiriam entre seus trabalhos como modelo e atriz.

Senti como se estivesse aprendendo todo um novo conjunto de regras para um novo jogo – assim como gravar um filme.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a tradução da entrevista em Notícia completa! Thanks, Snitch Seeker.

EMMA WATSON
Elementar, minha cara Watson

Vogue.com ~ Leisa Barnett
16 de setembro de 2008
Tradução: Daniel Mählmann

“O ensaio fotográfico da Vogue italiana foi uma experiência fascinante. Eu estava muito animada em trabalhar com a Vogue pela primeira vez, mas também por ser dada a oportunidade de servir de modelo para a costura”, ela explica. “Cada vestido era tão especial e importante (por que é um de uma espécie), e nós só tínhamos um período curto de tempo para fotografar cada um antes do vestido precisar ir para outro lugar para ser vestido e fotografado por outra pessoa. Isso significa que as fotos tiveram uma dinâmica verdadeira. E as jóias para combinar com cada vestido vieram com seus próprios guardas de segurança.”

“Eu estava apavorada em rasgar ou sujar os vestidos de lama (quando fotografamos ao ar livre), bolo, doce ou qualquer outra coisa!” ela nos contou. “Senti como se estivesse aprendendo todo um novo conjunto de regras para um novo jogo – assim como gravar um filme. Mark me encorajou a virar uma pessoa ou personagem diferente para a fotografia e então todas elas contam histórias diferentes. Assim, no final, eu combinei dois amores: arte/moda e atuação.”

Ela acrescenta: “Eu apreciei o fato de que Mark me tratou como ele tem tratado qualquer outra modelo, e pressionou para conseguir o máximo de mim. Aprendi bastante e obtive um respeito completamente novo pelo trabalho árduo das modelos dentro do seu trabalho e pela costura. Um caso de amor já começou.”