Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

RUMOR: mais duas cenas do roteiro reveladas?

Há algum tempo nós noticiamos que um usuário do fórum sobre o filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe do site IMDb havia divulgado alguns trechos do roteiro do longa, incluindo as lembranças verdadeira e falsa de Slughorn e a nova do ataque à Toca.Agora o usuário wild_world-1 publicou mais dois trechos e, para provar que são verdadeiros, também disponibilizou um scan da lista de chamada do dia 15 de abril, quando filmaram a cena na qual Cátia Bell é amaldiçoada pelo colar e Hagrid a salva. Confiram a imagem aqui.

A primeira parte do roteiro é referente à cena pouco anterior a essa, quando o trio encontra Slughorn no Três Vassouras. A segunda, por sua vez, é a cena logo depois que Harry e Dumbledore saem da caverna, revelando os momentos antes dos Comensais invadirem a escola – mas que pode ter alguns detalhes alterados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como os textos revelam cenas que possivelmente serão vistas no longa, alertamos para lê-los apenas aqueles que não se importam de saber desses detalhes antes de assistí-lo nas telonas. A tradução de ambos se encontra em notícia completa.

Mesmo com a prova revelada pelo usuário, pedimos para considerarem essas informações como rumores até alguma outra novidade que possa confirmá-las ou desmentí-las.

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Trechos do roteiro do filme

17 de agosto de 2008
Warner Brothers ~ wild_world-1
Tradução: Daniel Mählmann
Revisão: Virág Venekey

TRÊS VASSOURAS

Não posso dizer a vocês onde eu peguei isso, mas é retirado do roteiro. Acontece pouco antes de Cátia Bell ser amaldiçoada pelo colar.

53 – INT. TRÊS VASSOURAS – MAIS TARDE – DIA

Enquanto o trio entra, Harry olha ao redor e localiza Slughorn no bar, sentado rechonchudo em um banco.

HARRY
Não. Para lá.

Hermione e Rony, em meio ao movimento de se sentarem em uma mesa perfeitamente aceitável – e limpa -, vêem Harry se sentar em uma com restos espalhados do cliente anterior – mas que o coloca em visão direta de Slughorn. Eles trocam olhares, encolhem os ombros, e se juntam ao Harry. Rony começa a pegar a cadeira diretamente oposta ao Harry – bloqueando a sua visão.

HARRY (CONT.)
Não, não. Sente ao meu lado.

Rony pára, troca outro olhar com Hermione.

RONY
Ok.

Uma CRIANÇA MAGRICELA aparece em um avental, arremessa um TRAPO IMUNDO na mesa – que começa a limpar a superficie sozinho. Harry estica seu pescoço sob a criança para manter Slughorn à vista.

CRIANÇA MAGRICELA
O que nós vamos ter?

HERMIONE
Três Cervejas Amanteigadas. Com um pouco de gengibre na minha, por favor.

A criança ASSOBIA e o trapo salta de volta ao seu bolso. Harry continua a olhar Slughorn, quando ele vê Draco. Eles se olham brevemente e, em seguida, Draco sai.

RONY
Ah, caramba…

Harry se vira, e vê Rony irritado com Gina que senta em um canto escuro com Dino, seus rostos iluminados por uma vela com chama se apagando.

HERMIONE
Ah, francamente, Ronald. Eles estão apenas segurando as mãos… (quando Dino beija Gina) e se beijando.

RONY
Eu gostaria de ir embora.

HERMIONE
Sair? Você não pode estar falando sério.

RONY
Acontece que ela é a minha irmã.

HERMIONE
E daí? E se ela olhasse para cá e visse você me beijando? Você esperaria que ela se levantasse e saísse?

Rony pisca, totalmente sem fala. Então:

SLUGHORN
Harry, meu garoto!

A voz de Slughorn RETUMBA tão alta que até Gina salta – e pega Harry a olhando. Enquanto Slughorn caminha desengonçado, com uma caneca derramando na mão, Harry se levanta imediatamente – uma ação tão grosseiramente fora da sua personalidade que Hermione o observa com divertida curiosidade.

HARRY
Olá, senhor. É maravilhoso ver você.

Hermione, com a testa franzida, se vira para Rony e balbucina silenciosamente: é maravilhoso ver você?

HARRY (CONT.)
Então, o que o traz aqui, senhor?

SLUGHORN
Ah, o Três Vassouras e eu temos uma história. Mais longa do que eu gostaria de admitir. Na verdade, eu me lembro quando ele era simplesmente o Uma Vassoura.

Enquanto Slughorn GARGALHA, Harry acompanha, também RINDO ENERGICAMENTE. A barriga de Slughorn treme próxima à bochecha de Hermione e a sua mão agita a caneca, espirrando seu conteúdo ao redor e pingando na mesa.

SLUGHORN (CONT.)
Opa! Mãos à postos, Granger!

Hermione sorri sem graça, quando um ASSOBIO é ouvido e o TRAPO IMUNDO está de volta, tirando rapidamente a sujeira de Slughorn enquanto a CRIANÇA MAGRICELA desliza três canecas espumantes para a mesa. (No plano de fundo, Cátia Bell aparece por trás e se dirige a saída. Sua amiga LIANA a segue para fora.)

SLUGHORN (CONT.)
Ouça, meu garoto. Nos velhos tempos, eu costumava fazer um jantar casual e convidar um ou dois estudantes selecionados. Você estaria dentro.

HARRY
Eu considero isso uma honra, senhor.

SLUGHORN
Você também seria bem-vinda, Granger.

Hermione, no meio do ato de esvaziar a sua Cerveja Amanteigada em um grande gole, BATE FORTE a sua caneca na mesa – deixando para trás um “bigode”.

HERMIONE
Estou lisonjeada, senhor.

SLUGHORN
Brilhante! Esperem pela minha coruja.
(ao sair, para Rony)
Prazer em vê-lo, Wallenby.

Rony franze as sobrancelhas e se vira para Harry enquanto Slughorn sai desengonçado.

RONY
O que você está encenando?

HARRY
Dumbledore me pediu para… começar a conhecê-lo.

RONY
Começar a conhecê-lo?

HARRY
Não sei. Mas deve ser importante, caso contrário Dumbledore não pediria.

PAM! Rony se vira e vê que Hermione também esvaziou a sua caneca. Rony faz gestos para o lábio superior dela.

RONY
Hm… você tem um pouco…

Sem hesitar, ela move sua língua para fora, passa e limpa o lábio.

PÓS-CAVERNA

Tudo o que eu posso contar é que as cenas 126 – 130 talvez sejam reescritas e fiquem diferentes de como são mostradas nesse rascunho do roteiro.

124 – ENTRADA EXT./CAVERNA

Harry e Dumbledore saem da caverna. Dumbledore, pálido e fraco, examina as estrelas de forma cansada, se apoiando fortemente em Harry.

HARRY
Não se preocupe, senhor. Estamos quase lá.

DUMBLEDORE
Não estou preocupado, Harry. Estou com você.

125 – INT. SALÃO PRINCIPAL – AO MESMO TEMPO – NOITE

Nós VEMOS o vidro gótico da janela principal. A luz ambiente, ameaçadora e fria, espalha-se por toda a superfície. Flitwick, com os braços fluindo graciosamente, conduz um grupo de QUINTANISTAS, olha para cima em direção à janela, os olhos refletindo a luz.

126 – PÁTIO EXT. – AO MESMO TEMPO – NOITE

McGonagall está em pé no pátio enquanto o CORO É OUVIDO FRACAMENTE no ar da noite. Ela olha para o céu com uma expressão curiosa em seu rosto, depois espia um par de alunos do Primeiro Ano PERAMBULANDO pelo pátio.

PROFESSORA MCGONAGALL
Para as suas Casas. Sem perder tempo.

Enquanto eles correm, McGonagall olha de volta para o céu. Um TURBILHÃO de NUVENS redemoinha assustadoramente em volta delas mesmas. Nós somos PUXADOS PARA TRÁS…

127 – JANELA INT. – CASTELO – AO MESMO TEMPO – NOITE

…fora da janela, seu vidro transpassado pela luz ambiente, e vemos Snape em pé silenciosamente, fitando a formação da tempestade, sua expressão impenetrável. O coro é um murmúrio.

128 – INT. SALÃO COMUNAL – AO MESMO TEMPO – NOITE

Mais escura que o normal. O fogo baixo. Rony e Hermione sentados juntos. Silêncio. Eles olham em direção à janela para o céu do outro lado.

129 – INT. ALA HOSPITALAR – AO MESMO TEMPO – NOITE

O rosto de Draco, a pele fraca com a luz cobrindo através do teto acima dele. Ele encara, sem piscar, saindo da cama. Os pés descalços – de Draco – descem para as telhas.

130 – INT. CORREDOR – MOMENTO DEPOIS – NOITE

O coro ecoa assustadoramente. Os SEXTANISTAS, pouco mais do que sombras, esperam, sorrindo em cantos escuros. Malfoy desliza por eles com seus pés descalços. Despercebido. Um fantasma.

131 – INT. SALA PRECISA – MOMENTOS DEPOIS – NOITE

Repleta com sombras. Estranhos feixes de luz. Malfoy, uma sombra dentro das sombras, puxa a tapeçaria do Armário Sumidouro, volta para trás…

Ele encara o monumento diante dele, ergue sua varinha e começa a ENTOAR assustadoramente. A superfície do armário brilha, balançando na luz ambiente. Quase vivo. Então ele para. Olhando para trás com seus olhos assombrados, ele foge.

A luz apareçe dentro do armário. Movimento. Sombras flutuam dentro, unindo-se. Nós ficamos menos tensos, quando revelam-se…

Belatriz. Greyback. E alguns amigos. Belatriz caminha para a luz. Olha ao redor. Dá risada.