As Relíquias da Morte ︎◆ J. K. Rowling

Um ano na memória: Relíquias de J.K. Rowling

Há um ano Jo lançava seu derradeiro livro da série Potter. Os últimos momentos da história do bruxo Harry Potter, passadas quase duas décadas de puro trabalho, dificuldades e glória, encontravam sorrisos e lágrimas nem sempre contidas, de leitores do mundo todo em Harry Potter e as Relíquias da Morte.Não negando os fatos, muitos brasileiros não esperaram o dia 10. Mas por que esperar? Era distante, muito distante aquele sábado de novembro. Para não entrar no mérito, quem esperou, foi recompensado por mais 4 meses de uma doce ilusão… A morte é tão certa, quanto o fim de uma saga, e Relíquias da Morte, por tradução de Lia Wyler, nos prendeu até o seu fim.

O adeus foi difícil, mas era preciso. Esperar por cada novo volume era uma tremenda aflição, e acabar justamente com essa espera jogou a realidade crua em nossa face recém lavada. Alguns acreditam que Relíquias causou uma grande depressão aos “fãs órfãos”, que exauriu nossa força. Que nada! Felizmente ela abriu nossos olhos para continuar seguindo um horizonte de novas histórias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estanque a tristeza, a melancolia já passou. Mas nunca esqueça do passado. Para sempre as Relíquias de J.K. Rowling estarão marcadas em nossa memória. É o que importa agora; a nostalgia da memória.