As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

Relíquias da Morte será dividido após o retorno de Rony?

A edição desse mês da revista Movie Magic traz uma longa matéria a respeito do filme Harry Potter e o Enigma o Príncipe e entrevistas com Daniel Radcliffe, Emma Watson, Tom Felton, o produtor David Barron, a figurinista Jany Temime, dentre outros.Esta página mostra a entrevista com o diretor de arte Stuart Craig, que falou a respeito do momento onde o filme Harry Potter e as Relíquias da Morte poderia ser dividido em dois.

Eu ouvi a sugestão que o primeiro filme terminaria com o retorno de Rony Weasley. Rony tem uma briga com Harry e deixa seus amigos, então o seu retorno é bem emocional. Eu acho que poderia proporcionar um final muito satisfatório. Não sei se Steve Kloves, o roteirista, concorda, mas nós vamos descobrir quando recebermos esse primeiro roteiro”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já sobre a caverna do sexto filme, Stuart Craig declarou:

Nós fisicamente construímos somente duas pequenas partes dela e o resto é um set gerado por computador, mas para isso, nós fizemos um modelo em pequena escala, um modelo em grande escala e, como eu disse, uma pequena parte física dele.

Atualizado: A tradução do scan em questão já se encontra em notícia completa!

Thanks to Magical Menagerie via TLC.

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Entrevista com o diretor de arte Stuart Craig

Movie Magic
07 de julho de 2008

Na sua opinião, o que você acha da idéia de dividir Harry Potter e as Relíquias da Morte em dois filmes?
Eu acho que nós todos estamos curiosos para saber onde o corte entre os filmes será feito. Iria o primeiro filme terminar com um fim levemente anti-climático? Claro que nós não temos um roteiro ainda, então não sabemos. Eu ouvi sugestões do primeiro filme terminar com o retorno de Rony Weasley. Rony tem uma briga com Harry e abandona seus amigos, mas seu retorno é uma alta emocional. Eu acho que daria um fim muito satisfatório. Eu não sei se Steve Kloves, o roteirista, concorda, mas nós vamos descobrir quando recebermos o primeiro roteiro.

Para esse filme, Enigma do Príncipe, qual foi a parte mais desafiadora para você?
J.K Rowling sempe escreve uma grande cena em uma grande avenida, e dessa vez, Harry e Dumbledore vão para uma misteriosa caverna, e essa caverna é um grande desafio. Nós fisicamente construímos somente duas pequenas partes dela e o resto é um set gerado por computador, mas para isso, nós fizemos um modelo em pequena escala, um modelo em grande escala e, como eu disse, uma pequena parte física dele. Filmes são feitos de forma diferente hoje em dia. Aqueles modelos são então escaneados, e os scans desses modelos físicos tridimensionais se tornam o blueprint ou a estrutura pela qual o set CG é finalmente feito e terminado. É um desafio que precisa ser entregue dramaticamente e ainda assim ter coisas fantásticas de outro mundo. É outro desafio quando o set é completamente gerado por computador. Hardware é comparativamente fácil e pedras orgânicas se formam menos. E é um desafio para alguém da minha geração, francamente, trabalhar com tecnologia de filmagem do século XXI.

Há algum segredo para conseguir fazer o que você faz e, como você disse, trabalhar com tecnologia moderna de filmagem?
Uma chave para o que fizemos dessa vez foi nossa pesquisa inicial. Nós começamos dizendo “O que é interessante sobre a caverna?” Bom, estalagmites e estalagcites são provavelmente o mais familiar, quase clichê, em uma caverna calcária. Então nós começamos a examinar cavernas de cristal e vimos fotos de uma incrível caverna de cristal de quartzo no México. Nós visitamos uma na Suíça no entanto. “Que outros tipos de cavernas de cristal existem?”.