Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

Natalia Tena e Devon Murray falam de EdP à ACED Magazine

Estão lembrados que alguns atores de Harry Potter estiveram na edição deste ano do Flórida SuperCon? Nós já noticiamos um resumo traduzido do que foi discutido durante a sessão de perguntas, durante a qual Natalia Tena revelou que o enterro foi cortado.Hoje a ACED Magazine publicou uma nova entrevista com os atores realizada durante o evento; no meio de tantos assuntos, Natalia (Tonks) falou sobre Harry Potter e o Enigma do Príncipe.

O roteiro era tão diferente do livro. Eu acho que muitos fãs de Harry Potter vão ficar um pouco irritados com isso, e essa é a minha opinião. Eu o achei tão diferente do livro. Tipo, tão diferente. Muitos elementos dele. Acho que o livro deveria ser sobre como os dois mundos (trouxa e bruxo) estão agora sendo afetados pelas forças do mau. Como o começo do livro, você vê o Primeiro Ministro e tem um senso do que prever. Todas essas coisas foram retiradas, e acho que é uma pena. Pessoalmente, eu teria gostado de vê-las.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Devon Murray (Simas Finnigan) falou sobre as cenas de beijo.

Sim, ainda há muitas cenas de beijo no sexto filme. Até agora, pudemos ver algumas delas. Elas estão muito legais e realmente, realmente boas. Eu não beijo ninguém. Eu não beije ninguém, no entanto! Mas agora, nós estamos zoando todos que beijaram. Então tem sido muito legal.

E também comentou que a cena de morte que nos espera no final do filme é uma “cena realmente boa com várias pessoas chorando.

Continuem ligados no Potterish, pois logo mais liberaremos a tradução na íntegra!

Atualizado: A tradução na íntegra já pode ser lida em notícia completa.

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
De perto e pessoalmente: uma conversa com as estrelas de Harry Potter

ACED Magazine ~ Marilyn Almonte
04 de junho de 2008
Tradução: Daniel Mählmann
Revisão: Raisa Garcia

É bem surreal quando você conhece alguém que tem admirado pelo seu trabalho, quer seja um intérprete ou artista de qualquer tipo. Vendo seu rosto em sua televisão é muito diferente de quando se está perto e pessoalmente. Trata-se e uma espiral de ansiedade misturada com um entusiasmo precipitado, tudo dentro de você com um sentimento bizarro de dormência.

Você se torna incerto sobre qual poderia ser sua reação inicial. Não tem certeza se você vai desmaiar, explodir em chamar como Fawkes (a fênix leal de Dumbledore), ou ser tão cético quanto Cornélio Fudge. Então acontece, eles abrem suas bocas para dizer olá e isso atinge você muito rapidamente. Eles não são diferentes de mim e você. Eles são muito talentosos e bem conhecidos, mas pessoas, apesar de tudo.

Quatro atores incríveis que tem respirado vida nos personagens encantadores do romance Harry Potter de JK Rowling passaram os dias 23 a 25 de maio no Hyatt Regency em Weston, Flórida, compartilhando suas experiências dos filmes e suas vidas pessoais com todos aqueles que compareceram.

Natalia Tena, ou Tonks, de Ordem da Fênix; Devon Murray ou Simas Finnigan, a que tende a se meter em acidentes e o bruxo mais azarado; Danielle Tabor, que foi Angelina Johnson nos três primeiros filmes; e Hugh Mitchell, nosso fotógrafo de Hogwarts obcecado por Harry, Colin Creevey.

Com sorte o bastante para obter uma entrevista exclusiva, a ACED traz a você Berradores em pacotes muito grandes. Nossos convidados de Harry Potter foram mais do que receptivos quando questionados sobre suas experiências.

Para resumir as personalidades que serão evidentes na entrevista, vou dizer:

Natalia é muito passional quando fala, e cheia de entusiasmo. Foi ótima de se ouvir, porque ela é tão animada – bem, todos eles são -, senti como se estivessem me contando uma história. Devon é muito doce, maduro, e um cavalheiro; ele olha para você em seus olhos e aperta sua mão para dizer “oi”. Danielle é uma jovem mulher muito agradável, adequada e profissional. Ela não teve medo de compartilhar os momentos humorísticos que ocorreram no set. Hugh é mais reservado que os outros, mas ele se abre quando você faz a ele as perguntas certas. Ele interrompia com suas opiniões quando se sentia mais ávido sobre alguma coisa, e isso ajudou os demais a lembrar outros momentos memoráveis também!

Segure-se para uma olhada bem longa, mas intrigante, dentro da vida de alguns dos personagens mais cativantes. Acima de tudo, havia uma grande curiosidade do motivo porque eles vão a essas convenções de quadrinhos em primeiro lugar. Hugh resumiu alegremente a questão enquanto ria e disse, “Nós fomos convidados, então apenas viemos!” O resto concordou.

Seria o maravilhoso mundo dos quadrinhos, graphic novels e vídeo games? A razão de tantos outros economizarem dinheiro para gastá-lo todo em animação. Aqui, Natalia expressou suas fortes opiniões de como ela levou a culpa e chocou alguns de nós. “Eu amo graphic novels. Eu amo graphic novels. Eu consegui um monte. Eu amo Alan Moore. Ele é simplesmente um Deus. Prometheus é maravilhoso. E seu mais novo, Lost Girl, é tipo, erótico. Ele o fez com seu parceiro, é tão legal . Eu amo graphic novels. Eu as amo! Mas vídeo games, eu acho… pessoalmente eu acho que eles são maus.”

“Sério?” diz Devon curiosamente, antes que eu pudesse intervir.

“Porque eu acho que eles te fazem parar de viver na realidade do mundo em que devemos viver. Por que jogar tênis… como em um jogo, quando você pode jogá-lo e ficar em forma?” explica Natalia.

“Mesmo se você nunca jogou tênis?” indaga Hugh.

“Não, eu não, porque os seres humanos precisam de histórias para passar. Se você quer aprender como atirar, vá aprender a atirar. Junte-se ao exército. Vê o que quero dizer? Eu não entendo isso.” replica Natalia.

Naturalmente, os computadores devem cair em algum lugar por lá porque as pessoas têm se tornado muito associadas a eles. Natalia discorda “Hmmm… não, isso é uma ferramenta. Ele serve para obter informações.”

“É”, diz Danielle em acordo.

Hugh interrompe e enfatiza que, “Verificar seus e-mails é apenas uma maneira de ser sociável. Você sabe quando as pessoas dizem ‘Você gasta todo o seu tempo online.’ Mas sim, essa é apenas uma forma diferente de ter uma vida social.”

A comunicação é uma grande chave para cada aspecto de nossas vidas, incluindo trabalho. Então eles falaram sobre o quão diferentes os diretores são uns dos outros, e como foi trabalhar com eles. Em relação ao David Yates, diretor de Ordem da Fênix e Enigma do Príncipe, todos os comentários deles foram sinceros e gentis.

Todos nós tivemos que nos inclinar para perto conforme Natalia Tena gastou alguns segundos sussurando em uma imitação de David Yates, fazendo os outros rirem em acordo. “Ele é incrível. Ele tem uma fala tão suave. Você nem mesmo sabe como ele consegue que façam as coisas. A maioria dos outros diretores, como no teatro, são como, ‘Luzes! O que você está fazendo? Faça ele fazer isso!’” grita Natalia, e então explode em risos.

Devon acrescenta, “Ele é apenas mais descontraído do que todos os outros diretores. Além de Alfonso Cuarón (Prisioneiro de Azkaban), ele era apenas um verdadeiro hippie. Ele era como ‘Vamos lá, sim. Faça isso. Faça isso.’ Enquanto Dave… ele iria perguntar [a todos] no set: Qual é a sua contribuição, o que você quer que aconteça nessa cena? Tipo, se você disser a ele ‘Bem, se eu tinha que fazer isso e ele tinha que fazer aquilo’, ele vai filmar isso e depois vai tentar de sua maneira. Então é legal ter sua própria contribuição para o filme também.”

Natalia continua “Sim, de todos os diretores do sexo masculino, ele é o mais legal. Mas no teatro, eu só trabalhei com mulheres. Todas mulheres, em todas as apresentações que eu fiz. E isso é uma coisa diferente.” Em termos de flexibilidade no teatro, ela acredita “existir muito mais dinheiro e coisas técnicas, eu acho que você não pode interpretar tanto.”

Tendo em mente que Danielle Tabor só trabalhou com os três primeiros filmes, ela descreveu suas experiências trabalhando principalmente com Columbus.

“Os três primeiros [eram] estranhos. Como no primeiro, eu tinha quinze anos. Eu não tinha idéia do que estava acontecendo em tudo aquilo, eu era como ‘Ah hehe… legal!’ e eu estava na escola, então foi aleatório. Através do segundo e terceiro, eu estava realmente ligada naquilo e tudo mais. Mas com Chris Columbus, eu pensei que era algo como coisas estranhas.”

Hugh continua, “Ele me fez sentir mais relaxado sobre o filme. Quero dizer, eu tinha 12 anos, e você sabe, eu não tinha feito nada antes. Eu estava caminhando para fora do Grande Salão e vendo pessoas – eu nunca tinha feito nada como isso. Eu teria definitivamente cagado em mim mesmo. Chris Columbus foi maravilhoso. E ele faz você se sentir muito relaxado e o conduz a um certo ponto também, mas não de um jeito ruim. Eu lembro que eu estava fazendo uma cena e fazendo de novo e de novo e ele gritou ‘Você é louco! Lembre-se que você é louco!’ Eu pensava tipo, ele é absolutamente maluco.”

Devon resume, “Ele meio que nos trata como um de seus próprios filhos. Ele faz você sentir como se você pudesse se dar bem com tudo, realmente. Eu acho que ele era a maior criança. O pátio de jogo de basquete. Todas as salas de jogos e tudo no estúdio.”

“Sim, exatamente!” Danielle e Hugh em uníssono.

Foi definitivamente uma experiência memorável para eles, você poderia ver isso em seus olhos brilhantes. Foi um momento realmente sincero sobre as experiências positivas de trabalhar com Columbus em idade precoce, e nas fases iniciais de suas carreiras atuando. Com um começo desse em uma enorme plataforma, quem poderia pedir mais?

Para Hugh, ele amava trabalhar em todas as cenas nas quais estava, mas algumas das memoráveis incluem “a cena de caminhar para o Hall de Entrada cercado por outras pessoas vestidas com as roupas de Harry Potter, a cena com as corujas, e o Berrador.”

“Eu lembro da cena com a coruja que voou para o caldeirão de fogo”, exclama Danielle empolgada.

“Ah sim, e ela pegou fogo! Lembro disso brevemente” Hugh lhe corta a palavra. Isso realmente aconteceu, eles estavam falando de uma coruja de verdade!

“Sim, eu me senti realmente mal, mas foi meio engraçado” Danielle admite culpada. Todo mundo ri histericamente. Felizmente, a coruja ficou bem depois disso, mas se retirou de sua carreira em ‘Harry Potter’.

Mais importante ainda, a conversa rapidamente fez uma volta em direção à sexta parte, Enigma do Príncipe, porque tenho certeza que todos os fãs estão com seus corações batendo um pouco depressa demais em antecipação.

Natalia é um pouco mais dura em suas opiniões que os outros, e ela não se envergonha disso. Acho que esse é um traço raro que muitos de nós perdem para permanecer neutros e evitar controvérsias. É um traço que pode ganhar o nosso respeito ou perdê-lo completamente. Embora sempre dependa do ouvinte.

“O roteiro era tão diferente do livro. Eu acho que muitos fãs de Harry Potter vão ficar um pouco irritados com isso, e essa é a minha opinião. Eu o achei tão diferente do livro. Tipo, tão diferente. Muitos elementos dele. Acho que o livro deveria ser sobre como os dois mundos (trouxa e bruxo) estão agora sendo afetados pelas forças do mau. Como o começo do livro, você vê o Primeiro Ministro e tem um senso do que prever. Todas essas coisas foram retiradas, e acho que é uma pena. Pessoalmente, eu teria gostado de vê-las.”

Devon defende parcialmente o filme, mas dá a sua opnião do que ele teria gostado de ver no quarto filme, o Cálice de Fogo. “Eles teriam que cortá-lo para não deixá-lo mais longo (no que se refere à semelhança a EdP)… como no quarto filme, acredito, em que eles tiveram a Copa Mundial de Quadribol, foram apenas dois ou três segundos.”

“Mas no livro ela é bastante longa”, afirma Danielle.

“Mas esse foi um tema muito, muito grande. E sim, ele teria sido um tema realmente bom, mas pense em quanto tempo teria ficado o filme”, justifica Devon.

Na verdade, tudo se resume aos fãs de Harry Potter vendo a sexta parte e decidindo por eles mesmos. A espera por ele tem sido enervante, e com essa notícia, mais ainda.

Podemos esperar para ver mais romance e muito mais cenas de beijos em EdP. Devon nos ilumina com apenas algumas dicas do que é esperado. “Sim, ainda há muitas cenas de beijo no sexto filme. Até agora, pudemos ver algumas delas. Elas estão muito legais e realmente, realmente boas.” Que tentador!

Todos riram, admirando sua resposta surpreendente. “Eu não beijo ninguém. Eu não beijei ninguém, no entanto! Mas agora, nós estamos zoando todos que beijaram. Então tem sido muito legal.

Outro petisco que ele dá é que a cena de morte que nos espera no final do filme é uma “cena realmente boa com várias pessoas chorando.”

Uma conclusão agradável da nossa conversa tinha de incluir uma pergunta sobre, se eles pudessem escolher outro personagem sinistro e se juntar a Voldemort.

“Eu definitivamente gostaria de interpretar o papel de Helena Bonham Carter! Belatriz Lestrange!” Natalia declara com entusiasmo.

Logo que Devon insiste em Draco Malfoy, Danielle e Hugh concordam completamente.

“Ele é tão cafajeste que você quer ser ele”, insiste Hugh.

“Exatamente! E ele consegue todas as mulheres também”, concorda Devon.

“Sim, ele é legal, você ainda gosta dele mesmo ele sendo mal”, enfatiza Danielle.

Seria um pouco difícil para você se sentir intimidado por Danielle, Hugh, Devon e Natalia, porque eles são tão verdadeiramente descontraídos e sinceros; eles sem querer refletem essa atitude de incentivo em você. A todo momento, a atmosfera era muito alegre e confortável. Pessoalmente, acredito que devemos desejar a maior sorte do mundo em seus futuros trabalhos. E, é claro, nós vamos trazer ainda mais EdP logo em breve!