J. K. Rowling

Rowling assina carta de escritores contra conflito em Darfur

JK Rowling foi uma dos 15 melhores autores de livros infantis que assinaram uma carta aberta convocando leitores do mundo todo para tomar uma ação imediata sobre Darfur, no intuito de proteger a região infantil atingida.De acordo com a AFP, a carta foi enviada no sábado visando o domingo, quando comemoram o Dia Mundial por Darfur, organizado por grupos de direita incluindo a Anistia Internacional e a Organização dos Direitos Humanos. Confiram um trecho abaixo:

Crianças dificilmente velhas o suficiente para andar, abandonadas sozinhas, viram suas casas queimadas e derrubadas, suas mães estupradas e seus pais mortos. A maioria está agora refugiada em campos desordenados, traumatizadas e vivendo no medo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O mundo precisa agir agora para dar um futuro às crianças de Darfur.

Além de Jo, autores como Judy Blume e Michael Morpurgo também assinaram a carta. Eles pedem por um imediato cessar fogo, completo estendimento da ONU e apoio por um processo de paz justo. O evento é apoiado por celebridades, como os atores norte-americanos George Clooney e Matt Damon.

O conflito começou quando a minoria étnica rebelde levantou as armas contra o regime sudanês e a milícia árabe. Ao menos 200.000 pessoas morreram e 2.2 milhões fugiram de suas casas desde o início do conflito, em 2003, segundo a ONU. O governo do Sudão colocou o número de mortos em 9.000.

Leiam a carta na íntegra em notícia completa.

JK ROWLING
Carta assinada por escritores infantis contra conflito em Darfur

11 de abril de 2008

Em Darfur há uma história que tem sido contada, recontada e contada novamente. É uma história de perda, medo e trauma. De fates de crianças sendo dictated por homens armados. Não é uma história que nós ueremos contar a você. Mas é uma história que você deve ouvir.

Hoje é o Dia por Darfur, que marca o quinto aniversário de um dos conflitos mais sangrentos do mundo. Mais de 200.000 pessoas foram mortas e mais de milhões foram forçadas a fugir de suas casas e vilarejos. Crianças dificilmente velhas o suficiente para andar, abandonadas sozinhas, viram suas casas queimadas e derrubadas, suas mães estupradas e seus pais mortos. A maioria está agora refugiada em campos desordenados, traumatizadas e vivendo no medo. Crianças em Darfur desenham imagens de bombas e armas. Isso é tudo que eles já conheceram. A infância está sob ataque em Darfur.

É hora de mudar a narrativa. É hora de contar uma história diferente. Nesse abril, muitas crianças em Darfur vão estar alcançando seus cinco aniversários sem nunca ter conhecido a paz. O mundo precisa acordar. Por muito tempo, deixaram essas crianças sofrerem. Nossos políticos precisam agir em Darfur. É tempo de eles exigirem um cessar fogo imediato, totalmente apoiados pelas tropas de paz e punindo qualquer um que tente bloquear seu estendimento. Eles também devem fazer mais para apoiar o processo de paz baseados na justiça e nos direitos humanos, assim posse existir esperança de um fim ao sofrimento.

As crianças de Darfur não pediram por essa gurra, mas elas vivem os seus dias atingidas na linha de fogo de projéteis em repercussão. Elas devem ser permitidas a ser criança novamente. Apesar do terror diário que elas encaram, elas ainda têm esperanças e sonham O mundo precisa agir agora para dar um futuro às crianças de Darfur.

Lista de autores infantis que assinaram a carta:
Mike Berenstain
Judy Blume
Gillian Cross
Anne Fine
Cornelia Funke
Julia Golding
Michael Morpugo
J.K. Rowling
Louis Sachar
Rawya Sadek
Amanda Sthers
R.L. Stine
Tracey West
Daniel Pennac