As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças

O melhor momento para dividir Relíquias da Morte

Veículos de comunicação do mundo inteiro noticiaram a confirmação oficial de que o último filme da série, Harry Potter e as Relíquias da Morte, será dividido em duas partes – fato divulgado inicialmente pelo jornal Los Angeles Times.
Um artigo em especial, do blog da MTV norte-americana, discute a dificuldade do produtor David Heyman em achar o melhor ponto para dividir o filme, e dá uma sugestão seguida de argumentos bastante convincentes.

Isso pode ser chamado de um mini-clímax, quando Harry finalmente aceita a compreensão de Dumbledore e resolve seguir sua busca até o fim. Tudo bem. Mas o que o torna particularmente intrigante para uma divisão, mesmo além disso, é que é um momento consideravelmente melancólico no meio de duas grandiosas seqüências de ação.

Confiram a tradução na íntegra em notícia completa!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E para vocês, qual é o melhor momento para terminar a primeira e começar a segunda parte? Como imaginam a cena final do primeiro filme de Relíquias da Morte?

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE
Sectumsempra: Onde cortar ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte’?

MTV blog ~ Shawn Adler
12 de março de 2008

Trouxas, se alegrem! A mágica está certamente no ar com as notícias de hoje que “Harry Potter e as Relíquias da Morte” será dividido em dois filmes de longa-metragem, o primeiro dos quais vai chegar aos cinemas em novembro de 2010.

Mas como uma viagem não convidada através da memória de outra pessoa (nós estamos nos referindo a você, Harry), a notícia, enquanto satisfaz, oferece tanto muitas questões quanto respostas. Se ao menos Dumbledore continuasse por perto para nos ajudar com tudo isso, certo, David Heyman?

“A pergunta vai ser: onde você o quebra? E como você faz não apenas um, mas dois filmes distintos e separados? Você deve quebrá-lo com um momento de suspense ou com um de solução? Estes são os desafios interessantes. Mas cada livro apresentou estes desafios”.

Perdoem-me se parece que eu tomei uma dose extra de gole da insanidade, mas sobre o que é toda a confusão? Em minha mente, só pode haver um único lugar ideal para dividir os dois filmes:

SPOILERS ABAIXO

O melhor, mais lógico lugar, para dividir os dois filmes vem com a morte e o funeral de Dobby, o elfo-doméstico, correspondendo ao capítulo entitulado “O Chalé das Conchas”.

Apesar do simples fato de que ele vem em um (relativamente) ponto médio do livro, o momento é também um dos mais significantes da trama (se não da série). Como J.K. Rowling contou ao MTV News no último outubro, a morte de Dobby “acordou Harry do que ele estava fazendo”.

De fato (e agora eu cito a mim mesmo), a morte de Dobby veio num momento crucial no livro 7, quando Harry precisa decidir se vai continuar perseguindo as Horcruxes de Voldemort, ou abandonar a busca e investigação pelas legendárias “Relíquias da Morte” em seu lugar. A morte de Dobby “focou Harry” em sua decisão de escolher o primeiro, insistiu Rowling.

Isso pode ser chamado de um mini-clímax, quando Harry finalmente aceita a compreensão de Dumbledore e resolve seguir sua busca até o fim. Tudo bem. Mas o que o torna particularmente intrigante para uma divisão, ainda além disso, é que é um momento consideravelmente melancólico no meio de duas grandiosas seqüências de ação – a luta na Mansão dos Malfoy antes, e o assalto no Gringotes imediatamente depois.

Tudo antes é busca, tudo depois é destruição: Harry vai diretamente do Chalé das Conchas ao Gringotes, de Gringotes a Hogsmeade, de Hogsmeade à BATALHA DE HOGWARTS!!!

Eu posso até mesmo retratar a última cena do primeiro filme – Harry, chorando sobre a sepultura de Dobby, lágrimas escorrendo por seu rosto, pronto para desistir em vez de superar, seus punhos apertados, decidido a descobrir o que vem em seguida.

Exatamente como o resto de nós.