Documentários ︎◆ J. K. Rowling

Site de Rowling é atualizado com várias novidades

O site oficial de JK Rowling costuma passar algumas semanas sem notícias, mas ultimamente quando é atualizado, traz várias novidades de uma só vez para os fãs da autora.
Hoje foram feitas duas atualizações na seção Extras, duas na de F.A.Q., uma no Diário e outra na de Notícias, cujo texto fala do documentário sobre Rowling. Confiram a sua tradução abaixo:

Pelos últimos 12 meses eu fui filmada para um documentário por James Runcie, que além de fazer filmes é um colega romancista. O documentário segue a minha vida pelo último ano de escrita de Harry Potter e inclui cenas minhas trabalhando em “Relíquias da Morte”, em tour, no lançamento e muito mais. O documentário será mostrado no Reino Unido no domingo de 30 de dezembro, na ITV.

Continue after the AD

Devido ao fato das outras atualizações conterem spoilers, elas só podem ser lidas clicando em notícia completa!

Atualizado: Já disponibilizamos todas as traduções!

Este artigo contém spoilers!
Se mesmo assim deseja lê-lo integralmente, clique no link acima.
Para mais informações ou dúvidas, consulte nossa Política Anti-Spoilers.

JK ROWLING
Atualizações do site oficial

JK Rowling.com
7 de dezembro de 2007
Tradução: Eduardo Andrade e Renata Grando

Seção Diário
7 de dezembro

Para onde foram os últimos sete meses? Parece como se Harry tivesse sido publicado e então eu tivesse deslizado através de um estranho portal do tempo no qual tudo passou com o dobro da velocidade, apenas para ser então jogada no começo de dezembro.

As pessoas vivem me dizendo, ‘Eu espero que as coisas tenham se acalmado um pouco agora que você acabou’ e minha resposta em algumas vezes é uma sincera risada sem graça. Eu tenho estado excepcionalmente ocupada desde Julho, com o tour Canadá/EUA, Contos de Beedle, o Bardo, vários comitês de caridade, uma massiva montanha de correspondência de correio, mais três crianças que eu insisti em trazer para o mundo. Conseqüência: negligência ao site! Entretanto, eu estou colocando algumas atualizações em News (onde vocês vão ver que eu também estive ocupada com um documentário), FAQs e Extras. Eu espero colocar mais algumas outras notícias com o tempo.

O tour EUA/Canadá foi o meu favorito com certeza. Se alguém lendo isso esteve na audiência de qualquer um desses eventos, obrigada, porque eles somente foram maravilhosos como foram por causa das brilhantes perguntas e do impressionante calor daqueles presentes.

Aprofundando-se mais nos Quatro Meses Perdidos, o lançamento de ‘Relíquias’ no Museu Nacional de História em Londres também foi o meu favorito de todos os tempos, e a todos aqueles que esperaram na fila por tanto tempo tão pacientemente, vocês foram incríveis, e eu amei encontrar cada um de vocês.

‘Relíquias da Morte’ continua o meu livro favorito da série. Eu espero que, mesmo que não seja o seu, você tenha entendido, pelo menos, que era para aí que a história esteve sempre direcionada; era o fim que eu vinha planejando por dezessete anos, e houve mais satisfação do que vocês provavelmente possam imaginar em finalmente dividir isso com meus leitores.

Quanto ao luto por Harry – eu duvido que acreditem em mim quando eu disser isso – ninguém pode sentir o final tão profundamente quanto eu senti. Escrever Harry Potter tem sido inextrincavelmente ligado com a minha vida por esses dezessete anos, e dizer adeus tem sido tão difícil quanto eu sempre soube que seria. Então eu queria dizer um grande Obrigada a cada um que escreveu para mim desde a publicação, dizendo coisas tão lindas sobre o que os livros significaram para eles, porque suas palavras significam o mundo para mim nesse amargo-doce momento.

Seção Extras – 1
(AVISO DE SPOILER)
A Varinha das Varinhas

Eu decidi que o núcleo da Varinha das Varinhas é o pêlo da cauda de um testrálio; uma poderosa e complexa substância que só pode ser dominada por uma bruxa ou bruxo capaz de encarar a morte.

Seção Extras – 2
(AVISO DE SPOILER)
Harry e Duda: Esperanças pro Futuro?

Umas duas pessoas me disseram que esperavam ver Duda em King’s Cross no Epílogo, acompanhando um filho bruxo. Devo admitir que me ocorreu fazer exatamente isso, mas um curto período de reflexão me convenceu de que qualquer gene para talento mágico nunca sobreviveria ao contato com o DNA de Tio Válter, então eu não fiz isso.

Porém, eu sei que após a corajosa tentativa de reconciliação do Duda no começo de Relíquias da Morte, os dois primos manteriam uma amizade em termos ‘Cartão de Natal’ para o resto das vidas [NOTA: significa uma amizade distante, porém cordial], e que Harry iria levar sua família para visitar a de Duda quando eles estivessem na vizinhança (ocasiões odiadas por Tiago, Alvo e Lílian).

Seção F.A.Q. – 1
(AVISO DE SPOILER)
O quê exatamente era a criatura mutilada parecendo um bebê que Harry viu em King’s Cross no capítulo 35 de ‘Relíquias’?

Me perguntaram isso MUITO. É o último pedaço de alma que Voldemort possui. Quando Voldemort ataca Harry, os dois caem temporariamente inconscientes, e ambas as almas – a saudável e não-danificade de Harry, a secionada e desmembrada de Voldemort – aparecem no limbo aonde Harry encontra Dumbledore.

Seção F.A.Q. – 2
(AVISO DE SPOILER)
O que exatamente aconteceu quando Voldemort utilizou a maldições Avada Kedavra em Harry na floresta?

Novamente, Voldemort violou profundas leis de magia que ele não entendia, mas há mais do que isso.

Tendo colocado o sangue de Harry nele próprio, Voldemort está mantendo vivo o poder protetor de Lílian sob Harry. Então o próprio Voldemort age quase como uma Horcrux para Harry – exceto que o poder do sacrifício de Lílian é uma força positiva que não somente continua a prender Harry à vida, mas dá ao próprio Voldemort uma última chance (Dumbledore se refere a essa última chance no capítulo 35). Voldemort inconscientemente colocou algumas gotas de bondade dentro de si, se ele tivesse se arrependido, ele poderia ter se curado mais profundamente do que ele imaginaria. Mas, com certeza, ele se recusou a sentir remorso.

Voldemort também está usando a Varinha das Varinhas – a varinha que é realmente de Harry. Não funciona propriamente contra seu verdadeiro dono: nenhuma maldição que Voldemort lança em Harry funciona propriamente, nem a Cruciatus e nem a Maldição da Morte. A maldição Avada Kedavra, no entanto, é tão poderosa que de fato machuca Harry, e também tem sucesso em matar a parte dele que não é realmente ele, em outras palavras, o fragmento da alma de Voldemort ainda aderida a ele. Essa maldição afeta Harry severamente, o suficiente que ele poderia ter sucumbido à morte se ele tivesse escolhido esse caminho. (de novo, Dumbledore diz que ele tem uma escolha entre acordar ou não). Mas Harry decide voltar à consciência, se aproveita da rota de escape recebida por Lílian, e se põe de volta ao reino dos vivos.

É importante dizer que eu sempre vi esses tipos de mágica (a vida realmente profunda e assuntos de morte) como essencialmente não-científicos; em outras palavras, não há nenhuma fórmula “Varinha das Varinhas + Sangue de Lílian = Sobrevivência Garantida”. O que conta, no fim, são as escolhas de Harry e Voldemort. A cada um deles foram dadas certas armas e proteções, mas os poderes desses objetos e eventos passados dependem em como eles são compreendidos, e como eles são utilizados ou considerados. Harry tem um conhecimento mais profundo e verdadeiro do significado de objetos e eventos passados, mas seus verdadeiros poderes, aqueles que o salvaram, são liberdade de escolha, coragem e certeza moral.

Seção Notícias
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007
J.K.Rowling – A Year In The Life [“J.K.Rowling – Um Ano na Vida”]

Pelos últimos 12 meses eu fui filmada para um documentário por James Runcie, que além de fazer filmes é um colega romancista. O documentário segue a minha vida pelo último ano de escrita de Harry Potter e inclui cenas minhas trabalhando em “Relíquias da Morte”, em tour, no lançamento e muito mais. O documentário será mostrado no Reino Unido no domingo de 30 de dezembro, na ITV.