Não categorizado

Helena Bonham Carter fala sobre sua gravidez

A atriz Helena Bonham Carter concedeu uma entrevista exclusiva ao jornal britânico Telegraph, na qual fala sobre a decisão de ter um segundo filho, a dificuldade inicial para engravidar novamente e as medidas que estão sendo tomadas agora durante a gestação.
Carter não fala nada sobre Harry Potter, mas a entrevista em si é bastante interessante, principalmente para os fãs da atriz. Vejam um trecho abaixo:

Ironicamente, no entanto, ela finalmente ficou grávida naturalmente, justamente quando ela estava sob intensa pressão no trabalho. Imersa em um papel exigente como Mrs. Lovett no musical de Stephen Sondheim, Sweeney Todd (com Johnny Depp como personagem principal e dirigido por Burton), Bonham Carter estava lidando com dias longos, dormindo pouco e cantando por horas e horas.

Continue after the AD

Eu estava trabalhando tanto na época,” ela lembra. “Nos primeiros três meses estando grávida durante as filmagens, eu me senti totalmente deslocada. Você tem que fazer muitas coisas enquanto atua. Você tem que lembrar das marcações, suas falas, cantar, tudo, e realmente – você não tem cérebro! De repente seu próprio cérebro está no cérebro de outra pessoa, então o seu morre. Não foi ideal, mas então, eu estava tão feliz de estar grávida.

Confiram a tradução na íntegra clicando em notícia completa.

HELENA BONHAM CARTER
“Eu tentaria qualquer coisa, até mesmo Fertilização In Vitro”

Telegraph
15 de outubro de 2007
Tradução: Raisa Garcia

Helena Bonham Carter, devota da terapia alternativa, diz a Andrea Manzi-Davies como ela recorreu às drogas de fertilidade em sua missão para conceber um segundo filho aos 41 anos de idade.

Gravidez aos 41 certamente combina com Helena Bonham Carter. Há sete meses carregando sua segunda criança, vibrante e brilhando, ela está lambendo grandes porções de Marmite (uma pasta feita de extrato de levedo) – seu último desejo – de seus dedos.

Ela sabe que é sortuda. Não porque tem uma carreira de sucesso como atriz há 25 anos, mas porque, depois de tentar por dois longos anos, ela finalmente conseguiu conceber naturalmente.

Bonham Carter já tem um filho, Billy Ray, quatro anos, com seu parceiro, o diretor de filmes cult Tim Burton, mais conhecido pelo gótico Edward Mãos de Tesoura e dois dos filmes do Batman.

Mas ela estava desesperada para ter um segundo filho, e enquanto mais mulheres estão se tornando mães aos 40 – houve um aumento de 50% nos últimos 10 anos – ela estava bem ciente que apenas 7.8% de mulheres acima de 42 anos conseguem conceber com seus próprios óvulos.

Então, como muitas mulheres em sua posição, a atriz, cuja carreira mudou de atuar heroínas da Merchant Ivory à maldosa Belatriz Lestrange no filme Harry Potter, estava aberta a considerar todas as opções.

E enquanto Bonham Carter é conhecida por seu interesse em terapias alternativas, depois de tentar – e falhar – ficar grávida ela decidiu tentar medicina de fertilidade convencional. A experiência não foi feliz.

Ela tomou uma droga de fertilidade chamada Clomid, que estimula a produção de óvulos, depois de saber que ela poderia não estar ovulando. A droga, que também foi tomada por Jools Oliver, mulher do chef Jamie Oliver, e é prescrita pelo Serviço Nacional de Saúde, diz ao cérebro que não há estrogênio suficiente sendo produzido. Mas Bonham Carter ficou nervosa, pois ela não foi avisada sobre possíveis efeitos colaterais.

“Eu tive uma terrível reação a ele. Muitas pessoas acham que é a única coisa que as fará ovular, mas parece que eu estava ovulando de qualquer forma. Isso me deixou mais nervosa do que eu imaginava. Hormonalmente, eu fiquei muito confusa e mal emocionalmente. Muitas pessoas não têm essa reação, mas na internet eu achei um clube do Clomid, com pessoas que reagem com a coisa discutindo sobre isso online.

Reassegurada de que ela não era a única a sofrer desse jeito, ela parou de usar a droga e se concentrou em terapias alternativas. “Eu tentei acupuntura há dois anos,” ela diz. “Eu fui à acupunturista chinesa em Belsize Park. Dr. Deng, que pratica lá, é brilhante, e ajudou tantas pessoas do local. Ela ficou falando que eu estava ‘muito fraca, muito fraca’, e me deu vários tipos de chá para ajudar a construir minha força.”

Ela também tentou Tui Na (literalmente “empurre e agarre”), uma forma de massagem chinesa que segue o mesmo padrão da acupuntura, e é uma alternativa para pacientes que ficam nervosos com agulhas.

Mas ela ainda assim não ficou grávida, e a próxima opção seria tentar Fertilização In Vitro. “Eu acho que nós provavelmente teríamos, sim,” ela diz agora. “Obviamente, você não saberia o que fazer, a menos que você estivesse naquela situação. Eu acho que nós poderíamos ter decidido pela FIV, mas seria isso. Havia uma discussão por ter apenas uma criança, porque nós achamos que se tivesse que ser desse jeito, então que fosse. ”

Ironicamente, no entanto, ela finalmente ficou grávida naturalmente, justamente quando ela estava sob intensa pressão no trabalho. Imersa em um papel exigente como Mrs. Lovett no musical de Stephen Sondheim, Sweeney Todd (com Johnny Depp como personagem principal e dirigido por Burton), Bonham Carter estava lidando com dias longos, dormindo pouco e cantando por horas e horas.

“Eu estava trabalhando tanto na época,” ela lembra. “Nos primeiros três meses estando grávida durante as filmagens eu me senti totalmente deslocada. Você tem que fazer muitas coisas enquanto atua. Você tem que lembrar das marcações, suas falas, cantar, tudo, e realmente – você não tem cérebro! De repente seu próprio cérebro está no cérebro de outra pessoa, então o seu morre. Não foi ideal, mas então, eu estava tão feliz de estar grávida.”

Naquela época, ela também voltou à Terapia Auditiva, onde pacientes ouvem a Mozart e cantos gregorianos para ajudá-los a se abrir. A teoria é que, por expor os músculos da orelha média a diferentes frequências, a concentração melhora e o stress diminui.

A terapia, baseada no trabalho do neurologista francês Alfred Tomatis, têm sido usada para ajudar crianças com dificuldades de aprendizado, mas é também oferecida a mulheres grávidas, para ajudá-las a relaxar antes do parto.

Há anos atrás, Bonham Carter usou a terapia para aprender a linguagem para um papel, e a revisitou quando ela estava esperando Billy Ray.

Durante a gravidez, espera-se que a técnica produza um bebê alerta, relaxado, e fisicamente tonificado, e um parto fácil, porque acalma a mãe. “Esse foi totalmente o caso de Billy,” ela diz. “Billy conseguiu levantar sua cabeça muito cedo, ele era muito tranquilo, e embora eu ame bebês gordinhos, Billy sempre foi fisicamente tonificado. Eu realmente acho que a terapia auditiva deve ter ajudado muito.O parto não foi sem drama, mas eu me senti muito relaxada.”

Apesar da reputação de não serem convencionais – eles vivem em casas separadas, ligadas por um corredor –, ela e Burton foram às aulas pré-natais antes de Billy nascer. Uma fã de homeopatia, ela teria preferido um parto natural, mas “quando chegou a hora, eu apenas resolvi fazer uma peridural,” ela diz. “Embora arnica e camomila tenham sido realmente úteis, o que eu gostaria de saber é se há algo para novos pais.” De fato, há; homeopatas recomendam Arg Nit (nitrato de prata) ou acônito, que pode ser usado para choque e pânico, assim como Complexo de Vitamina B e Rescue Remedy (Floral de emergência – cinco essências que ajudam em situações emergenciais).

Desta vez, Bonham Carter está, ela diz, mais relaxada com sua gravidez, embora ela tenha que deixar de fazer certas coisas. “Um de meus pratos favoritos é carpaccio, e eu amo sushi, mas eu tenho evitado os dois durante essa gravidez,” ela diz. “Obviamente, qualquer coisa com ovos crus também está proibida. Eu não tomo cafeína tanto quanto normalmente tomaria, e eu tento me restringir a apenas uma xícara de café por dia.”

No lugar, ela se tornou louca por chá de hortelã e também tem comido goji, fruta saudada como a última superfood (tipo de comida que tem mais benefícios quando se tratando de saúde) – dizem que elas têm mais beta-caroteno que cenouras, mais vitamina C que laranjas e mais ferro que carne. Enquanto conversamos, ela devora pedaços de pão de soda com uma generosa camada de manteiga e uma grande quantidade de Marmite (enriquecida com Guinness).

Ela terá seu filho em um hospital novamente – embora ela não revele qual hospital ou dê detalhes de seu plano de parto. É seguro assumir que o hospital irá administrar o show? Ou irá Burton sugerir um parto gótico? Há uma onda de risos. “Oh não! O hospital eu espero…”

HELENA RECOMENDA… Terapia Auditiva
A terapia auditiva foi desenvolvida por Alfred Tomatis, um neurologista francês que agora tem 200 centros pelo mundo. Pacientes são “ensinados” ao ouvir uma série de fitas de músicas por seis meses. É dito que isso reeduca os músculos da orelha média e ajuda na concentração. É usado para ajudar crianças com problemas como déficit de atenção e autismo, e também é oferecido a mulheres grávidas, para que se sintam mais relaxadas.
http://www.tuneyourears.com
Acupuntura
Acupuntura é um antigo tratamento chinês, baseado na premissa que a doença acontece devido ao desequilíbrio de “energia vital” (qi) que corre pelo corpo por 12 “meridianos”. Agulhas são introduzidas nesses meridianos para restaurar a energia. Com dor na parte inferior das costas, alguns estudos mostraram que a acupuntura alcança melhores resultados que tratamento convencional, e também é usada para problemas de fertilidade, stress, vícios e alívio de dores. O Conselho Britânico de Acupuntura regula acupunturistas. http://www.acupuncture.org.uk

Medicina Tradicional Chinesa
MTC é um ramo de práticas médicas desenvolvida na China por milhares de anos. O tratamento é geralmente uma combinação de remédios de ervas – tomados em forma de comprimido ou como um “chá” de casca de árvore, raízes e ervas – acupuntura e massagem Tui Na. Tem havido preocupação com praticantes não registrados e mal treinados trabalhando no RU; doutores de MTC registrados podem ser encontrados através da Associação da Medicina Tradicional Chinesa. http://www.atcm.co.uk