Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

Gravações de EdP começam na segunda-feira

A MTV norte-americana acabou de publicar em seu site uma nova entrevista com Dan, na qual ele falou novamente sobre as filmagens de Harry Potter e o Enigma do Príncipe e afirmou que elas irão começar na segunda-feira, 17 de setembro.

Radcliffe salta de volta ao mundo bruxo na próxima semana, quando ele começa a filmar “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” na segunda. “É quase um furacão”, conta ele. “Eu paro de promover no dia 14 e começo a filmar dia 17. Há apenas uma semana de folga. É muito puxado. Mas quando você conhece o personagem tão bem quanto eu, é fácil voltar para o papel. Então a quantidade de preparação que você faz, é possível fazer muita coisa em apenas um dia. Tudo ocorre bem naturalmente agora”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, o ator fez alguns comentários engraçados a respeito das numerosas cenas de beijo que o livro contém:

Só porque agora é fácil, não quer dizer que ele não está animado – especialmente sobre certas partes, como dificultar a vida de Rupert Grint quando é a vez dele de fazer uma cena de beijo. “Eu vou estar no set apontando para ele toda vez. Vai ser engraçado”, ri Radcliffe às gargalhadas.

E inclusive deu a sua opinião sobre as futuras filmagens de Harry Potter and the Deathly Hallows:

Sua única preocupação é que algumas cenas vão ser cortadas pelo tamanho, e aquelas que ele está mais ansioso para filmar podem não estar no filme. “Vai ser um desafio infernal para o roteirista”, afirma ele. “Existem outros pontos (nos outros livros) que você pode cortar, mas eu não vejo nada em “Relíquias Mortais” que possa ser cortado”.

Nós censuramos algumas partes de suas declarações por conter spoilers do sétimo livro. A tradução completa da entrevista será disponibilizada em breve. Continuem ligados!

Thanks, SS.

Atualizado: A tradução já pode ser vista em notícia completa!

Alertamos sobre a presença de inúmeros spoilers do 7º livro!

DANIEL RADCLIFFE
Daniel Radcliffe Se Entrega a “December Boy” Antes De Voltar a Harry Potter

MTV ~ Jennifer Vineyard
12 de setembro de 2007
Tradução: Renata Grando

Quando você é a estrela da franquia de filmes que mais arrecadou na história – e sim, é oficial: os filmes “Harry Potter” receberam esse louvor na Segunda-feira – você pensaria que o melhor modo de se ter uma carreira além da franquia seria diversificar. Se alongar. Fazer algo diferente. Então Daniel Radcliffe está fazendo exatamente isso com seu próximo filme, “December Boys,” que será lançado Sexta-feira, no qual ele interpreta… outro órfão.

“A contagem vai até três,” ri Radcliffe. “David (Copperfield), Harry (Potter) e agora Maps. Não é intencional, apenas acontece desse jeito. Mas quando eu li o roteiro, eu pensei ‘Oh não, não de novo. Esse é meu terceiro órfão!’ Eu não sei porque eu tenho uma atração por eles – eu tive uma criação feliz. Mas Chris Columbus disse que eu tenho esses grandes e melancólicos olhos, e foi isso que me ajudou a conseguir o papel para Harry Potter.”

Para seu primeiro papel desde Harry Potter, Radcliffe deu uma pausa entre os filmes “Potter” quatro e cinco (“Cálice de Fogo” e “Ordem da Fênix”) e gravou “December Boys” na Austrália. “É sobre quatro meninos que cresceram em um orfanato católico em uma área pouco povoada da Austrália e os quais são, devido a uma generosa doação ao orfanato, mandados de férias no mês de seus aniversários, que é Dezembro,” diz Radcliffe. “E todos eles têm seus vários ritos de passagem enquanto estão fora.”

Quanto a Maps, “ele é muito mais reprimido do que Harry,” o que envolve fumo, bebida e estar com uma garota pela primeira vez. Considerando que Radcliffe gravou a cena onde ele perde a virgindade muito antes de Harry inocentemente beijar Cho Chang em “Ordem da Fênix”, é engraçado que mais afobação tenha sido feita sobre o beijo do que sobre o sexo. “Eu acho que é porque é Harry, e foi um grande momento para o personagem, um momento simbólico,” ele diz. “Mas sim, quando as pessoas me perguntavam sobre meu ‘primeiro beijo’ na tela, eu respondia, ‘Não, eu fiz isso dois anos atrás.’ Mas se eu não tivesse feito essa cena em ‘December Boys’, eu teria ficado mais nervoso sobre o beijo no Harry Potter cinco.”

Gravar as cenas de sexo em “December Boys,” entretanto, de fato o deixou nervoso – até mais do que estar pelado no palco em “Equus”. “Uma vez que você esteve fazendo a peça por duas horas, você está tão dentro do personagem, você não está nem pensando sobre isso,” ele disse. “Mas a cena de sexo em ‘December Boys’ é mais quebrada, mais interrupções, mais tempo para ficar nervoso.”

Não há mais tempo para ficar nervoso – direto após promover ‘December Boys’, Radcliffe pula de volta para o mundo mágico semana que vem, quando ele começa a gravar “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” na Segunda-feira. “É como uma ventania,” ele disse. “Eu paro de gravar no dia 14 e recomeço no dia 17. Há apenas uma semana para ensaios. Isso é maníaco. Mas quando você conhece o personagem tão bem quanto eu, é fácil voltar ao papel. Então a quantidade de preparação que você faz, é possível fazer muito do que você precisa no dia livre. Vem muito naturalmente agora.”

Só porque é fácil, não significa que ele não esteja animado – especialmente sobre certas partes, como ser capaz de provocar Rupert Grint já que é a vez dele na cena de beijo. “Eu estarei no set apontando para ele o tempo todo. Vai ser engraçado,” Radcliffe ri travessamente. “E eu estou esperando pelo (sétimo filme) quando ele tem que beijar Emma (Watson)!”

Claro, ele pode querer pegar leve com eles, já que Radcliffe terá que beija-la também. “Aparentemente,” ele disse “eu deveria pegar meu gêmeo mau para essa cena!”

Sua única preocupação é que algumas cenas terão que ser cortadas e reduzidas, e algumas das quais ele está mais ansioso para filmar podem acabar não entrando. “Vai ser um desafio do inferno para o escritor,” ele disse. “Há outras partes (em outros livros) que você pode cortar, mas eu não vejo nada em ‘Deathly Hallows’ que você possa cortar. (Autora) Jo (Rowling) sempre fala sobre o capítulo sobre o qual ela pensou em sua cabeça antes de qualquer coisa, quando Harry está indo enfrentar Voldemort, e eu estou realmente ansioso para fazer essa. Deverá ser poderosa – se não estragar tudo. Claro, estou dizendo tudo isso esperando que não seja cortado. Eu não acho que possa ser, é tão vital.”

É uma cena que ele hesita em discutir, por medo de entregar spoilers a quem ainda não a leu – já que o final de toda a série depende disso. Apesar de ser cuidadoso para não estragar o livro para os outros, ele não se preocupou em estragar para ele mesmo, e implorou a Rowling para que ela o contasse como o livro terminaria. “Ela não me contava, mas ela me deu uma dica,” ele disse. “Eu me assegurei de que ninguém estava ouvindo, e perguntei, ‘Eu morro?’ Ela parou por um longo tempo, e disse, ‘Você tem uma cena de morte.’ E eu disse, ‘Ah! Oh. Espere um segundo, isso não é um resposta sim-ou-não! Tem algo escondido aí acontecendo.’”

Agora, tendo lido o livro e entendido porque a autora não o deu a reposta que ele esperava, ele está feliz que tenha percebido o que ela quis dizer em tempo, e está ainda mais feliz com as cenas que o esperam para serem filmadas, de acordo com a personalidade dele ou não, nos próximos dois filmes. “Essa é a grande coisa sobre o livro, é que mesmo que você conte o que acontece, eles ainda não sabem metade,” ele disse. “Escrever um livro sob tanta pressão, todo o sensacionalismo, e viver com esse sensacionalismo, isso é meio extraordinário. Eu não acho que alguém já tenha feito isso. É incrível. Eu mal posso esperar para voltar para Potter.”