Livros

Bloomsbury se despede de Potter

A editora britânica de Harry Potter, Bloomsbury, tentará na próxima terça-feira convencer os descrentes de que ela pode crescer mesmo sem o menino bruxo mais famoso do mundo, quando seu chefe executivo, Nigel Newton, fará uma apresentação sobre os últimos ganhos com a série de JK Rowling.
Embora alguns corretores estimem que a arrecadação de Harry Potter and the Deathly Hallows gere um lucro de £ 5,4 milhões à £ 15 milhões, pessoas internas calculam pelo menos £8m do total, sem confirmação dos diretores. Apesar disso, as ações da editora caíram de 374p há dois anos para atuais de 163p devido à preocupação dos investidores.

A apresentação de meio de ano a ser feita essa semana cobre o período antes da publicação em Julho do sétimo e último livro da série, mas irá incluir as vendas de pré-lançamento pelo mundo. Harry Potter provavelmente continuará trazendo algum lucro por um tempo – uma edição fechada de todos os sete livros deverá ser lançada no dia 1º de Outubro, mas a maioria dos analistas acredita que os lucros da editora podem cair para £10 milhões em 2008, apesar das publicações de Joanna Trollope, Margaret Atwood e do chef Heston Blumenthal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualizando: A matéria do Sunday Herald pode ser vista completa e traduzida clicando em notícia completa.

Thanks, Sunday Herald via SS.

BLOOMSBERY
Bloomsburry encara futuro sem Potter

Sunday Herald ~ John Phelps
16 de setembro de 2007
Tradução: Renata Grando

A editora de Harry Potter, Bloomsburry, tentará convencer os duvidosos de que é capaz de crescer mesmo sem o menino bruxo na terça-feira, quando o chefe executivo Nigel Newton fará uma apresentação sobre os últimos ganhos com a série de JK Rowling.

Corretores acreditam que o sucesso do sétimo e último livro, Harry Potter and the Deathly Hallows, deverá gerar um lucro de £ 5,4 milhões à £ 15 milhões.

Enquanto diretores se recusam a fazer comentários, pessoas internas calculam que Potter somará pelo menos £8m do total. Apesar das antecipadas boas notícias, as ações da Bloomsburry caíram severamente de 374p há dois anos atrás para um nível atual de 163p devido à preocupação dos investidores sobre o trem de Hogwarts agora ter deixado a estação.

Mas espera-se que os diretores digam que estão pronto para mergulhar em reservas financeiras – o que poderia somar £40m até o fim do ano – para construir o futuro e houve especulações de que eles poderiam estar tentados a entrar em uma disputa peso-pesado pela biografia de Tony Blair.

Entende-se também que eles estejam nos estágios finais em agarrar outra aquisição internacional após terem comprado previamente a editora alemã Berlin Verlag e Walker Publishing no Reino Unido.

A apresentação de meio de ano a ser feita essa semana cobre o período antes da publicação em Julho de Deathly Hallows, mas irá incluir as vendas de pré-lançamento pelo mundo.

Enquanto Harry Potter provavelmente continuará trazendo algum lucro por um tempo – uma edição fechada de todos os sete livros deverá ser lançada no dia 1º de Outubro – a maioria dos analistas acreditam que os lucros poderiam cair para £10m em 2008, apesar das publicações de Joanna Trollope, Margaret Atwood e do chef Heston Blumenthal.

O varejo de Kingfisher, B&Q, contará com suas crescentes operações internacionais para manter seus lucros quando relata seus números de meio de ano na quinta-feira após ver seu negócio doméstico DIY (do-it-yourself – faça você mesmo) abatido após um decepcionante clima de verão.

Corretores acreditam que operações na Rússia, China e outras nações em desenvolvimento poderiam ver seus lucros beirando de £178m até £183m, ainda assim bem abaixo dos £252m registrados apenas dois anos atrás.

Woolworths provavelmente reinvidicará um papel como uma das poucas correntes na High-street a ter ganhado com o clima pobre, e apresenta sua temporária atualização comercial na quarta-feira, após ver um aumento de vendas de entretenimentos domésticos como DVDs, jogos e livros.

Richard Ratner, de Seymour Pierce, diz que as fronteiras também estão sendo impulsionadas pelos apertados custos de controle e prevê os lucros do totais do ano mostrando uma recuperação de £7.2m para £23m com um alvo potencial de £34m para o ano que vem.

Venture Production, em Aberdeen, que tem visto suas ações no mercado subirem acima de £1 bilhão nas últimas semanas, pode desapontar alguns de seus seguidores mais entusiásticos com seus dados provisórios na terça-feira, que mostrarão os efeitos de uma produção reduzida devido ao mau tempo e a baixas comodidades de preços em épocas anteriores esse ano.

Mas o produtor de petróleo e gás North Sea espera produzir uma confiante atualização na atual produção e nos preços, e irá apontar futuros ganhos de um oleoduto entre a plataforma Kittiwake e o sistema de oleoduto Forties, que deverá ser completado até o fim do ano.

Analistas do KBC Peel Hunt acreditam que o grupo ainda deve ter um lucro total do ano de £178m até perto de £186m e ter traçada uma meta de £208m para 2008, excluindo ganhos referentes ao atual forte preço do petróleo e também dos benefícios da aquisição de Wham Energy.

O Premier Oil registrado de Edinburg, que tem extensos interesses em cobrir países como Paquistão, Indonésia e Congo, assim como a North Sea, confirmará sua rápida construção quando o chefe executivo Simon Lockett comunicar os dados ínterins na quinta-feira.

Corretores esperam que ele confirme que o total de produção passa agora de 38,000 barris de petróleo equivalente (BOEP) por dia, acima dos 32,400 BOEP da segunda metade do ano passado, após confirmar um gasto de £100m no campo de desenvolvimento no começo desse ano. Com o aumento dos preços de produtos, analistas acreditam que lucros totais do ano podem facilmente chegar a £100m, acima do £88m previstos.