A Ordem da Fênix

Exclusivo: relato da Premiere londrina

Cansado de ver fotos e vídeos da Premiere européia, que foi realizada ontem em Londres? Agora você pode acompanhar a cerimônia do ponto de vista de uma fã brasileira, Juliana Piazzalunga, que teve a gentileza de escrever esse relato.

“O primeiro a chegar foi o Rupert, todo mundo gritando pra ele, quando eu vi…a paixão da minha vida: Tom Felton. Comecei a gritar o nome dele feito uma louca.. TOM, TOM, TOM… daí as meninas italianas: “Quem é?” (meu, fala sério, elas não sabiam o nome de ninguém…o que elas estavam fazendo ali?) Mas, então, daí uma delas respondeu “ O Malfoy”. Daí foi que caiu a ficha de todo mundo, foi uma loucura, todos gritando pelo meu amado! Hahaha (..)”

Para ler o relato inteiro, clique aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Muito obrigado, Juliana!

Relato Premiere Ordem da Fênix
Potterish.com ~ Juliana Francovig Piazzalunga
03 de Julho de 2007

Oito horas da manhã eu cheguei em frente do ODEON. Perguntei para umas meninas se ali era o fim da fila (elas estava bem na frente do cinema, então era lógico que não). Elas me disseram que a fila estava do outro lado da praça. Como todo brasileiro fiquei ali com elas, me achando a esperta. De repente elas saíram. Estranhei, mas continuei ali.
Passadas duas horas, escutei dois brasileiros conversando do meu lado (mais tarde fui descobrir que eram Alessandra e William). Olhei para frente, uma menina com a masca dos Comensais da Morte pintada na cara, sonserinos para todos os lados, meninas com cartazes que previam a morte do Draco Gostoso Malfoy até o terceiro capítulo. Foi então que ouvi uma menina voltando brava: “Esta fila não é para entrar na praça, é só para ver os atores passarem por aqui. Estamos na file errada!” Eu não acreditei quando ouvi aquilo, queria morrer. Aproximei-me dos brasileiros, conversamos…conclusão: tentar furar fila.
Chegamos lá como quem não quer nada, ficamos do lado da fila. Uns caras mais velhos perceberam: “Ei, o fim da fila é lá!”. Fingimos que não entendemos e continuamos ali, se enfiando aos poucos. Quando chega mais um brasileiro, o Felipe, editor do Potterish. Ele e a Alessandra começaram a discutir quem era melhor, Potterish ou Aurores (ela é amiga de um dos caras do site). Foi daí que a fila começou a andar, empurramos todo mundo. Conhecemos mais brasileiros, a Franscine e o Paulo. O William gritava que nem relava os pés no chão. Todo mundo tava sendo esmagado.
Quando conseguimos entrar já não tinha lugar na grade, então ficamos na “segunda” fila. Os tambores de guerra começaram a soar.
Umas inglesas gordas, velhas, feias e fedidas (do FictionAlley) estavam na nossa frente e começaram a reclamar da nossa proximidade. Xingamos elas, até que uma virou e falou que entendia português, mas duvido, ela não respondia pra gente!
Olhamos para o outro lado e vimos e pessoal do Veritasserum, com uma mulher de cabelão querendo parecer a Bellatrix (eu acho) e alguns brasileiros que agitaram a bandeira deles para a gente, quando agitamos a nossa.
Foi se formando uma terceira e uma quarta fila atrás da gente. Faltavam duas horas pra começar e todo mundo já estava de pé se amassando para ter o melhor lugar. TV´s de todo o muno estavam chegando, agitamos a bandeira brasileira. Uma TV da Alemanha, eu acho, perguntou para o Paulo que tipo de fã ele era, o cara respondeu que tinha lido todos os livros e que amava tudo….MENTIRA, ele não leu nem o primeiro, olhei com raiva pra ele: “Você nem fã é e já dá entrevista?!”. Foi ai que apareceu quem a gente queria, o SBT. O repórter já veio logo em mim:”Quando eu vi essa bandeira, eu sabia que tinha que entrar aqui!” (vejam o especial do SBT sobre Harry Potter que vocês vão me ver!) Quando ele já estava indo embora disse: “Acabei de ver o filme”
“E ai, o que você achou?” perguntamos.
“Eu não sou fã, mas achei muito bom, muito bom mesmo!”
A gente pirou na hora né!
O pessoal começou a apertar, a Ale foi esmagada na grade, a Franscine brigou com uma americana, só faltou sair no tapa, foi muito engraçado. Perdi o meu lugar, chorei de raiva, mas empurrei umas italianas e consegui um lugar bom. Isso tudo do nosso lado, porque do outro lado todo mundo estava numa boa!
O primeiro a chegar foi o Rupert, todo mundo gritando pra ele, quando eu vi…a paixão da minha vida: Tom Felton. Comecei a gritar o nome dele feito uma louca..TOM, TOM, TOM…dai as meninas italianas :” Quem é?” (meu, fala sério elas não sabiam o nome de ninguém…o que elas estavam fazendo ali?) Mas, então, daí uma delas respondeu “ O Malfoy”. Daí foi que caiu a ficha de todo mundo, foi uma loucura, todos gritando pelo meu amado! Hahaha
Quando ele chegou perto, me joguei nas meninas com papel e caneta na mão gritando TOM PLEASE!!! Quase dei com o caderno na cara dele, mas tudo bem, senti ele segurar no meu caderno, mas bem na hora ele olhou para a assistente dele, daí ele perdeu a concentração e acabou assinando o papel embaixo do meu e foi embora para a imprensa. Tudo que senti foi a respiração dele na minha mão. Foi então que enlouqueci! Quando ele voltou empurrei todo mundo. Filmei ele, depois veio o Mathew, cara de metiiiiiiddooooo, nada Neville! Mas eu tenho que confessar..ele pessoalmente é bonito.
Começou a chover feio!!! Fiquei ensopada.. Mas e daí? A Emma demorou para dar autógrafos assim como o Rupert e o Daniel, mas lógico que o que mais “sambou” ali foi a beleza do intérprete do testa rachada.
Outra vez, fui a primeira a ver, mas desta vez foi Bonnie. Fiquei gritando o nome dela, mas só quando ela se aproximou é que todos perceberam.
A Evanna só falou com a imprensa, e sabe aquele que faz a Padma, então, ninguém sabe o nome dela…então ela passou reto!
Fiquei pulando em cima de todo mundo, mas cansei. Frustrada, chorei mais ainda, e pra compensar um cara me deu uma cotovelada da boca.
Acusados de empurrarem o pessoal, o Felipe o Paulo foram retirados pela policia, o Felipe voltou, o Paulo não.
Dei minha câmera pra Franscine e fui para as grades do lado, lá dava pra ver melhor e tudo certinho. Olhei pra frente e vi uns figurantes vestidos de Comensais, um deles olhou para mim, acenei e fiz o chifrinho de rock com a mão, mostrando que “THEY ROCK”. Ele me encarou, fez pose e tudo, tirou a varinha do bolso e me lançou uma maldição, fingi que fui atingida. Escutei um barulho e vi uma fumaça verde saindo de um castelinho do lado deles, vi mais um Comensal sair, percebi que eles estavam “aparatando”.
Vi os gêmeos Jayme chegar, sem o Joshua. E depois vieram os gêmeos James e Oliver.
Quando a Helena chegou, sempre vestida estranha e ao lado de Tim Burton, uma comensal vestida de Bellatrix “aparatou” junto aos outros comensais que estavam meio abichanados nas poses deles, teve um que até cansou e ficou parecendo entediado.
Robbie chegou e o povo alucinou, depois dele veio que todo mundo estava esperando, JK!!!!!!!!!!!!!!! Sorrindo e ao lado do maridão que não saiu do seu lado nem um segundo, ela deu entrevistas e autógrafos (até pro Felipe, quando ele falou: ”JO PLEASE!”). Quando ela estava dando autógrafos para o pessoal de cadeira de rodas que fica na parte de dentro do evento, junto com umas indianas gritei o nome dela, ela olhou para a gente e deu tchau, sem tirar o sorriso do rosto.
Queria ter visto o David Tennant, mas não vi. Droga! E alem disso, faltaram, Jason Isaacs, Garry Oldman (E tinha gente com cartaz em homenagem a ele), Ralph Finnes, Alan Rickman… entre outros. (só falei aqui dos meus preferidos).
Quando finalmente todos entraram no cinema, saí correndo para pegar um dos cartazes de papelão que fica na grade. Arranquei com força, tanto que as extremidades estão rasgadas, mas ele está aqui em Londres comigo, lindão!!!!
Essa premiere foi horrível, no fim das contas não valeu a pena o sofrimento e a cãibra, chorei a noite toda, porque não consegui pegar autografo ou chegar mais que cinco metros, em algumas vezes até 30 cms, de alguém. Mas foi engraçado, não tô acreditando até agora, a gente vê tanto eles em fotos e filmes, que parece que você fica anestesiado quando vê eles pessoalmente.