A Ordem da Fênix

Nova entrevista com Matthew Lewis

O atrapalhado, porém também muito aclamado pelos fãs Neville Longbottom, ganha vida através do ator britânico Matthew Lewis. Hoje temos uma nova entrevista dele, contando mais fatos pessoais, além das perguntas sobre os filmes e trabalho. A entrevista na íntegra pode ser vista aqui e abaixo um trecho:

Pergunta: No quinto livro Neville Longbottom tem um papel mais importante devido a profecia. Isso se reflete nos filmes?
Matthew Lewis: Sim, a profecia aparece. Forma parte de uma das cenas mais importantes do final do filme. Tem uma cena incrível em que Harry está a ponto de entregar ela a Lucio Malfoy que está o manipulando para que faça isso, em que Neville grita “Não entregue a ele, Harry!” […]

Continue after the AD

Gracias Harry Latino!

MATTHEW LEWIS
Harry Latino
20 de junho de 2007
Tradução: Paula

Entrevista exclusiva com Matthew Lewis (Neville)


Depois das entrevistas com Evanna Lynch e Bonnie Wright, queremos compartilhar com vocês nossa entrevista exclusiva com Matthew Lewis, o Neville Longbottom nos filmes.

A entrevista foi realizada em Londres no mês de maio, mas a Warner Bros. nos autorizou a publicar ela apenas agora. É uma entrevista mundial exclusiva em que o ator nos fala de Neville, dos livros, sua relação com J.K Rowling, gostos musicais e planos para o futuro.

Pergunta: Por que você escolheu atuar?
Matthew Lewis: Tudo começou com meu irmão que é seis anos mais velho que eu. Sempre gostei de atuar, sempre em frente as câmeras fazendo bobagens como contar piadinhas e essas coisas. Se tornou ator quando era mais novo e como tinha que ter um adulto que atuasse como tutor para acompanhar até os 16 anos, minha mãe tinha que acompanhar o trabalho. Nessa época tinha por volta dos 2 anos assim que poderia dizer que cresci nos estúdios de filmagens. Pensava que ser ator era um trabalho como qualquer outro. Perguntamos se poderia me juntar e ser ator, mas era muito novo. Teria de ter seis ou sete anos no mínimo para começar a trabalhar. Estive esperando por 5 anos quando decidi me apresentar em um teste. Finalmente consegui o papel e quando acabei o teste pensei “Bem, já posso ser ator.” Comecei a trabalhar e tudo começou a partir daí.

Pergunta: Seu irmão ainda trabalha como ator?
Matthew Lewis: Sim, ainda está atuando. Ele acabou de se mudar para Londres. Sou de Leeds e são 5 km de Londres. A pouco tempo estive em Manchester realizando diferentes trabalhos. Inclusive estive em um papel em “Torchwood”, um spin-off de Doctor Who.

Pergunta: E quem é o mais talentoso dos dois?
Matthew Lewis: (rindo) Eu. (rindo) Não, não, ele. Ele tem mais experiência que eu, tem trabalhado a muito mais tempo. Tem um monte de habilidades que é melhor que eu quando troca de emoções. Ele tem muito talento nessa área.

Pergunta: No quinto livro Neville Longbottom tem um papel mais importante devido a profecia. Isso se reflete nos filmes?
Matthew Lewis: Sim, a profecia aparece. Forma parte de uma das cenas mais importantes do final do filme. Tem uma cena incrível em que Harry está a ponto de entregar ela a Lucio Malfoy que está o manipulando para que faça isso, em que Neville grita “Não entregue a ele, Harry!” É uma maneira genial ver como Neville se torna um garoto cheio de coragem. Também é a cena em que ouvimos o que a profecia diz. Tenho muita vontade para que estreie logo o filme, será genial.

Pergunta: Quando você está lendo os livros, você procura por frases de Neville?
Matthew Lewis: No princípio leio o livro como um todo, já que desde o segundo que começo a ler ele sou capturado pelo seu universo, quando imerso nesse mundo, o resto em volta nem importa. É uma das coisas que os livros podem fazer. Igual aos filmes recentes. Os livros te levam a uma viagem em que a única coisa que você faz é se prender a ele. Depois, quando leio a última página paro e penso. “Espera um pouco” e volto e leio as partes de Neville por uns momentos. É um pouco raro pensar que você fará isso em alguns anos e está tudo escrito em um livro.

Pergunta: Você ainda vai a escola?
Matthew Lewis: Sim, mas acabo no mês que vem. Para sempre (rindo). Não espero a hora de acabar.

Pergunta: Que tipo de aluno você é? Não gosta de ir para a escola?
Matthew Lewis: Sou um bom aluno. Faço meus testes e vou para as aulas, mas fazer os deveres é uma tarefa um tanto quanto difícil para meus professores. Só faço meus deveres se aproveito fazendo eles e normalmente acabo buscando desculpas para me livrar deles. Não é legal e me faz mal quando não os termino, mas não sou tão ruim. Acabei de receber minhas notas do mês de janeiro e tirei 9 e 10. Então nem é tão ruim.

Pergunta: Para quando acabar a escola, você continuará atuando?
Matthew Lewis: Gostaria. Começaremos a filmar o sexto Harry Potter em setembro e assim poder me dedicar unicamente a Harry Potter me encantaria. De todas as formas esse ano tinha enviado solicitações para entrar na faculdade, já que havia mudado de idéia devido as filmagens. Assim como havia sido aceitas todas as partes posso voltar a enviar as solicitações uma vez que acabasse as filmagens e ir para a faculdade. Mas se tenho as possibilidades, gostaria de continuar atuando.

Pergunta: Harry é um amigo muito leal. Vocês são muito amigos fora dos sets de filmagens?
Matthew Lewis: Somos muito amigos. Dan é fantástico. Nós gostamos das mesmas comédias e do mesmo tipo de música. Basicamente sempre estamos falando da última comédia que vimos ou do último CD que compramos. Coisas do tipo. De todas as maneiras amanhã vou assistir ele atuar em “Equus”.Combinamos de fazer alguma coisa depois da peça. Vai ser divertido já que faz um mês que não nos vemos. Mal posso esperar.

Pergunta: Que tipo de música você escuta atualmente?
Matthew Lewis: Gosto de Oasis e esse tipo de música. Tenho todos os discos e são incríveis. Também gosto de Blur, Stone Roses, The Verve, Richard Ascrof e bandas do estilo. Basicamente músicos do cenário britânico de Manchester da década de 90. Happy Mondays.. gosto muito desse tipo de música.

Pergunta: Que tipo de comédias você gosta?
Matthew Lewis: Tenho um gosto muito variado! Gosto de Alan Partridge, Steven Higgins e coisas do estilo. Acho que Rowan Atkinson em The Thin Lin e Mr.Bean é divertidíssimo. Também Ricky Gervais em The Office. Também gosto dos comediantes americanos, como por exemplo Eddie Murphy. Ele é um pilar de seus filmes. É fantástico. Não conseguiria parar de ver.

Pergunta: Você se atreveria a atuar em uma comédia algum dia?
Matthew Lewis: Sim. Adoraria fazer as pessoas rirem. É uma das coisas que mais gosto de fazer e penso que é melhor ver a vida se encontrar partes divertidas nas coisas. Saber rir de tudo e ver a vida de um ponto de vista mais cômico. Gostaria muito de participar de uma comédia, já que é melhor que rir sozinho. Acho que seria incrível fazer as pessoas rirem em um grande cenário.

Pergunta: Qual seria a piada que você abriria seu show?
Matthew Lewis: Não tenho idéia. Agora você me pegou… suponho que falaria de… não sei.. de religião. Sempre acreditei que era um tema divertido.

Pergunta: Quando você fala com J.K Rowling você faz perguntas sobre Neville Longbottom?
Matthew Lewis: Quando a conheci, perguntei se estava fazendo bem. Era a única coisa que eu gostaria de saber, se estava representando tal qual ela queria que fosse. Satisfazer a família é muito importante e a ela… o personagem é dela. Tudo está em sua mente e ela é a pessoa para quem você tem que abordar sobre o personagem. Me disse que estava feliz com minha atuação e queria que eu continuasse fazendo. Esse foi o melhor elogio que me disseram. Foi assombroso. Não sei.. o melhor como se passa o dia falando de Harry Potter e falando apenas de Neville durante uns poucos segundos até começarmos a falar de filme. Veio em meu camarim e tinha uns pôsteres de Napoleão Dinamite e Kill Bill e começamos a falar deles. Sei que era sua maneira de começar uma conversa comigo e falar depois de Harry Potter.

Pergunta: Interessa esse tipo de filme a Rowling?
Matthew Lewis: Sim, estivemos falando de Napoleão Dinamite, uma comédia incrível. Me disse que gostava. Também gostamos de Grandes Companheiros e Rocky. Foi divertido. Adoro os filmes, poderia passar o dia inteiro vendo eles.

Pergunta: Perguntamos a Evanna Lynch e Bonnie Wright sobre seus patronos no filme.Qual é o seu?
Matthew Lewis: Meu patrono é…não me lembro! Me disseram que apareceria mas não consigo recordar. Saberia o que seria meu patrono. Provavelmente seria um golfinho já que são legais e inteligentes. Gostaria de pensar que também sou muito inteligente. (começa a rir) Ai.. não consigo lembrar qual era o patrono de Neville! Sinto muito..que desastre! Tenho que verificar.

Pergunta: É verdade que você está interessado na criação de filmes?
Matthew Lewis: Sim, me atrai a idéia. Todo o trabalho que fazem os diretores e os demais. Pude ver que os diretores trabalham muito para meu gosto (ri).
Os atores tendem a ter o trabalho mais fácil já que nos dizem o que fazer. Não acredito que pudesse fazer, mas simplesmente tenho vontade de fazer e escrever meu próprio filme. Tenho umas idéias na cabeça mas é uma coisa que esperarei quando acabar a escola. Uma vez que terminar passo o dia vago fazendo. Será fantástico, passarei o tempo todo escrevendo coisas que gosto.

Pergunta: Qual foi seu primeiro texto? Você gosta de curtas?
Matthew Lewis: Seriam apenas curtas. Sempre gostei de escrever curtas, eram nesse tipo de respostas que me saia bem nas provas. Nas de redação de tema livre. Gosto muito de deixar minha imaginação voar. Creio que é devido ao fato que cresci lendo muitos livros. Nunca fui capaz de escrever um livro inteiro, mas aproveito escrevendo curtas. Gosto muito que minha imaginação siga, uma vez que tenha a inspiração para filme. No início comecei escrevendo bobagens com muita ação e com o colégio, e com as filmagens amadureci. Comecei a escrever coisas mais dramáticas e complicadas, ao contrário das típicas histórias de aventura e fantasia. Elas tem um enfoque mais dramático nas mensagens.

Pergunta : Qual seria seu primeiro roteiro?
Matthew Lewis: Não sei. Faz um tempo que escrevi uma idéia como base. Não era um roteiro em si, apenas uma idéia que veio em minha mente. Tratava de drogas e de como elas destroem a vida das pessoas. Basicamente sobre a evolução de personagem que era imerso nesse mundo, passando do passar por tudo e não ter nada.

Pergunta : Era uma história séria ou… ?
Matthew Lewis: Era um texto muito sério, inclusive deprimente. Duvido muito que alguma vez poderás ler, era apenas uma idéia.

pergunta: Você visita sites de Harry Potter?
Matthew Lewis: Sim! É incrível tudo pode se encontrar ali. Você não se dá conta que começa a procurar e encontra a grande quantidade de pessoas que existem por trás, com todas as teorias e especulações. E pensar que apenas ao fazer eles estão influenciando sua vida e mandam cartas pra gente. É incrível, adoro isso. Os fãs são demais. Você não chega a lugar nenhum sem eles, por isso sou a favor de sites e fazer o máximo possível para ajudar. Estou disposto a fazer todas as entrevistas e podcasts que quiserem. Não importa sempre que sejam para os fãs e no fim são eles que fazem os filmes.