Não categorizado

Dossiê da Coletiva de Imprensa em Londres

Lembram-se de termos noticiado a conferência de imprensa que ocorreu na manhã do dia 22, em Londres? Foram duas coletivas, cada uma com 45 minutos de duração. Na primeira, Dan, Rupert e Emma estiveram presentes. David Yates, David Heyman e Michael Goldenberg participaram da segunda.

O site Ain’t it Cool disponibilizou conteúdos interessantíssimos a respeito do que foi falado! Além de algumas fotos, Quint pôde assistir à conferência e depois teve direito a entrevistas exclusivas com o diretor David Yates, seguido por Rupert Grint e fechando com Daniel Radcliffe!

A entrevista com Dan ainda não foi ao ar, mas a prévia de tudo o que aconteceu vocês podem ler em notícia completa. Além disso, a nossa equipe traduziu na íntegra a entrevista com o Rupert Grint, que vocês podem conferir aqui, e logo mais disponibilizaremos a do David Yates. Fiquem atentos!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualizado: Acabamos de traduzir a entrevista com David Yates. Para ler, clique aqui. Muito obrigado, Paty!

Atualizado 2: Através dos links abaixo você pode ouvir (em inglês) tudo o que foi dito na coletiva:

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4
Em breve disponibilizaremos a transcrição completamente traduzida para vocês, aguardem!

Thanks, HPANA e Paulo Henrique.

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA – ORDEM DA FÊNIX
Ain’t it Cool News ~ Quint
22 de junho de 2007
Tradução: Patricia Abreu

Quint fala da conferência de imprensa de Harry Potter! Migalhas da ORDEM DA FÊNIX e até do Livro 7!!!

Alô, pessoal! Quint aqui.

Então, a grande razão para eu estar em Londres é HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX.

Eu fui para o estúdio ano passado e fui proibido de falar dele até semana que vem. Mas as mesmas pessoas, inclusive certo publicitário selvagem e louco da WB, me chamaram até Londres para ir à excursão.

Eu não aceito convites para excursões como regra geral. Eu recuso pelo menos uns doze por ano. Eu não gosto do sentimento em visitas excursionadas a estúdios ou grandes turnês pré-lançamento. Eu não faço entrevistas de mesa redonda… simplesmente não me sinto atraída por sentar com uma dúzia de jornalistas e perguntar as mesmas coisas, depois trabalhar numa história que vai ser exatamente a mesma de todos os outros.

Entretanto, eu consegui entrevistas individuais, então adicione que eu veria o filme três semanas antes e que eu sou um grande nerd de Harry Potter, eu aceitei o convite. O vôo grátis e o hotel bom também não foram maus.

Então, eu estou agora digitando isso na sala de espera da imprensa. Estou a aproximadamente uma hora de começar minha primeira de três entrevistas (David Yates, seguido por Rupert Grint e fechando com Daniel Radcliffe), mas eu acho que vou dar a vocês umas pinceladas do que eu já ouvi na coletiva até agora.

Houve duas coletivas que duraram uns 45 minutos cada. A coletiva um com Rupert Grint, Emma Watson e Daniel Radcliffe e a coletiva dois com David Yates (diretor), David Heyman (produtor) e Michael Goldenberg (roteirista).

Eu acabei de reunir as divertidas ou interessantes informações abaixo, inclusive umas pistas do Livro 7. Também veja umas imagens que eu tirei no hotel onde tudo isso está sendo feito. Eles tinham algumas coisas por ai, a maioria da Umbridge. Aproveite!

– Emma Watson foi perguntada sobre a sua decisão muito alardeada de assinar para os dois últimos filmes. Ela disse que não era nada perturbador, que ela só queria garantir que podia se comprometer com os dois filmes de Potter e continuar sua escola. No fim, a WB cedeu para garantir que ela pudesse fazer os dois, inclusive lhe dando todas as segundas de folga, um tutor no estúdio e suas horas de trabalho são as mesmas de quando ela estudava no estúdio, embora ela já tenha passado dessa idade.

– O marido de J.K. Rowling é possivelmente a única pessoa no mundo que sabe o que vai acontecer no fim do Livro 7.

– Alguém perguntou que indulgências o elenco se permitiu até agora. Rupert Grint deu a resposta mais divertida, dizendo que acabou de comprar para si um caminhão de sorvete. Um caminhão de sorvete real e funcionando, completo com sorvete dentro.

– Outra questão foi sobre o sentimento dos atores de potencialmente serem assassinados no livro final. Watson – “Eu acho que vou até o fim”. Ela não soube explicar esse sentimento, mas ela acha que Hermione vai sobreviver. Grint – Disse que é o último livro, então por que não terminar com uma morte bacana? Ele não é nada contra. Radcliffe – Ele disse que adora a idéia de um fim conclusivo, o que pode significar essencialmente que ele acha que Harry tem que morrer. Ele disse que se Harry morresse, tudo se encaixaria, mas ele também riu e disse que ele não queria que tivesse outro acidente publicitário onde ele diz algo assim e no dia seguinte houvesse manchetes dizendo “Daniel Radcliffe quer matar Harry Potter!”

– O estúdio da Sala Precisa é “um grau mais quente que o sol”, segundo Radcliffe. Debaixo da iluminação de telhas, do estúdio fechado, lareiras tinham que ser acesas por causa dos espelhos que cobriam a parede… tudo isso resultou numa experiência terrível de gravação.

– O que eles querem fazer depois? Todos disseram que querem continuar atuando. Radcliffe em particular disse que quer encontrar trabalhos interessantes e desafiadores e quer experimentar escrever. Watson disse que ela quer tentar teatro e que ela adora cantar (o que foi rapidamente seguido por “Não se preocupe, eu não estou procurando carreira musical”, mas que algum musical nos palcos seria um sonho para ela). Grint também disse que quer continuar atuando e que “se isso não funcionar, eu ainda tenho o meu caminhão de sorte, eu acho”.

– Os produtores se aproximaram da ORDEM DA FÊNIX como fãs e especificamente talharam o filme para que se você não vir algo que você amou no livro, se uma trama secundária em particular foi retirada, você pode presumir que ela está acontecendo fora da tela, mas no mesmo lugar e tempo que os personagens.

– Rowling se meteu bastante, especialmente na cena com a grande tapeçaria ilustrando a Árvore Genealógica dos Black, que tem 5 gerações da família detalhadas. Ela também influenciou o final, para uma seqüência muito mais internalizada do que foi no livro.

– Quando perguntado sobre a política no filme e como ele reflete eventos atuais, Yates disse: “É bom ter um pouco de política com ‘p’ minúsculo”. Ele disse que o foco sempre foi em entreter e adaptar a história, mas o aspecto político está lá.

– ENÍGMA DO PRÍNCIPE sai no fim de 2008 e começa a ser filmado em setembro.

– Finalmente, a grande migalha que fez todos os maníacos por Harry Potter resmungando em sussurros apressados com os outros. No rascunho original do roteiro da ORDEM DA FÊNIX, eles tinham decidido tirar uma personagem da história. Rowling leu o roteiro e disse “eu não faria isso se fosse vocês”, que eles podiam fazer o que quisessem, claro, mas “se vocês fizerem um 7° filme, vão ficar de mãos atadas”.

Heyman não revelou quem seria a personagem e todos os nerds de Potter (eu inclusive) debateram esse ponto depois. As teorias incluíam Grope, Luna e Belatriz. Luna é uma possibilidade, mas eu acho que seria mais intrigante se eles se referissem a Tiago Potter, que nós vemos em uma lembrança (aqueles que leram o livro sabem que parte).

Heyman quis dizer que a cena era importante ou a personagem em si? Hmmm…

E isso é tudo da coletiva de imprensa. Eu tenho minhas entrevistas chegando e estou realmente empolgada para elas, especialmente para falar com David Yates sobre seus planos para o ENIGMA DO PRÍNCIPE e como seu estilo vai mudar.

Procure por essas entrevistas ao longo do dia.