A Ordem da Fênix ︎◆ Filmes e peças

A Staunton de Potter não brinca em serviço

Faltando duas semanas para estréia de Harry Potter e a Ordem da Fênix mundo afora, é cada vez mais frequente o aparecimento de artigos sobre o filme. O Sci Fi divulgou uma interessante matéria sobre Imelda Staunton, cujo trecho você confere abaixo.

Mas Staunton complementa que gostou muito de fazer Umbridge em uma seqüência que ilumina a habilidade da personagem em ser tanto doce e bem-intencionada, quanto controladora e hipócrita. “Eu amo quando ela começa a fazer um discurso para toda a escola, que é tão estúpido!” disse Staunton.

Também foi a vez do Telegraph falar um pouco sobre o novo filme. Confira abaixo um trecho do artigo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Grint, que tirou sua carta há cinco meses, gastou um pouco de seu lucro com Harry Potter para comprar uma van de vender sorvete. “É realmente legal e tem um freezer nas costas e eu dirijo por aí,” ele diz. “Então, se as coisas não forem bem, ainda tenho a van. Eu sempre estou prevenido”. Ele confessou que ainda não foi ver Daniel Radcliffe em Equus. “Eu tentei,” ele disse, “mas está bem difícil conseguir ingressos.”

Para ler os artigos na íntrega, clique aqui.

Muito obrigado, TheSnitch.

A Staunton de Potter não brinca em serviço

A atriz britânica indicada ao Oscar, Imelda Staunton, que interpreta Dolores Umbridge no lançamento Harry Potter e a Ordem da Fênix, valou à SCI FI Wire que está satisfeita em descobrir que seu papel é sério e exigente, e não bobo. Baseado no quinto livro da série de J. K. Rowling, a Ordem da Fênix encontra Harry Potter (Daniel Radcliffe) combatendo tanto o cruel Lorde Voldemort (Ralph Fiennes) quanto Umbridge, a nova professora de Defesa Contra as Artes das Trevas, que se recusa a acreditar que Voldemort voltou e deixa seus alunos mal-preparados.

“Eu cheguei a pensar, Bem, vai ser só apontar a varinha, e terá um monte de efeitos e algumas bobagens”, disse Staunton em uma entrevista. “Mas na verdade, foi um trabalho muito sério.”

Stauntons, indicada ao Oscar por Vera Drake, disse que achou algumas cenas difíceis de se fazer. “Foi horrível fazer a cena onde Dolores faz Harry cumprir sua detenção, e o sangue aparece na mão dele,” ela disse. “Se coloque no lugar de uma pessoa que é capaz de fazer isso, e você fai ver como foi tão desconfortável para mim, no fim das contas. Fiz bem a cena, mas me senti horrível. Foi horrível, horrível ser alguém assim. Mas Dan, ele lidou bem com isso. Ele está crescendo bastante nesses filmes.”

Mas Staunton complementa que gostou muito de fazer Umbridge em uma seqüência que ilumina a habilidade da personagem em ser tanto doce e bem-intencionada, quanto controladora e hipócrita. “Eu amo quando ela começa a fazer um discurso para toda a escola, que é tão estúpido!” disse Staunton.

“Ela está lá, e realmente acredita que está ajudando todas aquelas crianças a alcançarem um lugar melhor,” Staunton acrescenta. “Eu não sei se você conhece um instituto que temos aqui, chamado WI, que é o Women\’s Institute [N. T.: Instituto da Mulher]. Se você viu o filme Calendar Girls, é aquela organização. E eu poderia dizer que Dolores tem seu chapéu e sua bolsinha, e um visual muito bonito, fresco e claro, indo para aquele lugar e simplesmente achando que vai fazer uma incrível faxina da primavera.” Harry Potter e a Ordem da Fênix estréia em 11 de julho. – Ian Spelling

A Fênix de Harry Potter finalmente voa

John Hiscock vai ao lançamento do último filme e fala com Rupert Grint sobre seu novo veículo legal

Eles têm sido alunos de Hogwarts há sete anos e o público os viu crescer de crianças a adolescentes, mas as jovens estrelas da série harry Potter estão felizes em usar os uniformes escolares por mais dois anos.

Daniel Radclife, 17, e Rupert Grint, 18, podem ter sombras de cinco horas e Emma Watson, 16, cresceu e virou uma jovem confiante e atraente, mas na tela eles ainda são os jovens heróis e heroína da série épica de aventuras de J. K. Rowling.

O quinto volume da série de sete, Harry Potter e a Ordem da Fênix, de 20 milhões de libras, vai ser lançado em 12 de julho e, como sempre, os executivos da Warner Brothers estão mantendo os detalhes na sombra. Entretanto, eles são incapazes de parar a internet dos zumbidos com rumores, reportagens e detalhes que vazam das sucursais de Chicago, Los Angeles e Londres.

De acordo com essas reportagens, o roteirista Michael Goldenberg (Contact, Peter Pan) cortou grandes fatias do livro de 870 páginas, mas manteve o enredo básico, que mostra Harry Potter como um lutador de resistência contra o repressivo Ministério da Magia, com a ajuda da Armada de Dumbledore, um grupo de adolescentes rebeldes de Hogwarts.

Dessa vez, além do cruel Lorde Voldemort, Comensais da Morte e do sinistro Lucius Malfoy (Jason Isaacs), o jovem bruxo tem novos vilões para combater, como a enlouquecida Bellatrix Lestrange (Helena bonham Carter) e Dolores Umbridge (a nova provessora de Defesa Contra as Artes das Trevas), interpretada pela atriz indicada ao Oscar Imelda Staunton.

Usando rosa da cabeça aos pés e portando um sorriso permanente, Umbridge faz parte de uma das cenas mais horripilantes, quando faz seu desafiante Harry Potter escrever palavras que aparecem riscadas em sangue sobre suas mãos.

Pode parecer monótono após vê-lo blasfemar, simular cexo e cegar supostos cavalos no palco oito vezes por semana em Equus, mas Daniel Radcliffe teve seu primeiro beijo em cena com a atriz Katie Leung, no papel da estudante escocesa Cho Chang, que tem uma queda por Harry, embora esteja ainda deprimida por causa do assassinato de seu último namorado por Voldemort.

O manto do diretor dessa vez vai para David Yates, depois de Mike Newell (que dirigiu o último filme de Potter) e Mira Nair (Monsoon Weeding) optou por aceitar outras ofertas.

Yates, que dirigiu as mini-séries State of Play e a segunda parte de Sex Traffic, ficou popular entre as estrelas depois da enérgica direção de Newell.

“David foi realmente relaxado e tranqüilo,” disse Rupert, que interpreta Ron Weasley, falando para Claridges ontem, durante uma das primeiros de uma rodada de entrevistas promocionais agendadas para as próximas duas semanas.

“Nós tínhamos uma boa atmosfera no set. Mike Newell não tinha receio de gritar. David Yates foi realmente legal e aberto a idéias.”

Harry Potter e a Ordem da fênix apresenta flashbacks das vidas dos personagens, que os atores acharam estranhos de ver.

“Sou muito mais alto agora e minha voz está mais grave,” disse Grint. “Farei 19 esse ano e tinha 11 quando comecei, então faz um longo tempo.”

Grint, que tirou sua carta há cinco meses, gastou um pouco de seu lucro com Harry Potter para comprar uma van de vender sorvete.

“É realmente legal e tem um freezer nas costas e eu dirijo por aí,” ele diz.

“Então, se as coisas não forem bem, ainda tenho a van. Eu sempre estou prevenido.”

Ele confessou que ainda não foi ver Daniel Radcliffe em Equus.

“Eu tentei,” ele disse, “mas está bem difícil conseguir ingressos.”

Tradução: Adriana Snape