A Ordem da Fênix

Scifi.com entrevista Daniel Radcliffe

O site Scifi.com publicou uma entrevista com Daniel Radcliffe, na qual o ator dá a sua opinião a respeito dos sentimentos de Harry, além de comentar sobre o conteúdo do 5º filme da série, Harry Potter e a Ordem da Fênix, com estréia marcada no Brasil para o dia 13 de julho. Confira abaixo um trecho da entrevista:

Diferente do filme anterior, O Cálice de Fogo, Ordem da Fênix é mais sobre intriga de política e a busca pela verdade. “Não há grandes partes de ações físicas, além, é claro, da batalha final entre Voldemort e Harry e Harry e Voldemort e todos os Comensais da Morte e a Ordem da Fênix”, afirma Radcliffe. “Aquilo vai ser muito espetacular, eu acho”.

Continue after the AD

Para ler toda a entrevista traduzida, clique em notícia completa.

Thanks, The Snitch e Virág!

Radcliffe: Phoenix mais obscuro Complexo
Patrick Lee, editor de notícias.

Tradução: Virág Venekey

Daniel Radcliffe, astro do próximo Harry Potter e a Ordem da Fênix, falou para SCI FI WIRE que o quinto filme da série é maior e mais complexo que seus anteriores. “À nível emocional há muito mais coisas do que eu tive que fazer no quarto filme, como obviamente o que acontece com [um personagem chave] e a reação de Harry a isso”, disse Radcliffe, de 17 anos, numa entrevista durante um intervalo nas filmagens em setembro passado nos estúdios Leavesden, fora de Londres.

Em Ordem da Fênix, baseado no livro de J.K.Rowling, Harry retorna para o quinto ano de estudos em Hogwarts e descobre que a comunidade dos bruxos está em refutação sobre o cruel Lord Voldemort (Ralph Fiennes). A nova professora de Defesa contra a Arte das Trevas, Dolores Umbridge (Imelda Staunton), deixa os estudantes despreparados para lutar contra Voldemort, forçando Harry e seus amigos Hermione (Emma Watson) e Rony (Rupert Grint) a formar a “Armada Dumbledore”.

Diferente do filme anterior, O Cálice de Fogo, Ordem da Fênix é mais sobre intriga de política e a busca pela verdade. “Não há grandes partes de ações físicas, além, é claro, da batalha final entre Voldemort e Harry e Harry e Voldemort e todos os Comensais da Morte e a Ordem da Fênix”, afirma Radcliffe. “Aquilo vai ser muito espetacular, eu acho”.

Radcliffe acrescenta: “De qualquer forma, Harry passa por tudo que todo adolescente passa. Ele sente raiva. E, é claro, os sentimentos de Harry são exagerados pelo fato de que ele tem todos esses problemas na vida dele, e… (ele) tem tido pessoas tentando matá-lo numerosas vezes, realmente”.

Harry se vira para Sirius Black (Gary Oldman) preocupado de que ele pode estar se tornando uma pessoa ruim. “Há muita coisa acontecendo dentro da cabeça dele, e eu acho que, para mim como ator, isso o torna mais interessante de se fazer”, diz Radcliffe. “E eu acho que, para uma platéia, ele se torna um personagem mais carismático de se assistir, porque ele tem dois lados tão diferentes”. Harry Potter e a Ordem da Fênix estréia em 13 de julho.