As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças

Filme 7: “Bem violento com muita nudez”

A MTV estadunidense, ponderando sobre quem irá ser o diretor do último filme de Harry Potter, Harry Potter and the Deathly Hallows, foi em busca de alguns diretores conhecidos para perguntar o que eles trariam de novo para a série e o que eles pensam sobre a possível morte de Harry no final. O melhor comentário foi de Rob Zombie, diretor de Halloween (2007):

Eu provavelmente seria bem violento com muita nudez. É disso que precisa. Harry deveria dizer muitos ‘f***-se’. Isso iria apimentar as coisas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para ler os outros comentários, clique aqui.

Você pode discutir essa notícia em um tópico do nosso fórum clicando aqui!

Harry Potter nas mãos de Rob Zombie? “Bem violento com muita nudez”
Zack Snyder, David Fincher e mais diretores acrescentam o que eles fariam com o último lançamento de Potter.
por Jennifer Vineyard

A porta rotatória parou de girar?
Depois dos dois primeiros filmes de Harry Potter, parecia que haveria um diretor diferente para cada lançamento subseqüente – com Alfonso Cuáron, Mike Newell e então David Yates aparecendo para expandir o mundo que foi criado nas telas pela primeira vez por Chris Columbus.
Mas agora que Yates – que comandou o que virá, Harry Potter e a Ordem da Fênix – assinou para retornar em Enigma do Príncipe , isso deixa apenas uma vaga disponível caso a franquia passe a varinha adiante mais uma vez.

Embora qualquer um possa supor que um dos diretores anteriores virá terminar a série, nós imaginamos – e se alguém novo viesse à bordo? Como seria ver o último filme se, digamos, Terry Gilliam ou Tim Burton estivessem encabeçando-o? Já que o Potter-verso oferece tantas possibilidades, nós estamos fazendo essa pergunta. E aqui estão as últimas respostas:

Rob Zombie (Halloween): “Eu provavelmente seria bem violento com muita nudez. É disso que precisa. Harry deveria dizer muitos ‘f***-se’. Isso iria apimentar as coisas.”

Zack Snyder (300): “O problema com Harry Potter é que você não pode fazer diferente dos livros. Você quer ver eles fazendo sexo ou atirando um no outro ou lutando? Claro. Minha reação de imediato é fazer de tudo um filme classificado para acima de 17 anos, então eu estou sempre meio ‘Eles deviam ser mais sombrios!’ sabe? Eu realmente sinto que eles estão indo na direção certa. Eles meio que estiveram amadurecendo os filmes com os personagens. Então os filmes estão mais sombrios e intensos e as crianças estão mais velhas. Eu acho que faz sentido. E seria incrível [se Harry morrese no final].”

David Fincher (Zodíaco): “Eu poderia fazer mais sombrio do que o de Alfonso? Eu não sei. [Harry deveria morrer?] Assim como todos os adolescentes bonzinhos devem.”

George Miller (Happy Feet – O Pingüim): “A coisa que realmente me chama a atenção, pensando nos anos 60 e 70, é que no final de todo filme realmente popular, os heróis ou protagonistas morreram de alguma forma. De Butch Cassidy, Bonnie & Clyde: Uma Rajada de Balas… O último filme que fez isso parece ter sido Thelma & Louise. Se você realmente olhar pra trás, haviam tantos filmes em que era normal para os personagens principais morrerem. Era só parte do que estava acontecendo. Eu ainda não entendo que isso era, se havia um tipo de fatalismo que veio com os anos 60 como resultado da Guerra do Vietnã, não tenho idéia. Seria interessante – e atrevido [se Haryr morrer no final]. Aí seria como se tudo tivesse sido um ciclo vital completo.”

Tom Tykwer (Perfume: A História de um Assassino): “O que eu gosto sobre a série Harry Potter é que, quanto mais velho Harry fica, mais assustador os filmes são, e eu acho que eu iria empurrar mais para as partes assustadores do que foi feito até agora. Está chegando lá. Estou curioso pra ver o quão longe eles ousam ir.”

Edgar Wright (Hot Fuzz): “Eu acho que gostaria de ver Daniel Radcliffe pelado e mutilando cavalos [assim como ele fez na peça Equus no West End londrino]. É incrível no Reino Unido, o pôster fora do teatro é absolutamente enorme. É loucura. Tem três andares de altura – uma foto de Daniel Radcliffe sem camisa. É um tanto perturbador.”

Edward Zwick (Diamante de Sangue): “Na época do primeiro Harry Potter, eu acho que minha primeira filha tinha 8 ou 9 e eu estava lendo pra ela. Eu certamente teria sabido o que fazer com isso. Isso teria sido divertido. Ela teria ficado bem feliz se eu que tivesse feito, acredite. Mas agora? Eu não sei. Eu acho que foi maravilhoso quando vi o terceiro episódio de Cuarón. Eu acho que ele reinventou. Ele fez um trabalho realmente ótimo. Eu não tenho certeza se iria querer ser o quinto diretor, porém.”

Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno): “Eles de fato me ofereceram o terceiro, antes de Alfonso, e eu de fato perguntei ‘Que tal Alfonso?’ porque eu pensei que ele fosse perfeito. Eu realmente amo os livros, eles são incrivelmente ricos e com textura, incrivelmente bem informados e pesquisados, e eu acho que eles têm um universo bem sombrio – é na verdade mais sombrio do que os filmes têm sido, até que Alfonso subiu à bordo. Agora eles têm um tom mais sombrio. Eu iria desejar que ele retornasse, porque de todos os filmes que vi, que foram lançados, o dele foi o que eu mais gostei. Eu adoraria que ele voltasse à esse universo. Eu espero que ele faça de novo. [Se ele não voltar,] eu teria que fazer um, mas eu adoraria fazer um em que eu possa matar um dos personagens. Eu adoraria matar um deles. Eu gostaria de ser o cara que termina a franquia – eu chego e destruo tudo que todo mundo criou! [risos]”