A Ordem da Fênix ︎◆ Filmes e peças

Novas resenhas de OdF

Duas novas resenhas de A Ordem da Fênix estão disponíveis na web! Cuidado pois as resenhas contém SPOILERS do filme, e também conteúdo linguístico não apropriado para crianças. Leia por conta e risco clicando na notícia completa.

Editado: A tradução da segunda crítica já está disponível. Para lê-la, clique aqui.

Thanks Ain’t It Cool News and Mugglenet.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ORDEM DA FÊNIX
Resenha de Mr. Twit

E aí. Eu vi um teste de filme de Harry Potter e a Ordem da Fênix. Foi há um tempo atrás, mas eu tive prazos de entrega doidos no trabalho essa semana então essa resenha está atrasada. Desculpe. Tem alguns spoilers. Eu devo dizer, essa série continua ficando melhor e melhor com cada episódio! Quantas vezes nós vemos outras grandes franquias (Stars Wars, Senhor dos Anéis, etc.) começarem com um estouro e daí se apagarem como uma vela? É legal ver o oposto acontecer com Potter: começou devagar e pequeno com uma abordagem mais ou menos amigável com crianças de Chris Columbus e realmente explodiu em uma série que eu acho que terminará sendo muito mais prolífica que todas essas combinadas. É isso mesmo, eu cheguei lá. Eu não acredito que estou dizendo isso, mas esse novo [filme] faz Senhor dos Anéis parecer um maldito desenho animado. E a edição nem estava pronta!

Então basicamente a história é: Ano passado Voldemort voltou e esse ano o Ministério da Magia está dizendo que ele não voltou para poderem manter o poder político. Eles colocam uma oficial do Ministério na escola–Umbridge, uma vadia psicótica feito robô de rosa–para reforçar novos regulamentos que irão impedir os alunos de aprender como se defender contra as artes das trevas e para impedir que Harry prove que Voldemort está de fato de volta à ação. Então Harry lidera um grupo clandestino de alunos em que eles treinam para virarem lutadores muito bons antes de encararem Voldemort e seus Comensais da Morte. Através de todo o filme todo mundo fica ignorando Harry por sua própria segurança e o único em quem ele pode confiar é seu tio [padrinho], Sirius Black, que está desejando lutar ao seu lado. Pela primeira vez a história é realmente fácil de acompanhar. Geralmente eu tenho que encher meus amigos com todo o tipo de perguntas estúpidas mas dessa vez eu não precisei e de alguma forma realmente dei um jeito de lembrar a maioria dos nomes.

A cinematografia estava FENOMENAL. A abordagem com um estilo old school com muita classe que realmente tira vantagem da tela widescreen. Pense em Dr. Zivango, Lawarence das Arábias, etc. Um sentimento bem épico. Começa com Harry e seu estúpido e gordo primo “quero-ser-do-gueto” sendo perseguidos por dementadores (mais assustadores e decadentes do que os de Prisioneiro de Azkaban) que aparecem com uma enorme tempestade do nada. Isso foi realmente legal e foi bom finalmente ver um filme de Potter começar com uma seqüência de ação intensa. Também muito aliviador foi ver as épicas filmagens amplas dos personagens voando através de Londres de noite. Eu não conseguia entender porque eu tinha achado isso tão legal e empolgante, mas agora que eu penso nisso, eu acho que é de certa forma algo novo no cinema. Nos filmes nós geralmente só conseguimos filmagens selvagens feitas em helicóptero de lugares como Nova York quando o Homem-Aranha está se pendurando por lá.

Os efeitos especiais com as criaturas não estavam prontos então todas elas tinham uma aparência precária de Nintendo 64 nelas. Mas um monte das outras coisas pareciam completas. Houveram muitas cenas legais nesse [filme]: Dumbledore escapando do pessoal do Ministério em uma explosão de chamas, Helena Bonham Carter escapando da prisão de Azkaban, Harry fazendo detenção escrevendo frases com seu próprio sangue, voando através de Londres–DUAS VEZES, Snape invadindo a mente de Harry Potter e vice-versa, Umbridge sendo perseguida por fogos de artifício em forma de animais, garota ruiva [Gina?] destruindo uma biblioteca cheia de bolinhas de cristal, Gary Oldman lutando contra Helena Bonham Carter, e o melhor por último: Dumbledore lutando contra Voldemort cara a cara. Essa última cena não estava pronta, mas cara ela comanda! O que é legal nela é que você não está apenas vendo efeitos especiais mas está também tendo performances dramáticas fudidas de [Ralph] Fiennes e do outro cara Michael Gambon. O garoto [Harry?] faz um trabalho maravilhoso também quando atua como se estivesse sendo possuído por Voldemort.

Dessa vez todos os atores estão no comando do jogo. Até as crianças. Umbridge era uma vilã bem interessante de ver. Bem diferente do que você esperaria. Ela é até mais assustadora que Voldemort no final. Apesar de isso provavelmente ser ruim, porque eu na verdade não achei Voldemort tão ameaçador comparado com ela. Tem também a garota loira, Luna, que é realmente engraçada e ensina Harry a superar a perda das pessoas amadas. Infelizmente nós não vemos muito de Alan Rickman. Mas para o pequeno tempo de tela que ele É dado, ele está totalmente brilhante. As cenas dele em que ele está entrando na mente de Harry eram bem legais também, o modo como elas são editadas em um ritmo rápido e meio entrecortado. De fato eu realmente gostei bastante do trabalho de câmera e edição nesse. O estilo de edição é entrecortado de um modo realmente artístico o que ajuda a mover a história em um ritmo bom. O que também é legal é que tem bastante, hmm não sei como dizer… coreografia? cenografia? com os atores. O modo como eles se movem pelos cenários ajuda a dramatizar ainda mais as cenas. Emma Thompson está de volta do filme Azkaban também, e ela é demitida pela Umbridge por ser uma fraude e essa cena foi muito bem feita. Robbie Coltrane também não está muito nesse, e o espaço que ele tem parece muito um alarde pra trama. Seu papel é apenas para introduzir seu irmão perdido de tempos, que é um gigante, que daí faz algo mais tarde. Essa parte pareceu um pouco desconexa, apesar de ter seu propósito na trama. O filme era meio longo. Duas horas e meia, mas você sente como se fosse duas horas. Mesmo assim, tem algumas partes com Umbridge que talvez pudessem ter sido cortadas só porque pareciam redundantes.

Nesse ponto eu acho que estou falando demais e não sou bom em escrever resenhas mesmo. O negócio é, eu acho que esse filme vai acabar sendo uma prazerosa surpresa para um monte de gente e eu definitivamente vou ver de novo depois que estiver pronto. Esse filme é insano. Se você está procurando um grande filme de ação que realmente tem alguma profundidade emocional e performances épicas pra variar, então não perca esse.

——————-

Resenha de The Illegitimate Son of Krypton

Olá Harry,

Eu acabei de ler a resenha de Rosncranz de Harry Potter e a Ordem da Fênix e acho que eu deveria intervir. Também assisti à super secreta exibição aqui em Chicago. Estava na primeira fila para ver o filme. Houve duas exibições no sábado, uma às 16hs para adultos, mas eu tive a sorte de estar na de 13hs com todas as crianças. Não há nada igual à reação ouvida quando fomos avisados que iriamos ver ao filme que eu acredito ser o melhor da série. Acho que esses filmes estão ficando cada vez melhores. Azkaban e Cálice foram maravilhosos e este se eleva próximo a eles.

Os próximos poucos parágrafos conterão spoilers.

Começamos com uma áspera estiagem e Harry em um balanço num parque, quando Duda tinha acabado de espancar um garoto de 10 anos. Ele mereceu, e então volta sua atenção rapidamente a Harry, começando a zombar de sua mãe. Ele se aborrece e parte para cima de Duda com sua varinha. Logo em seguida, nuvens e fumaças aparecem, como se Harry as tivesse conjurado, mas nós logo descobrimos que isso foi por conta de dois dementadores. Eles atacam os garotos por uma passagem subterrânea. Harry precisa usar mágica para salvar não só a si mesmo, mas também a Duda. Isso mete Harry em sérios problemas com o Ministério da Magia e é expulso de Hogwarts!!! A única forma de limpar seu nome é um inquérito de emergência, onde Dumbledore atua como seu advogado e consegue anular sua expulsão. Naturalmente.

De volta à Hogwarts, Harry é incomodado por pesadelos envolvendo Voldemort e vai ficando cada vez mais afastado de seus amigos. Este é um Harry muito mais sombrio do que o que estamos acostumados a ver. O elenco inteiro cresceu, mas as maiores mudanças estão em Harry. Aprendemos que os pesadelos que ele está tendo são, na verdade, uma tentativa de Voldemort de… por falta de uma palavra melhor… possuí-lo. Ele quer usar Harry por conta da posição da profecia. É um documento contendo a explicação da exata relação entre Harry e Voldemort, que diz, basicamente, que um não poderar viver enquanto o outro sobreviver. Ou nas palavras de Harry, um de nós terá que matar o outro no fim das contas. Um mau agouro.

Em todo o curso do filme, vemos várias sequências de treinamento envolvendo a Armada de Dumbledore. Harry e um grupo formam um clube secreto para aprender e usar feitiços como arma e defesa. Estas partes são ótimas, pois vemos Harry na sua melhor forma. É também divertido vê-los se dando bem em cima da horrível Professora Umbridge. Aí está uma cena em que os gêmeos Weasley realmente se vingam. No todo, a maior parte do segundo ato do filme mostra as crianças se preparando para o melhor momento da história de Harry Potter até então.

A Guerra Bruxa!!!

Isto é, time do Dumbledore: Harry, Hermione, Rony, Sirius…etc. contra Time do Voldemort: Malfoy, Bellatrix Lestrange (irmã de Sirius?) e vários outros. Isso me lembra bastante as batalhas de Jedi em A Vingança dos Sith. Muitos efeitos (devido ao estado das cenas, não estavam terminados ainda) e MUITA ação. Tenho que concordar com as resenhas anteriores que está ficando difícil ver Voldemort escapar todas as vezes somente para justificar o próximo filme. Afora isso, verdadeiros fãs não ficarão desapontados. Há pontos bons e ruins. O irmão de Hagrid é mostrado como alívio cômico, embora eu ache que isso não funcione. Umbridge é quase insuportável. O brilho do filme são os gêmeos Weasley, o novo mau humor de Harry, seu intenso relacionamento com Cho, e um pouco Luna Lovegood.

EU diria que esse filme é um outro sucesso de Harry Potter vindo um pouco abaixo do Cálice que está no topo da lista. É ótimo ver esses atores maduros e terem real controle sobre seus papéis. Dou a esse filme nota 10.