As Relíquias da Morte ︎◆ Livros

Entrevista da Lia Wyler

A tradutora brasileira da série Harry Potter, Lia Wyler, deu uma nova entrevista, dessa vez para a Reuters. Ela fala sobre seu contato com J.K. Rowling, quanto tempo ela trabalha por dia quando está traduzindo, o seu salário, e um funcionário da Rocco informa uma data aproximada para o lançamento nacional de Deathly Hallows.

Para ler a tradução da entrevista na íntegra, clique aqui.

Thanks Reuters and Mugglenet.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tradutores devem lançar suas próprias mágicas em Harry Potter
por Angus MacSwan

SÃO PAULO (Reuters Life!) – Quando fãs de Harry Potter sentarem-se com o capítulo final das aventuras do menino bruxo em Julho, o trabalho duro estará apenas começando para tradutores como Lia Wyler que têm que usar sua própria mágica para trazê-la à vida para leitores globalmente.
Ela tem a tarefa de traduzir o muito aguardado “Harry Potter and the Deathly Hallows” para a edição brasileira da série que já foi traduzida para mais de 60 línguas diferentes e venderam cerca de 325 milhões de cópias ao redor do mundo.
Nos últimos seis livros da saga, ela usou seu próprios dons especiais para transformar tais criações da autora britânica J.K. Rowling como “muggles (trouxas)” — pessoas não-mágicas — e o jogo dos bruxos “quidditch (quadribol)” em português.
“A maioria das dificuldades são superadas com um pouco de lingüística e um monte de humor” ela disse a Reuters em uma entrevista por e-mail.
O sétimo livro na série best-seller de Rowling irá chegar às livrarias ao redor do mundo em inglês no dia 21 de julho. A versão brasileira será lançada no final do ano com nenhuma data acertada, disse um funcionário da editora Rocco.
O tempo necessário para traduzir depende do número de páginas. Wyler disse que ela trabalha de 10 a 12 horas por dia para traduzir e revisar de 2400 a 3000 palavras por dia.
Wyler têm traduzido os livros para fãs brasileiros desde o primeiro, “Harry Potter e a Pedra Filosofal.”
“Quando a Rocco comprou os direitos de tradução para os dois primeiros, eu tinha acabado de receber um prêmio pela tradução de The-Doesen´t Matter-Suit de Sylvia Plath, também um título da Rocco” disse Wyler, moradora do Rio de Janeiro.
“Isso e meu conhecimento da cultura britânica fizeram que eu fosse uma escolha natural.”
Como você traduz coisas como quidditch e muggles?
“Inicialmente a série era voltada para crianças então eu tentei converter a idéia por trás de cada criação de Rowling. Quidditch, um jogo jogado com quatro bolas, virou quadribol, e muggle virou trouxa (tolo), uma aposta sortuda entre centenas de significados possíveis.”
Ela disse que consultou com Rowling antes de traduzir os dois primeiros livros mas agora raramente fala com ela e nesses casos é geralmente via o agente dela.
Os primeiros cinco volumes de Harry Potter venderam cerca de duas milhões de cópias no Brasil em português, disse a Rocco. Vendas do sexto não foram oficialmente calculadas mas a tiragem inicial foi de 350 mil cópias.
Os livros e os filmes fizeram de Rowling a primeira autora bilionária.
Mas para a tradução: “Lá em 1998 Harry Potter não era um sucesso mundial então os termos de pagamento eram os normais para livros infantis. Eu tive um bônus pelos últimos dois, porém” disse Wyler, que esteve traduzindo por mais de 30 anos.