Filmes e peças ︎◆ O Enigma do Príncipe

O enigma continua…

Ainda não foi dessa vez que o diretor do próximo filme foi escolhido. Em uma entrevista para AV Clube, Terry Gilliam, um dos nomes cotados para a direção do Enigma do Príncipe, fala que não vai dirigir nenhum dos próximos filmes de Harry Potter por conta da pressão que o estúdio exerce e de que a indústria cinematográfica virou uma ‘fábrica de trabalho’. Para ler a notícia completa e a declaração de Terry Gilliam, clique aqui.

Obrigado TLC.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entrevista para AV Club

AVC: Por cinco minutos, a IMDB colocou você como diretor do próximo filme de Harry Potter. Você já havia falado a algum tempo sobre o quão zangado ficou por não ter sido escolhido para dirigir o primeiro filme…

TG: Bom, não. ‘Zangado’ não é a palavra correta. Eu não estava zangado de modo algum. Não mesmo Foi simplesmente uma coisa do momento. Não tinha como eles me contratarem. J.K. Rowling me queria como diretor, o produtor também, e eles me mandaram para Los Angeles, mas eu só fui por que teria uma viagem de graça para negociar com alguns advogados de Don Quixote. Não havia nenhuma maneira de eu fazer esse filme. Eu sabia disso. Isso não deve ser visto como se eu estivesse zangado com isso. Foi só uma aceitação da realidade hollywoodiana.

AVC: Você descreveu que, quando descobriu, saiu de casa agitado e dirigiu pela cidade durante a noite inteira.

TG: Ah, não, isso é diferente. Eu estava zangado comigo mesmo por ter me permitido se sentir balançado com a possibilidade durante o encontro com a Warner Bros. Enquanto eu falava, eu procurei me mostrar empolgado, e comecei a invetar coisas maravilhosas, vendo os rostos dos executivos se iluminares com o projeto. Eu estava zangado comigo mesmo por ter me deixado ficar empolgado com isso. Era por isso que eu estava zangado, não com Hollywood (risos).

AVC: Se eles o convidarem para um dos próximos filmes, você aceitaria?

TG: Não. É uma fábrica de trabalho, isso é que é. Não gosto disso. A maneira como eles tratam isso, parece uma grande operação. É tudo controlado rigidamente pelo estúdio, considerado o tipo de coisa que eu quero fazer. Mas pare