Thiago Terenzi


Parabéns, Potterish.com

//Por Marcelo Neves - quarta-feira, 27 de novembro de 2013 às 16:24


Parabéns, Potterish.com

Hoje nosso site/portal completa 11 anos de vida! Há 11 anos Carmem e Luciana criaram o Ish, sabe aquela coisa de não ter nada o que fazer entre aulas da faculdade? Obviamente ser nerd e amar Harry Potter também ajudou no caso.
O site cresceu exponencialmente e durante seus 11 anos centenas (sim, centenas) de pessoas passaram por nossa equipe. Temos fórum, fanfics, wiki, seções intermináveis de conteúdo Potter e o trabalho não para. Estamos constantemente noticiando tudo de novo no universo Potter, traduzindo reportagens, criando legenda para vídeos e muito mais.
Nesse ano lançamos apps para dispositivos iOS e Windows phone e foi um sucesso gigantes. Hoje, tenho prazer em informar que a versão para Android está pronta e em breve será divulgada aqui.
Harry Potter não acabou, estará sempre vivo em nossas corações e por isso o Ish estará sempre aqui. Desde que eu me juntei à equipe 10 anos atrás, sempre soube que não o largaria tão fácil. Daniel, nosso querido webmaster, também pensa assim.

Assim como todos vocês, eu fiz diversas amizades graças à série. Graças a nossa rainha JK Rowling e por ser eternamente grato a ela, continuarei com o Ish até quando puder. Quem aqui conheceu um amigo, um amor graças a Potter, graças ao Ish? Compartilhem nos comentários, por favor.

Nossos apps vão garantir um futuro para o site, proporcionando outros meios de acesso ao nosso gigantesco conteúdo. Iremos atualizar os 3 apps constantemente em 2014. Caso não tenham baixados nossos apps, baixem aqui: iOS, Android (em breve) e Windows phone (ou procure por Pottterish na sua loja de aplicativos).
Floreios e Borrões (FeB para os íntimos) continua sendo o site mais acessado do Ish e em breve receberá uma tão aguardada atualização. Nosso fórum continua sempre animado, e sendo um ótimo lugar para conhecer novos amigos e claro: discutir tudo sobre Harry Potter.

Nossas redes sociais Facebook, Twitter e Tumblr estão sempre atualizadas. Se você ainda não curtiu ou seguiu, por favor, façam isso já!

Bom, sem mais demora, anuncio o começo do ANO 12 do Potterish.com.

Obrigado a minha equipe incrível por me ajudar a manter o Ish no ar. Obrigado especial ao Daniel por me aguentar e coordenar tudo, Obrigado a J.K. Rowling. Não há espaço no post para agradecer tudo que eu preciso e claro, OBRIGADO a todos nossos visitantes e fãs. Sem vocês, o Potterish não existiria.

Beijos e abraços,
Marcelo Neves
Webmaster Potterish.com

Comentários: 10

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

O lobo (nem tão) mau do rock

//Por Sheila Vieira - domingo, 03 de abril de 2011 às 13:05


Biografia sempre são interessantes por adicionarem a noção de realidade a uma narrativa por si só já interessante. Quando o personagem principal é um dos músicos mais polêmicos do país, o resultado são 591 páginas de viagem em diversos territórios perigosos e interessantes. O jornalista Claudio Tognolli e o roqueiro Lobão trazem ao público “Lobão: 50 anos a mil” e Thiago Terenzi nos diz o que esperar do livro que está fazendo sucesso nas livrarias. Leia o texto e deixe seu comentário!

Comentários: 2

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (4 votos, média: 3,75 de 5)
Loading...

Ode à Marginalidade

//Por Sheila Vieira - domingo, 07 de novembro de 2010 às 17:18


Numa das épocas mais obscuras da história brasileira, muitos cidadãos tentavam lutar de inúmeras maneiras. A arte, sem dúvida, foi uma das armas mais poderosas e conseguiu sobreviver diante da censura. A ditadura militar acabou, mas os belos versos dos poetas desse período permaneceram.

Heloísa Buarque de Holanda, integrante de uma família muito importante nesse movimento, organizou uma série de poesias denominadas “marginais” na época. Além de criticar o país, as belas palavras pediam um novo tipo de arte, que prezava pela ousadia e a afronta aos “bons costumes”. Leia a resenha de Thiago Terenzi e deixe seu comentário.

Comentários: 1

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Renato Russo: O roqueiro de óculos

//Por Bruna Moreno - domingo, 26 de setembro de 2010 às 16:58


O que mais gostava era ler e estudar; não era nenhuma Hermione. Era inseguro e tímido; mas não era nenhum Rony. Usava óculos, tinha aparência fraca e foi o marco de uma geração; poderia ter se chamado Harry Potter, mas seu nome era outro: Renato Russo.

Por meio do olhar do jornalista Carlos Marcelo, o leitor tem a oportunidade de conhecer um outro Renato Russo, menos líder, mais verdadeiro e humano. Não deixe de conferir a resenha de hoje e postar no seu comentário suas impressões sobre este homem que, apesar da morte, ainda vive na memória.

Comentários: 7

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (7 votos, média: 4,43 de 5)
Loading...

A epifania em Clarice

//Por Sheila Vieira - domingo, 08 de agosto de 2010 às 14:54


Inspiradora de muitas gerações, homens ou mulheres, Clarice Lispector é uma referência para qualquer jovem que pretenda escrever. Nascida na Ucrânia, mas brasileira, é a imagem da própria subjetividade. Uma das sensações que seus escritos oferecem é a epifania. Característica essa que Thiago Terenzi explica na resenha da obra com o começo mais curioso da autora. “A Paixão Segundo G.H.” tem como ponto de partida uma barata! Não conhece essa obra de Clarice? Leia o texto e deixe seu comentário!

Comentários: 3

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (7 votos, média: 4,57 de 5)
Loading...

A paixão – e o desbunde – segundo Caio Fernando Abreu

//Por Sheila Vieira - domingo, 27 de junho de 2010 às 07:18


Um dos autores mais populares entre os jovens é Caio Fernando Abreu, morto em 96. Sua obra, com mais de 20 lançamentos, apresenta um espírito questionador, revolucionário e reflexivo que ecoa até hoje nos que são românticos, mas não piegas. A resenha de Thiago Terenzi fala sobre o livro de contos “Os dragões não conhecem o paraíso”, lançado em 88 e discute o significado das mensagens do autor e como elas invadiram os Twitter e Messengers dos brasileiros.

Comentários: 9

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (6 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

Quem tem medo de clássico?

//Por Sheila Vieira - domingo, 16 de maio de 2010 às 13:07


Uma das maiores dificuldades que alguém pode passar na vida é ser preso. Agora, imagine estar encarcerado na Sibéria, um mundo abaixo de zero. Fazendo trabalhos forçados, ainda por cima. Essa é a trama de “Recordações da Casa dos Mortos”, do grande Dostoiévski. Confira aqui a resenha de Thiago Terenzi sobre um grande clássico do autor russo e reflita sobre a nossa dificuldade com os livros mais antigos. É possível superar a barreira da linguagem distante? Leia a resenha e dê a sua opinião!

Já fez sua sugestão para esta seção? Clique aqui e mande sua dica!

Comentários: 9

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (9 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Quando o real se mistura à ficção

//Por Sheila Vieira - domingo, 04 de abril de 2010 às 12:02


É preciso coragem de um autor para elaborar uma ficção a respeito de uma das figuras mais polêmicas e contestadoras da Filosofia. Coragem que Irvin D. Yalom teve, e que lhe rendeu muitas vendas, mas também muitas críticas para a obra “Quando Nietzsche Chorou”. Confira aqui a resenha de Thiago Terenzi sobre o livro que trouxe alguns dos grandes sábios do mundo a um plano mais humano. Se você nunca foi muito fã de Filosofia, talvez seja um bom caminho para começar a se envolver com o mundo das ideias.

Clique aqui para sugerir um livro à seção de Resenhas.

Comentários: 9

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (8 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

Não deixe de espiar a nova seção do Potterish!

//Por Sheila Vieira - quinta-feira, 11 de março de 2010 às 17:16


O potteriano que sempre gostou das Colunas do Ish agora também vai receber dicas de outros grandes livros. A nova seção de Resenhas oferece sinopses e análises de livros antigos e novos, para que você continue imerso no mundo literário, mesmo com o fim da série Harry Potter. Nossa proposta é introduzir os diversos gêneros e autores para os pottermaníacos, compartilhando dicas e informações. Logo acima dos textos, você descobre quanto tempo se demora para ler a obra, qual a sua finalidade, se não é recomendada para você e cinco “princípios ativos” (uma espécie de tag). Além disso, o leitor do Ish poderá indicar livros para a equipe de resenhistas.

Para começar, Thiago Terenzi nos convida a saber de onde surgiu a expressão ‘Big Brother’, na obra misteriosa e política de George Orwell: “1984”. Dê uma espiadinha nessa resenha e deixe seu comentário. Boa leitura!

Comentários: 16

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (14 votos, média: 4,29 de 5)
Loading...