Marina Anderi


Magia do Cinema: “A Bela e a Fera”, com Emma Watson

//Por Pedro Martins - sexta-feira, 17 de março de 2017 às 16:45


Protagonizado por Emma Watson, a versão live-action de A Bela e a Fera estreou ontem, 16, e arrastou multidões de fãs ansiosos para as salas de cinema. Uma delas, Marina Anderi, nossa Webmistress, que hoje traz suas impressões sobre o filme.

“Felizmente, a história é forte o suficiente para o resultado final ser mais do que satisfatório.”

Para ler a crítica, acesse a extensão deste post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “A Bruxa de Blair”

//Por Pedro Martins - quinta-feira, 29 de setembro de 2016 às 16:13


”A Bruxa de Blair” é um clássico da sétima arte que, como bem pauta Marina Anderi, nossa webmistress, “realmente merece ser visto por qualquer geração”. Neste mês, sua continuação chegou às telonas de todo o mundo, mas talvez como um convite à história, a crítica de hoje, 29, é sobre o longa-metragem de 1999.

“Vê-lo hoje, contudo, acarreta em uma perda: à época do lançamento, seu marketing foi genial. Começaram a espalhar cartazes de “desaparecidos” por capitais dos Estados Unidos e os atores usaram seus próprios nomes nos personagens, além de não terem feito aparições públicas até três meses depois da estreia do filme. As pessoas achavam que o filme era uma história real.”

Se vocês assistirem a este filme e nos pedirem, Marina volta à Magia do Cinema para falar sobre o lançamento de 2016! Para ler a crítica na íntegra, acesse a extensão deste post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 3,00 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “Sete homens e um destino”

//Por Marina Anderi - quinta-feira, 22 de setembro de 2016 às 12:13


”Sete homens e um destino” é um remake do clássico homônimo de 1960, que, por sua vez, é um remake do longa-metragem japonês “Os Sete Samurais”, de 1954. Sendo a terceira versão de uma mesma história, portanto, o que esse filme poderia trazer de diferente? Nossa webmistress Marina Anderi escreve suas impressões sobre o filme estrelado por Denzel Washington e Chris Pratt.

Para ler a crítica cinematográfica na íntegra, acesse a extensão deste post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Magia do Cinema: “Aquarius”

//Por Marina Anderi - quinta-feira, 01 de setembro de 2016 às 18:56


”Aquarius” é o segundo longa-metragem de Kleber Mendonça Filho. Pernambucano e crítico de cinema, seu primeiro longa, “O Som ao Redor” (2012), ganhou destaque internacional ao levar diversos prêmios em festivais consagrados e chegou até a representar o Brasil no Oscar. Havia, portanto, muita expectativa para seu mais novo filme. Surpreendeu. Para o bem ou para o mal?

“‘Aquarius’, apesar de também ter esse aspecto [da urbanização], leva para um ponto mais subjetivo: o da memória e o da preservação. É certo que novos condomínios mudam a cara da cidade, mas há muito foco em como isso afeta a vida das pessoas. Antes de Clara, sua tia morou no Aquarius. Clara criou seus filhos no seu apartamento. Como abrir mão de algo sempre tão presente?”

Para ler a crítica cinematográfica na íntegra, acesse a extensão deste post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Magia do Cinema: “Esquadrão Suicida”

//Por Marina Anderi - segunda-feira, 15 de agosto de 2016 às 22:14


A DC vem nessa empreitada de alcançar a Marvel desde O Homem de Aço. Porém, ao seguir uma linha mais séria e realista, seus filmes vêm pouco agradando. Batman vs Superman foi detonado pela crítica. Aí vem a esperança, o tal Esquadrão Suicida, cheio de anti-heróis interessantes e Jared Leto enviando ratos vivos para as pessoas. Deu certo?

O Coringa, por sua vez, pouco aparece, pouco importa e muito irrita. Como os flashbacks não condizem com a Arlequina do tempo presente, ele se mostra desnecessário, já que, para o enredo em si, de nada serve. Todas as suas cenas terminam com uma risada estridente, independente do contexto. Leto divulgou tanto o quão Coringa era, com pegadinhas de mau gosto com os colegas, que só conseguia vê-lo em tela, não me concentrava no personagem. Assim, assumo que ele de forma alguma foi um bom Coringa.

Você pode conferir a crítica na íntegra acessando a extensão do post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Magia do Cinema: “As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras”

//Por Marina Anderi - quinta-feira, 16 de junho de 2016 às 11:04


Com a aproximação das férias, são lançados muito filmes de ação. “As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras” é mais um deles. Mais do mesmo? A estudante de Cinema e Audiovisual da UFPE e Webmistress do Potterish, Marina Anderi, propõe-se a discutir isso.

“A trama é marcada pela volta do vilão do primeiro filme, Destruidor, que, junto de um cientista renomado e um alien de outra dimensão, pretende acabar com o planeta Terra. April O’Neil (Fox) é quem dá conta de descobrir grande parte desses planos. Dificilmente espero um personagem útil feminino nesses filmes de ação, algo devido ao próprio gênero, cheio de músculos e mulheres indefesas, mas ela realmente se prova muito útil.”

Para ler a crítica cinematográfica na íntegra, acesse a extensão do post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 1,00 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “Como Eu Era Antes de Você”

//Por Marina Anderi - quinta-feira, 16 de junho de 2016 às 09:46


Temos divulgado aqui e ali o filme “Como eu era antes de você”, pois, em seu elenco, conta com o ator Matthew Lewis, nosso Neville Longbottom em “Harry Potter”. Hoje (16) é sua estreia oficial nos cinemas brasileiros, apesar de no final de semana anterior terem ocorrido algumas sessões devido ao Dia dos Namorados.

Marina Anderi, estudante de Cinema e Audiovisual da UFPE e Webmistress do Potterish, admitiu em um tweet em nossa conta que chorou muito com o filme. Mas será que ela gostou?

“Se tem algo que o filme faz bem é demonstrar como Lou parece presa ao seu cenário. ‘Sua vida parece mais chata que a minha’, Will comenta após ela listar seus hobbies. Ela tem 26 anos e nenhuma perspectiva de mudança de futuro, e isso é algo que ela não parara para pensar até se deparar com a questão. Ela namora Patrick (Lewis) por 7 anos, e ele parece mais focado em seus planos de boa forma e maratonas do que na namorada. Não que ela dê muita atenção a ele. É algo conveniente para os dois. Matthew Lewis entrega um Patrick desatento, apaixonado por esportes e que só vê o quanto Lou está distante quando tem isso esfregado na sua cara. Não é um cara ruim, de forma alguma. Apenas… com prioridades desalinhadas.”

Para ler a crítica cinematográfica na íntegra, acesse a extensão do post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 1,00 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “X-Men: Apocalipse”

//Por Pedro Martins - quinta-feira, 19 de maio de 2016 às 16:39


Na Magia do Cinema desta quinta-feira (19), a nossa Webmistress e estudante de Cinema Marina Anderi continua falando sobre filmes de super-heróis. “X-Men: Apocalipse” estreia nos cinemas de todo o Brasil hoje pela Fox Filmes.

“A falta de exploração das personagens nesse novo ‘X-Men’ é um problema sério, aliás. Isso é inesperado, já que é uma franquia que, independente do vilão, sempre se sustentou muito bem com sua equipe de super-heróis. Noturno (Smit-McPhee) é um cara azul que reza; ele se incomoda por ser diferente? De onde vem sua religião? Onde está sua família? Não sabemos. Ele apenas se teletransporta de um ponto a outro e parece que isso é suficiente. Uma grande diferença, então, do Noturno que conhecemos em “X-Men 2”, que é absolutamente fascinante.”

Para ler a crítica na íntegra, acesse a extensão do post.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 3,67 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “Capitão América: Guerra Civil”

//Por Marina Anderi - quinta-feira, 12 de maio de 2016 às 12:51


Marina Anderi, estudante de Cinema da UFPE e Webmistress do Potterish, não pretendia assistir a “Capitão América: Guerra Civil”. Mas acabou acontecendo e ela não poderia estar mais pasma, tanto que, semanas após a estreia do filme, ela ainda quis fazer uma crítica sobre ele. Mas seria isso para o bem ou para o mal?

Temos 12 super-heróis no filme, se não me engano. Todos, sem falta, bem explorados dentro do contexto. Os diretores, os irmãos Joe e Anthony Russo, conseguem equilibrar o peso da questão em pauta com os ótimos efeitos cômicos que percorrem o filme, e o Homem-Aranha de Tom Holland é responsável por muitas delas. Juntando-se agora a esse universo da Marvel Studios, tem direito à sua própria cena inicial dentro do filme e se mostra tão ágil quanto é divertido; praticamente um fã, um espectador de tudo isso, que teve a chance de participar da ação. A sequência toda envolvendo “Star Wars” é brilhante.

Leia a crítica na íntegra acessando a extensão do post.

Comentários: 7

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 3,67 de 5)
Loading...