JK Rowling


Livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com anotações de J.K. será exposto

//Por Ana Beatriz Fontes - quarta-feira, 07 de dezembro de 2016 às 19:13


Será exposto na Escócia, um exemplar da primeira tiragem do livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com anotações da própria escritora, JK Rowling. O livro ficará no Museu dos Escritores de Edimburgo.

“Esta primeira edição é um vislumbre memorável no mundo mágico de Harry Potter. J.K. Rowling abre seu coração sobre seus personagens e criações e faz belas ilustrações sobre as cenas mágicas da série”, afirma Richard Lewis, Secretário de Cultura do Conselho da Cidade de Edimburgo.

O exemplar é um jeito divertido de conhecer mais sobre as inspirações de JK para o universo Potter, pois conta com 43 comentários e ilustrações da autora. Por exemplo, abaixo podemos ver o brasão original de Hogwarts e onde a autora afirma que o quadribol foi inventado enquanto estava hospedada em um quarto pequeno de um hotel no norte da Inglaterra, mais especificamente Manchester.

livro raro pedra filosofal mão

livro raro Pedra Filosofal mão

Para quem tiver a oportunidade de visitar o museu e conferir de perto o raro livro, é bom saber que a entrada é grátis! É só tomar cuidado para não ir no domingo, pois museu só funciona de segunda a sábado (com exceção do mês de agosto, quando é aberto todos os dias).

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Seria ela uma Obscurial? Leia “A Misteriosa Vida e Morte de Ariana Dumbledore” e mate suas dúvidas

//Por Vinicius Bellemo - segunda-feira, 05 de dezembro de 2016 às 18:00


Após a estreia de Animais Fantásticos e Onde Habitam nos cinemas de todo mundo, diversas teorias ligadas ao universo de Harry Potter foram desenvolvidas pelos fãs, tendo como base as novas informações fornecidas pelo longa. Uma dessas informações deve-se a revelação dos termos “Obscurus” e “Obscurial”, ambos anunciados em Animais Fantásticos.

Designando todo “Obscurial” como “qualquer jovem bruxo ou bruxa que desenvolveu uma força das trevas parasita, conhecida como Obscurus“, que, segundo o Harry Potter Wikié resultado de ter seus poderes mágicos sendo oprimidos por abuso psicológico ou físico“, os fãs de Harry Potter logo conectaram os termos com a misteriosa doença da famosa irmã mais nova de Alvo Dumbledore: Ariana Dumbledore.

Coincidência ou não, poucos dias após a teoria que caracteriza Ariana Dumbledore como uma Obscurial se espalhar pela internet, o Pottermore divulgou em seu site oficial o seguinte texto: The Mysterious Life and Death of Ariana Dumbledore (A Misteriosa Vida e Morte de Ariana Dumbledore). O texto pode ser encarado quase como uma confirmação oficial de que a irmã do ex-diretor de Hogwarts era realmente uma Obscurial.

Clique aqui para ler “A MISTERIOSA VIDA E MORTE DE ARIANA DUMBLEDORE”, traduzida em primeira mão pela nossa equipe.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

J.K. revela nomes para os casais de “Animais Fantásticos”

//Por Ana Beatriz Fontes - terça-feira, 29 de novembro de 2016 às 17:05


Quem já viu “Animais Fantásticos e Onde Habitam” percebeu claramente que romance não faltará na nova era da série, apesar de não ser o foco da história. E agora até mesmo JK Rowling se pronunciou sobre o assunto, criando nomes fofos de casal para eles.

Em seu twitter, a autora foi questionada sobre como era o nome do ship de Newt e Tina. Ela respondeu “Newtina, obviamente.” Já outro fã sugeriu um nome para o outro casal do filme e J.K. respondeu que sempre havia pensado em Jacob e Queenie como Jakweenie.

Confira aqui os tweets:
img_20161129_165935

O futuro de “Jakweenie” ainda é incerto e, apesar de já sabermos como a história de “Newtina” irá acabar, não sabemos ainda como o desenvolvimento deste relacionamento ocorrerá. Para isso, teremos que esperar pelos próximos filmes da saga. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” começará a ser produzido em 2017 e sua estreia já está marcada para 16 de novembro de 2018.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

J.K. Rowling envia livros para garota síria em área de conflito

//Por Aline Michel - quinta-feira, 24 de novembro de 2016 às 07:05


J.K. Rowling conversou essa semana, via Twitter, com uma jovem fã e sua mãe que vivem em Aleppo, na Síria. A família lê livros para tentarem se distrair da guerra ao seu redor.

Bana, 7 anos, vive no leste de Aleppo, região que está no centro da guerra civil da Síria. Na 2a feira, a mãe de Bana, que coordena o Twitter da filha, enviou uma mensagem pública a J.K. Rowling perguntando se haveria um jeito de receberem os livros da série Harry Potter.

Durante a troca de Twitter, Rowling e a mãe de Bana tentaram encontrar uma maneira da garota conseguir receber os livros, já que o acesso à zona de guerra de Aleppo é muito complicado.

Acompanhe abaixo todas as mensagens trocadas entre Rowling e a mãe de Bana:


@AlabedBana: Olá @jk_rowling eu assiti aos filmes de Harry Potter, Bana gostaria de ler os livros.- Fatemah #Aleppo
@jk_rowling: @AlabedBana Bana, espero que você leia os livros, porque acho que você gostará deles. Mandando muito e muito amor xxx


@AlabedBana: @jk_rowling ela quer, mas não temos eles aqui. Nós assistimos aos filmes anteriormente. Como conseguimos?


@jk_rowling: @missguppy1 @AlabedBana eu sei disso, infelizmente. Adoraria enviar os livros para Bana se eu pudesse.
@NeilBlairTBP: @jk_rowling @missguppy1 @AlabedBana Bana, eu trabalho para a Jo. Você conseguiria ler um eBook? Se sim, ficaria feliz em enviar uma cópia para você.


“Obrigada minha amiga J.K. Rowling pelos livros”
@AlabedBana: minha amiga @jk_rowling como você está? Obrigada pelos livros, amo você de #Aleppo. – Bana


@jk_rowling: também amo você, Bana! Meus pensamentos estão com você, mantenha-se segura #Aleppo

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (9 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Estreia de “Animais Fantásticos” é a sétima mais lucrativa do ano no Brasil!

//Por Vinicius Bellemo - quarta-feira, 23 de novembro de 2016 às 15:29


Recentemente, foram divulgados os números atualizados da bilheteria de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” no Brasil. Tendo feito R$ 21,5 milhões na sua estréia em território nacional, o filme rapidamente se posicionou, como esperado, entre as dez maiores estreias do ano (até então) no Brasil, atingindo o sétimo lugar no ranking.

Na frente do novo longa do Mundo Mágico de J.K. Rowling, temos “Capitão América: Guerra Civil”, “Batman Vs Superman”, “Esquadrão Suicida”, “Deadpool”, “Os Dez Mandamentos” e “Procurando Dory”, respectivamente.

Segundo o site Box Office Mojo, o filme, que custou US$ 180 milhões, já ultrapassou, em poucos dias de lançado, o seu orçamento oficial, arrecadando um valor que fica em torno dos US$ 226 milhões. Um número bem alto e surpreendente, mas que, mesmo assim, fica abaixo das estreias de todos os filmes da série Harry Potter. Além disso, o longa é o mais lucrativo da semana, ficando em primeira posição nos EUA, no Brasil e em diversos outros países.

Dirigido por David Yates e produzido por David Heyman, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é o primeiro filme de uma quintologia sobre o Mundo Mágico de J.K. Rowling, trazendo a autora dos sete livros de Harry Potter em sua estreia oficial como roteirista. O longa, que tem arrecadado bons comentários da crítica, já encontra-se disponível em diversas salas de cinema por todo Brasil.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Entrevistamos J.K. Rowling

//Por Aline Michel - sexta-feira, 18 de novembro de 2016 às 08:11


A Premiere européia de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” aconteceu na Leicester Square em Londres no dia 15 de novembro.

O nosso webmaster esteve presente e teve a oportunidade de conversar com J.K. Rowling. Na entrevista, Rowling fala sobre a teoria dos cinco países / cinco filmes baseada no Tweet da autora.
Ela também mandou um oi para o Potterish e disse amar os brasileiros.

Confira o vídeo abaixo:

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” já está em cartaz nos cinemas brasileiros. Dirigido por David Yates e produzido por David Heyman o filme marca a estréia de J.K. Rowling como roteirista.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (6 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Ezra Miller fala sobre relação com Emma Watson e J.K. Rowling em “Animais Fantásticos”

//Por Pedro Martins - segunda-feira, 14 de novembro de 2016 às 19:37


Em uma coletiva que aconteceu hoje, 14, em Londres, o ator Ezra Miller falou sobre sua amizade com Emma Watson, as visitas de J.K. Rowling aos sets e mais segredos dos bastidores de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Participamos da coletiva e trazemos agora alguns destaques.

Já familiar aos fãs da série Harry Potter por ter contracenado com Watson em As Vantagens de Ser Invisível (2012), Ezra contou que, ao receber a confirmação para o papel de Credence Barebone, primeiro avisou à mãe, e depois telefonou diretamente para a amiga Watson:

“Ela não me deu conselhos, na verdade. Ela fez eu ficar ainda mais animado, particularmente sobre trabalhar com David Yates. Foi nisso que ela focou: como essa parceria trouxe frutos para sua carreira, o quanto ela o admira e que eu soubesse que estava em mãos capazes. E é tudo verdade, David é um mestre. Ele me fez sentir seguro como ator, sentir seguro em me arriscar.”

Potterhead nato, conhecer a criadora do Mundo Bruxo foi uma tarefa árdua para o ator: “Eu não era mais um ser humano. Eu era uma poça de água no chão. Mas ela tem experiência em lidar com isso. Ela me fez sentir muito confortável e seguro, conseguiu curar meu nervosismo.”

E detalha:

“Sempre que ela vinha ao set, fazia tudo parar, então tiveram que restringir suas visitas, se não, você sabe… Cabeças se viravam, câmeras caiam, atores simplesmente desapareciam e dali a pouco estavam em volta dela como filhotinhos animados. E ela fazia comentários infinitamente valiosos, contando segredinhos e nos dando mais material para trabalhar.”

A relação de Rowling com os atores de Harry Potter sempre foi valiosa. Prova disso é que o único que sempre soube de toda a história de Severo Snape era o próprio Alan Rickman. “Ela realmente sabe tudo! Não sei se ela tem algum fiel do segredo, mas tenho certeza que ela é a única pessoa que realmente sabe o que esses cinco filmes vão dizer.”

Mas e com relação a Credence em si? Será que a autora teve conversas extensas com Miller também? Apesar de ela ter “sussurrado alguns segredos”, “sua visão sobre o personagem estava tão clara no roteiro que não houve necessidade. Eu Nunca tinha lido um roteiro com a estrutura tão voltada para os atores, com tantos pequenos detalhes.”

Sobre a história, o ator comentou que, de fato, o enredo é mais sombrio do que era em “Harry Potter”. Para ele, Rowling tenta manter a acessibilidade universal da história ao mesmo tempo em que fala diretamente com a Geração Y. “É muito bom ter uma nova história do mesmo universo, vinda dela, que se encaixa onde estamos em termos de maturidade”. Os dilemas morais, contudo, não são pontas soltas: “Essas ideias morais são muito úteis. Nunca é escapismo puro, sempre haverão paralelos. Algo que reflete o mundo real.”

Para os fãs, Credence Barebone é, até então, um personagem misterioso. Quase nada foi revelado sobre ele no material de divulgação do filme. Um dos jornalistas, que como nós já assistiu ao filme ontem, comentou sobre um “olhar raivoso de Credence”. Ezra, então, revelou que conversou diretamente com sobreviventes de abuso. “Raiva é uma parte muito real e válida dessa experiência.”

“Eles dividiram suas histórias comigo. Passaram por situações parecidas com a de Credence em instituições ou orfanatos depois de serem retirados de suas famílias. Foi a coisa mais importante para mim, e às vezes quero agradecê-los diretamente pelos nomes, mas, obviamente, eles ficam anônimos.”

Encerrando a conversa, Ezra nos desejou um bom dia. Com tantas entrevistas pela frente, “lembrem-se de se alongar de vez em quando”. Pode deixar que nos lembraremos, sim, Ezra!

Entrevista: Marcelo Neves.
Tradução: Julianna Martins e Rodrigo Cavalheiro.
Redação: Pedro Martins.
Edição: Aryanne Valenzuela e Kaio Rodrigues.

Leia também a nossa crítica do filme!

Dirigido por David Yates e produzido por David Heyman, Animais Fantásticos e Onde Habitam chega aos cinemas brasileiros em IMAX e 3D daqui a três dias!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” recebe prêmio de melhor peça

//Por Donizete Junior - domingo, 13 de novembro de 2016 às 22:12


Após o anúncio das nomeações de “Harry Potter and the Cursed Child” ao prêmio teatral Evening Standard Awards, a peça recebeu um dos principais prêmios da noite durante a cerimônia realizada na noite de 13 de novembro.

A peça havia recebido nomeações nas categorias de melhor direção (para John Tiffany), melhor design (Christine Jones) e de melhor ator revelação (para Anthony Boyle, interprete de Escórpio Malfoy), mas acabou recebendo maior prêmio da noite na categoria de melhor peça, apresentada pela renomada atriz Dame Maggie Smith (Minerva McGonagall).

Confira trechos e detalhes da cerimônia na extensão da notícia!

E não se esqueça! O roteiro de “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” concorre ao prêmio de melhor livro de fantasia do ano na semi-final do Goodreads Choice Awards 2016, saiba como votar!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Magia do Cinema: “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, de J.K. Rowling

//Por Pedro Martins - domingo, 13 de novembro de 2016 às 00:00


Nossa correspondente em Nova York Larissa Helena teve a honra de fazer parte de uma seleta equipe de repórteres que assistiram Animais Fantásticos e Onde Habitam na última quarta-feira, 09, para participar da coletiva de imprensa do dia seguinte com o elenco, a equipe técnica e a roteirista J.K. Rowling. Pouco depois da virada do dia, à uma da manhã, ela traz sua crítica sem spoilers do filme.

Por Larissa Helena
Edição por Pedro Martins

Antes de começar a parte puramente crítica do texto, vale a pena comentar que aquele esforço de objetividade e imparcialidade de que a gente tenta se investir quando a tarefa é resenhar uma obra de arte não se sustentou por um minuto inteiro sequer quando comecei a ouvir pelos alto-falantes do cinema os primeiros acordes de Hedwig’s Theme: um arrepio na coluna de estar prestes a assistir a um capítulo inédito da historia bruxa me avisou desde o início que essa tarefa seria muito mais difícil do que eu esperava.

Mas vamos lá! Sem spoilers, tudo o que vocês devem estar se perguntando sobre o filme (menos comentários sobre a participação do Johnny Depp. Não me odeiem.)

A primeira coisa que merece atenção sem dúvida é a ambientação e o cenário. Parabéns a todos os envolvidos pela escolha de Nova York na década de vinte. Isso permitiu um filme bem menos asséptico e com locações variadas, entre o o ostentoso e a sujeira dos becos, que fazem com que o filme seja um prazer visual não apenas no Mundo Bruxo, mas também em tudo o que se passa fora dele. De certa forma, a atmosfera art nouveau da época tem sua própria magia, e o efeito também é uma certa dissolução das barreiras entre dois mundos: parece mais plausível que houvesse magia pelas ruas naquela época!

Eddie Redmayne faz jus a todas as expectativas no papel de Newt Scamander – um Magizoologista recém chegado nos Estados Unidos, onde suas amadas criaturas foram proibidas. Ele acredita que esses Animais Fantásticos são apenas incompreendidos, e que se os bruxos soubessem mais sobre eles, parariam de temê-los. Esse é parte do motivo pelo qual ele empreende suas pesquisas, mas o motivo maior dá para ver nos olhos do personagem a cada momento que ele vê uma dessas criaturas – é um olhar de amor tão intenso e genuíno que faz a gente pensar na nossa própria relação com os nossos bichinhos de estimação. Só que os dele, no caso, ficam invisíveis ou têm chifres capazes de colocar fogo em uma árvore. Detalhes.

Em seu primeiro roteiro cinematográfico, Rowling não desaponta. Para não dar spoilers, só dá para dizer que os fãs da série vão sentir um deleite especial em reconhecer os aspectos totalmente J.K. Rowling de uma história no primeiro do que promete ser uma série de cinco filmes. Sendo ela o espírito elevado que é, na coletiva de imprensa entregou todos os louros aos seus mentores, mas a gente sabe de qual cabeça veio uma história tão absurdamente incrível e capaz de cativar um público de todas as idades, ainda que seja claramente orientado para jovens adultos e adultos que cresceram lendo a série Harry Potter, devido ao teor das piadas e a seriedade do enredo.

Há inclusive algumas menções passageiras a assuntos políticos que, especialmente por conta da história se passar nos EUA, certamente ganharão uma nova conotação diante dos recentes acontecimentos. Mas Jo já anteviu essa possibilidade e fez questão de frisar na coletiva de imprensa que o filme foi escrito há muito tempo e portanto distante da sombra desses acontecimentos – e evitou fazer comentários mais profundos para não correr o risco de desviar a atenção do lançamento.

As criaturas seguem a excelente tradição dos oito filmes anteriores, que nunca decepcionaram no design e em dar à luz na tela aos personagens mágicos. Eu esperava que houvesse mais, mas Jo sendo a Jo, o clima é mais de concentração em algumas criaturas-chave de personalidades muito bem desenvolvidas e que são usadas em várias cenas diferentes com funções distintas. Ainda assim, esperemos que a cada novo filme a gente possa aprender sobre mais criaturas e volte a ver as que apareceram neste.

Para qualquer Potterhead, o que tem de melhor no filme são os muitos novos insights e detalhes sobre o Mundo Bruxo: a estrutura de seu funcionamento nos Estados Unidos, com uma versão própria do Ministério da Magia – o MACUSA -, nomes específicos para os trouxas – no-mags em vez de muggles, o que resultou em um termo bem mais politicamente correto em português (no-majs) – e muito mais.

No fim das contas, a grande maldição deste filme é também sua grande bênção: o fato de ele não ser inspirado em nenhum livro anterior faz com que os fãs comecem a assisti-lo um pouco céticos de que não se trata apenas de mais uma tentativa de esticar o sucesso da série para fins de caixa. Entretanto, entrar em uma sala de cinema sem saber ao certo o que esperar da história acaba sendo um presente raríssimo e bastante positivo para quem já teve o desfecho da história do Harry há quase uma década.

Desejo a vocês o mesmo arrepio de felicidade que tive frente à telona e mal posso esperar pelos quatro próximos arrepios!

Malfeito feito!

Responsável pelas negociações dos livros mais recentes da saga no Brasil, Larissa Helena é tradutora, editora e agente literária. Corvinal de coração, sua tese de mestrado foi sobre Harry Potter.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (14 votos, média: 4,71 de 5)
Loading...

Relação entre Dumbledore e Grindelwald não terá foco em “Animais Fantásticos”

//Por Pedro Martins - quinta-feira, 10 de novembro de 2016 às 19:46


A criadora do Mundo Bruxo, J.K. Rowling, revelou hoje (10) em uma coletiva de imprensa em Nova York na qual estivemos presentes que a singular relação entre Alvo Dumbledore e Gellert Grindelwald não será o foco de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e suas continuações. Em contrapartida, muitas informações sobre Dumbledore serão reveladas:

“Vocês verão um Dumbledore mais jovem, bem problemático, porque ele sempre foi muito inteligente, mas nem sempre foi o bruxo que conhecemos. Vamos ver o que acho que foi um período crucial de formação na vida dele”, explicou Rowling. Quando perguntada se o personagem seria assumidamente gay à época, a autora foi um tanto enigmática com um simples “esperem e verão”.

Dirigido por David Yates e produzido por David Heyman, “Animais Fantásticos” marca a estreia de Rowling como roteirista e chega aos cinemas brasileiros em 3D e IMAX daqui a exatamente uma semana!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...