Atores


Tom Felton fala sobre Pedra Filosofal em The Flash

//Por Ana Beatriz Fontes - sexta-feira, 09 de dezembro de 2016 às 15:16


Foi divulgado um clipe do nono episódio da série The Flash no qual Tom Felton fala sobre a Pedra Filosofal, conhecido elemento dos fãs de Harry Potter.

Tom Felton, o eterno Draco Malfoy de Harry Potter, é responsável por interpretar Julian Albert em The Flash, um investigador criminal que trabalha com Barry Allen.

Em Harry Potter, a Pedra Filosofal foi elemento central do primeiro livro. Harry, Rony e Hermione passam por várias armadilhas para conseguir obtê-lá, suspeitando que ela iria ser roubada por Snape e entregue à Voldemort. Mas eles depois descobrem que estavam atrás do objeto era o professor Quirinus Quirrell, o qual convivia com o Lord das Trevas no seu próprio corpo.

Embora a Pedra Filosofal de Flash seja um pouco diferente da que pertence à saga bruxa, ainda é interessante ver esta referência ao antigo papel de Tom na sua série atual. Os fãs do mundo bruxo que acompanham a série da DC Comics com certeza não perderam a similaridade!

Confira abaixo o clipe de Julian conversando sobre o objeto mágico com Barry Allen:

O episódio “The Present Scene” marca o final da metade da terceira temporada da série e já foi ao ar.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Evanna Lynch é recebida por mais de três mil fãs em painel da Comic Con Experience

//Por Aline Michel - quarta-feira, 07 de dezembro de 2016 às 18:14


Hogwarts veio até São Paulo nesse fim de semana da Comic Con Experience!

Às 2h da manhã, fãs ja acampavam nas filas do auditório Cinemark. Às 10h, a atriz Evanna Lynch, intérprete de Luna Lovegood na série Harry Potter, chegou ao auditório e foi calorosamente recebida por três mil e quinhentos fãs!

“Estava ali atrás ouvindo-os (os fãs) gritarem e pensando ‘eles sabem que eu não sou uma popstar?’ Sinto que deveria estar mais preparada, ter preparado uma música. Isso é muito legal. Ouço falar dos fãs brasileiros há anos, então estava esperando que fosse bem animado, mas isso é um outro nível!”

Pedro Martins e Marina Anderi, nossos webmasters, cobriram tudo em tempo real para nossos seguidores no PotterishSnap, Instagram Stories (@PotterishOficial) e no Twitter (@Potterish) e ainda tiveram a chance de tirar uma foto com a atriz.

ccxp_evanna

Reunimos abaixo os melhores momentos:

– Sobre ter sido escolhida para a Grifinória no teste do Pottermore, Evanna admitiu que sempre se viu mais na Grifinória porque segue mais o coração do que a mente e Corvinais são muito sensatos. Ela também desabafou dizendo que sentia-se irritada quando via Tom Felton (Draco Malfoy) e Daniel Radcliffe (Harry Potter) sendo amigos no set;

– A atriz afirmou que interpretaria Luna novamente e prometeu usar cremes anti-rugas para continuar jovem por mais tempo. Ela também revelou que já mandou mensagens para a J.K. Rowling e para a Warner Bros. no Twitter pedindo por mais filmes das série Potter, mas que até agora não recebeu uma resposta;

– Mais sobre Luna Lovegood, Evanna disse que se identifica com a estranheza da personagem, e que ama o fato dela não ser entendiante e de conseguir fazer amigos, mesmo com suas particularidades. A atriz também revelou amar animais, assim como sua personagem, e diz se sentir mais confortável com animais do que com pessoas;

– O momento mais feliz da atriz no set de Harry Potter foi quando ela encontrou seu pai, Xenófilo Lovegood, pela primeira vez; Ainda sobre as filmagens do filme, Evanna revelou que levou penas de Fênix para casa como recordação e também algumas réplicas de sua varinha;

– Evanna assistiu “Animais Fantásticos e Onde Habitam” no Brasil diz sentir orgulho de fazer parte desse mundo. A atriz revelou ter ciúmes do novo filme, pois queria estar nele também. Ela também falou que espera ver a escola Castelobruxo em um dos filmes da série;

– Para finalizar a atriz deu dicas para aqueles que pretendem ingressar na indústria do cinema: ler livros, amar histórias e personagens. Evanna também frisou a importância de sempre ter ao seu lado pessoas que acreditam em você!

Transcrição: Nuara Costa
Revisão: Aline Michel

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Eddie Redmayne recebe honra da Ordem do Império Britânico

//Por Aline Michel - terça-feira, 06 de dezembro de 2016 às 07:39


Eddie Redmayne tornou-se um Oficial da Ordem Mais Excelente do Império Britânico por serviços prestados à dramaturgia.

A estrela de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” encontrou-se com a rainha Elisabeth II no Castelo de Windsor, na Inglaterra, na última 6a feira, dia 2 de novembro, para receber a honra das mãos da rainha.

Eddie descreveu toda a experiência como sendo “uma incrível lição de humildade”.

“Tenho muita sorte por fazer algo pelo qual sou apaixonado. Sou muito agradecido por fazer algo que amo, porque isso é uma coisa rara. (Receber essa honra) é algo que eu nunca pensei, nunca esteve na minha imaginação mais louca. Toda a experiência é uma lição incrível de humildade. Entrar no Castelo de Windsor faz você perder o ar, especialmente perto do natal, com todas as decorações.”

Confira abaixo fotos do ator durante e após a cerimônia.

Investitures at Windsor Castle

Investitures at Windsor Castle

A equipe do Potterish parabeniza o ator Eddie Redmayne pela honra recebida!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Evanna Lynch questiona: J.K. é a única trouxa no mundo que sabe sobre o mundo bruxo?

//Por Ana Beatriz Fontes - domingo, 04 de dezembro de 2016 às 18:04


Traduzido por Rodrigo Cavalheiro
Revisado por Amanda Mendes

Todo Potteriano já se questionou, pelo menos uma vez, o que aconteceria se a magia fosse real. Mas parece que não são só os fãs que fazem isso. A atriz Evanna Lynch, a eterna Luna Lovegood, confessou ao EW’s Binge que também pensa nisso.

“De vez em quando eu fico, ‘isso é tudo uma farsa e os bruxos estão rolando de rir em como nós a aceitamos?” ela conta. “Eu comecei a ficar paranoica. ‘J.K. Rowling é a única trouxa no mundo que sabe sobre os segredos que foram confiados a ela de alguma forma?’. É quase um reforço da barreira entre nós e eles se houver um trouxa mágico que está fazendo parecer como se fosse um mundo de fantasia, caso não seja. E se ela está encobrindo tudo? Isso me deixaria louca!”.

Mas mesmo se a magia fosse real, nem tudo seria perfeito. Se ela visse uma marca negra aparecer no céu agora mesmo, o que faria? Iria para casa, pegaria o seu gato e provavelmente faria as malas, admite a atriz e acrescenta que provavelmente iria para algum lugar mágico, afirmando que há vórtices na terra, lugares com poderes místicos. Um exemplo citado desses lugares foi a Irlanda, onde ela provavelmente iria, pois lá tem florestas com fadas e colinas e lugares que tem muita magia antiga, segundo Evanna.

Evanna também falou com muito carinho sobre a sua personagem, afirmando que Luna era preciosa para ela. Mais do que apenas um trabalho, a Luna é uma pessoa importante para ela. A atriz sentia-se uma adolescente diferente e queria esconder muitas coisas sobre si, que a deixavam desconfortável, mas toda vez que lia Luna, ela sentia um alívio enorme.

“Ela me ajudou a passar por tanta coisa que eu senti que eu só queria proteger e preservar seu espírito. Há tantos atores, e não que isso seja uma coisa ruim, mas seria só um email na caixa de entrada deles e eles ficariam tipo ‘Ok, vou experimentar essa pessoa hoje’, e para mim era tão mais do que isso” confessa. “Ela era completamente autêntica. E sua personalidade era tão esquisita e diferente para os outros era desconfortável para todos, mas ela usava sua diferença com tanta auto-aceitação e graça”.

Todo o carinho e dedicação de Evanna pela saga é reconhecido pelos fãs: Evanna Lynch foi recebida com entusiasmo no Brasil neste fim de semana, quando estava participando da Comic Con Experience, em São Paulo.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Magicamente humanos

//Por Pedro Martins - sexta-feira, 02 de dezembro de 2016 às 22:48


Por Clarice Freire

Editado por Pedro Martins

Animais Fantásticos e Onde Habitam chega aos cinemas cerca de 15 anos depois da minha primeira ida ao cinema para ver algo sobre o Mundo Bruxo de J.K. Rowling, e lá vou eu assistir. Teria muito a dizer, mas preciso falar sobre o Credence. Prefiro me deter no quanto aquele personagem me chamou atenção.

Credence (Ezra Miller) é um jovem assustado, estranho, “esquisito”, praticamente mudo. Trêmulo, de olhar baixo, é completamente oprimido pela mãe adotiva que nutria um medo e ódio devastadores contra “bruxas” e queria exterminá-las “para a segurança de todos”. Credence, em segredo, queria apenas fazer parte daquele mundo mágico. Queria aprender, pois guardava dentro de si um “Obscurial”, uma enorme força parasitária concentrada. Ela veio de jovens bruxos que, ao longo dos séculos, foram forçados a esconder sua força, a rejeitá-la, implodi-la, e o seu poder devastador mata em poucos anos quem a estiver hospedando. Atenção para a profundidade desta metáfora que pode passar despercebida.

O personagem de Ezra Miller tenta ser aceito por todos os lados, mas quando não dá às pessoas ao seu redor o que esperam dele, não serve. Não tendo força para reagir, recua cada vez mais. Credence é obviamente uma criatura mágica, mas não sabe como sê-lo. Não sabe na verdade nem quem é, nem o que pode causar com sua força contida. Tão contida, tão tolhida, tão escondida, que fica obscura e o mata lentamente por dentro. Quando a situação chega ao limite, Credence se percebe usado e explode. O Obscurus dentro dele é revelado em toda a sua potência e sai matando, destruindo a cidade, iniciando uma guerra: uma devastação nele mesmo e em tudo o que está ao redor.

Saí do cinema pensando nas milhares de vezes que, em minha própria vida, implodi minha luz simplesmente porque o mundo não a entenderia, não a aceitaria. Eu queria fazer parte de um mundo inventado. E na inutilidade disso, porque ela sempre explode e isso é, de fato, devastador. Algumas vezes libertador, claro. Mas nunca é agradável.  Pensei nas tantas outras pessoas – conhecidas e estranhas – que passaram por isso de maneira muito mais drástica.

Pensei nas vítimas de perseguição, preconceito, opressão, por milhares de motivos, espalhadas pelo mundo. Infelizmente, a lista é interminável.  A “magia” que Rowling retrata é, para mim, claramente essa força contida dentro de cada um de nós. As vezes em que reprimimos nossa luz porque o mundo espera diferente. A ansiedade e a depressão são cada vez mais comuns: é preciso ser, é preciso ter, é preciso corresponder, é proibido fracassar, é terrível decepcionar e, claro, não esqueça de postar. Mostre. O mundo on-line é um prestador de contas constante, presente, como Grindewald encurralando o rapaz na parede: mostre-me, o que você fez? O que conseguiu? Mostre-me que você serve para alguma coisa.

A mensagem de Credence é séria, é triste, mas é um alerta.

Em uma frase, eu diria: somos todos magicamente humanos.

Somos extraordinários e isso não pode ser abafado. Nossa magia mora na unicidade: você é único e isso tem uma potência inimaginável. É perigosíssimo implodir uma força! Deixemos a magia explodir livremente, “para a – verdadeira – segurança de todos”.

Onde habitam os seres fantásticos? Dentro de mim, de você e daquele estranho ao seu lado.

Não deixe

a magia contida.

Que ela brilhe forte,

imensa, sem morte,

cheia de vida.

Clarice Freire é escritora e publicitária por formação. Fez sua primeira viagem à Lua em 2014 com Pó de Lua, sua poesia desenhada em forma de livro. Seguida por mais de um milhão e meio de pessoas nas redes sociais, com dois best-sellers publicados pela Editora Intrínseca, ama a magia das palavras de Rowling desde a infância, por achar que o melhor lugar do mundo é a imaginação.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Ralph Fiennes interpretaria Voldemort novamente

//Por Aline Michel - terça-feira, 29 de novembro de 2016 às 12:15


Ralph Fiennes revelou em entrevista ao Evening Standard, que não gostaria mais de interpretar vilões no cinema.

O ator, que interpretou o comandante Amon Göth em “A lista de Schindler”, um serial killer em “Dragão Vermelho” e Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado na série Harry Potter, disse que interpretar esses tipos de personagens mexem com seu psicológico:

“Você tem que levar sua mente à lugares estranhos – nunca diga nunca – mas depois do comandante da SS, um serial killer em Dragão Vermelhor e Voldemort, decidi que não quero mais ser essa definição de mal. Se você interpreta esses personagens, sinto que você tem que colocar sua mente no lugar dessa pessoa. E isso acaba com sua mente.”

No entanto, o Ralph revelou que interpretaria Voldemort novamente:

“Se Voldemort aparecer again, me sentiria possessivo… protetor. Não gostaria de deixar isso passar”.

Curiosamente, o ator inicialmente não tinha interesse em interpretar o bruxo das trevas e somente aceitou o papel após conversar com sua irmã. Quando Ralph percebeu o entusiasmo dos leitores de Harry Potter, incluindo os filhos de sua irmã, ele percebeu a importância e a intensidade do papel.

Infelizmente no momento não temos nenhum indício de que Tom Riddle ou Voldemort aparecerão na série de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sam Clemmett reflete sobre atuar como Albus Potter em “Criança Amaldiçoada”

//Por Ana Beatriz Fontes - segunda-feira, 28 de novembro de 2016 às 23:08


Traduzido por Ana Alves Rolim
Revisado por Roger Uchoa

O Pottermore publicou recentemente uma entrevista com Sam Clemmett, o ator que interpreta Alvo Potter na peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, no West End em Londres.

Apesar da peça já estar em cartaz há quase seis meses, Sam afirma achar “pequenos nuances novos” nela todos os dias. Ele está confiante de que a peça está mais nova do que nunca.

Sam pára um pouco para refletir sobre como tudo está acontecendo, dizendo amar contar a história da peça e estar em um momento muito interessante agora que eles fizeram mais de cem apresentações.

“Estamos encenando a peça há muito tempo”, continua Sam. “É muito fácil que algo assim se torne banal. Mas nós temos uma equipe talentosa e ainda encontramos diariamente pequenas nuances novas que se somam à performance, a mudam, e é por isso que fazemos o que fazemos.”

O retorno de todo esse trabalho é claro: Além do sucesso de bilheteria, a peça ganhou recentemente o prêmio Evening Standard de Melhor peça, mostrando que mesmo após meses de exibição “Criança Amaldiçoada” ainda continua conquistando o público.

Sam ainda aproveita a oportunidade para falar sobre a companhia, afirmando que esta é muito especial. Revela também que todos são amigos muito próximos, tendo muitas risadas e diversão por trás das cenas, o que deixa tudo mais divertido para todos.

“A união da companhia fica cada vez mais forte. Eu nunca estive num elenco tão grande e tão cheio de calor e amor. John juntou muita gente maravilhosa” afirma ele.

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada foi escrito por Jack Thorne, John Tiffany e JK Rowling e conta a história de Alvo Severus Potter enquanto ele tenta lidar com o legado do pai. A peça está em exibição somente em Londres, mas o seu roteiro já pode se encontrado em português.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Arthur Darvill consideraria papel de Dumbledore

//Por Ana Beatriz Fontes - sexta-feira, 25 de novembro de 2016 às 16:25


Conhecido por interpretar Rory Williams em Doctor Who e Rip Hunter em Legends of Tomorrow, o ator britânico Arthur Darvill agora chama a atenção por querer ser Alvo Dumbledore na sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam.

Em entrevista ao Digital Spy, o ator disse que aceitaria fazer o papel do jovem Dumbledore se fosse chamado: “se eles me dissessem, ‘Nós queremos que você seja o jovem Dumbledore’, eu definitivamente consideraria!”.

Arthur revela ainda que ficaria muito feliz somente interpretando bruxos pelo resto da vida, provavelmente a razão pela qual fez o pacto consigo mesmo sobre após certa idade somente interpretar magos.

O que vocês acham? Arthur Darvill seria um bom jovem Dumbledore?

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Personagem importante confirmada no segundo filme de “Animais fantásticos” (leia com spoilers)

//Por Juliana Torres - segunda-feira, 21 de novembro de 2016 às 16:02


Em mesas-redondas realizadas, em Londres, sobre “Animais fantásticos e onde habitam”, o ator Eddie Redmayne e a atriz Katherine Waterston comentaram a participação da atriz Zoe Kravitz que interpretará Leta Lestrange, uma personagem importante na nova série.

Durante a entrevista, os atores responderam ao repórter do site SnitchSeeker sobre a relação entre os personagens por eles interpretados e como a personagem Leta Lestrange poderá interferir nela. Katherine Waterston brincou dizendo que acha a concorrência injusta e Eddie Redmayne revelou que tentou encontrar pistas sobre o próximo filme nas duas páginas de roteiro que ele e Zoe Kravitz leram no teste dela para o papel.

SnitchSeeker: naquelas cenas (finais) vemos uma relação se formando entre seus personagens… mas Leta Lestrange pode interferir nela. Veremos algo sobre isso no próximo filme?

Katherine Waterston: por que alguém não colocaria a Zoe Kravitz em um filme? Além disso, que inferno é esse de tê-la como minha concorrência? Se eu estivesse saindo com alguém, e ela estivesse interessada nele, eu provavelmente falaria “vá em frente, viva sua vida”!

Eddie Redmayne: o que foi interessante, quando estávamos fazendo o teste com Zoe para esse papel – porque nesse filme ela é apenas uma fotografia – foi que havia uma cena do próximo filme, e acabamos vendo um pouco dele. Eu fiquei esmiuçando essa cena para tentar encontrar diferentes pistas sobre aonde poderíamos chegar. Você vai vê-la.

A sequência de “Animais fantásticos e onde habitam” tem estreia prevista para 2018.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (8 votos, média: 4,38 de 5)
Loading...

Orgulho Lufa-lufa

//Por Aline Michel - segunda-feira, 21 de novembro de 2016 às 08:22


De todas as quatro casas de Hogwarts, Lufa-lufa sempre foi considerada pelos fãs de Harry Potter como sendo a mais comum de todas.

Mas em novo vídeo, Eddie Redmayne, que interpreta o famoso lufano Newt Scamander em “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, defendeu sua casa.

“Durante muito tempo os alunos da Lufa-lufa têm sido vitimizados. Chamam-nos de chato. Chamam-nos de sem graça”

O ator lista as razões pelas quais ele tem orgulho em fazer parte da Lufa-lufa, como por exemplo lealdade e compaixão.

Confira abaixo o vídeo completo traduzido e legendado por nossa equipe:

Tradução: Juliana Del Gaudio
Legenda: Juliana Del Gaudio e Orley Silva

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...