“Criança Amaldiçoada” lidera lista dos mais vendidos na Amazon em 2016

//Por Aline Michel - quinta-feira, 08 de dezembro de 2016 às 07:18

O site Amazon acaba de revelar sua lista dos livros mais vendidos em 2016.

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada: Partes 1 e 2”, escrito por J.K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany, liderou a lista em quatro categorias: livro infantil mais vendido de 2016, livro juvenil mais vendido de 2016, livro “mais presenteado” e livro “mais desejado” do ano. É a primeira na história do site que uma peça entrou no top 20 da lista dos mais vendidos.

Sobre o resultado, Chris Schluep, editor sênior do Amazon comentou:

“O poder de Potter ainda é muito forte e leitores de todas as idades não se cansam de Hogwarts. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada foi o livro mais esperado do ano, quebrando recorde na pré-venda meses antes do lançamento”.

A lista dos livros mais vendidos é composta por primeiras edições publicadas em 2016, incluindo compras da versão impressa e do Kindle. Você pode conferir o top 20 do Amazon aqui.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...


Livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com anotações de J.K. será exposto

//Por Ana Beatriz Fontes - quarta-feira, 07 de dezembro de 2016 às 19:13

Será exposto na Escócia, um exemplar da primeira tiragem do livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com anotações da própria escritora, JK Rowling. O livro ficará no Museu dos Escritores de Edimburgo.

“Esta primeira edição é um vislumbre memorável no mundo mágico de Harry Potter. J.K. Rowling abre seu coração sobre seus personagens e criações e faz belas ilustrações sobre as cenas mágicas da série”, afirma Richard Lewis, Secretário de Cultura do Conselho da Cidade de Edimburgo.

O exemplar é um jeito divertido de conhecer mais sobre as inspirações de JK para o universo Potter, pois conta com 43 comentários e ilustrações da autora. Por exemplo, abaixo podemos ver o brasão original de Hogwarts e onde a autora afirma que o quadribol foi inventado enquanto estava hospedada em um quarto pequeno de um hotel no norte da Inglaterra, mais especificamente Manchester.

livro raro pedra filosofal mão

livro raro Pedra Filosofal mão

Para quem tiver a oportunidade de visitar o museu e conferir de perto o raro livro, é bom saber que a entrada é grátis! É só tomar cuidado para não ir no domingo, pois museu só funciona de segunda a sábado (com exceção do mês de agosto, quando é aberto todos os dias).

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Evanna Lynch é recebida por mais de três mil fãs em painel da Comic Con Experience

//Por Aline Michel - quarta-feira, 07 de dezembro de 2016 às 18:14

Hogwarts veio até São Paulo nesse fim de semana da Comic Con Experience!

Às 2h da manhã, fãs ja acampavam nas filas do auditório Cinemark. Às 10h, a atriz Evanna Lynch, intérprete de Luna Lovegood na série Harry Potter, chegou ao auditório e foi calorosamente recebida por três mil e quinhentos fãs!

“Estava ali atrás ouvindo-os (os fãs) gritarem e pensando ‘eles sabem que eu não sou uma popstar?’ Sinto que deveria estar mais preparada, ter preparado uma música. Isso é muito legal. Ouço falar dos fãs brasileiros há anos, então estava esperando que fosse bem animado, mas isso é um outro nível!”

Pedro Martins e Marina Anderi, nossos webmasters, cobriram tudo em tempo real para nossos seguidores no PotterishSnap, Instagram Stories (@PotterishOficial) e no Twitter (@Potterish) e ainda tiveram a chance de tirar uma foto com a atriz.

ccxp_evanna

Reunimos abaixo os melhores momentos:

– Sobre ter sido escolhida para a Grifinória no teste do Pottermore, Evanna admitiu que sempre se viu mais na Grifinória porque segue mais o coração do que a mente e Corvinais são muito sensatos. Ela também desabafou dizendo que sentia-se irritada quando via Tom Felton (Draco Malfoy) e Daniel Radcliffe (Harry Potter) sendo amigos no set;

– A atriz afirmou que interpretaria Luna novamente e prometeu usar cremes anti-rugas para continuar jovem por mais tempo. Ela também revelou que já mandou mensagens para a J.K. Rowling e para a Warner Bros. no Twitter pedindo por mais filmes das série Potter, mas que até agora não recebeu uma resposta;

– Mais sobre Luna Lovegood, Evanna disse que se identifica com a estranheza da personagem, e que ama o fato dela não ser entendiante e de conseguir fazer amigos, mesmo com suas particularidades. A atriz também revelou amar animais, assim como sua personagem, e diz se sentir mais confortável com animais do que com pessoas;

– O momento mais feliz da atriz no set de Harry Potter foi quando ela encontrou seu pai, Xenófilo Lovegood, pela primeira vez; Ainda sobre as filmagens do filme, Evanna revelou que levou penas de Fênix para casa como recordação e também algumas réplicas de sua varinha;

– Evanna assistiu “Animais Fantásticos e Onde Habitam” no Brasil diz sentir orgulho de fazer parte desse mundo. A atriz revelou ter ciúmes do novo filme, pois queria estar nele também. Ela também falou que espera ver a escola Castelobruxo em um dos filmes da série;

– Para finalizar a atriz deu dicas para aqueles que pretendem ingressar na indústria do cinema: ler livros, amar histórias e personagens. Evanna também frisou a importância de sempre ter ao seu lado pessoas que acreditam em você!

Transcrição: Nuara Costa
Revisão: Aline Michel

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Eddie Redmayne recebe honra da Ordem do Império Britânico

//Por Aline Michel - terça-feira, 06 de dezembro de 2016 às 07:39

Eddie Redmayne tornou-se um Oficial da Ordem Mais Excelente do Império Britânico por serviços prestados à dramaturgia.

A estrela de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” encontrou-se com a rainha Elisabeth II no Castelo de Windsor, na Inglaterra, na última 6a feira, dia 2 de novembro, para receber a honra das mãos da rainha.

Eddie descreveu toda a experiência como sendo “uma incrível lição de humildade”.

“Tenho muita sorte por fazer algo pelo qual sou apaixonado. Sou muito agradecido por fazer algo que amo, porque isso é uma coisa rara. (Receber essa honra) é algo que eu nunca pensei, nunca esteve na minha imaginação mais louca. Toda a experiência é uma lição incrível de humildade. Entrar no Castelo de Windsor faz você perder o ar, especialmente perto do natal, com todas as decorações.”

Confira abaixo fotos do ator durante e após a cerimônia.

Investitures at Windsor Castle

Investitures at Windsor Castle

A equipe do Potterish parabeniza o ator Eddie Redmayne pela honra recebida!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Seria ela uma Obscurial? Leia “A Misteriosa Vida e Morte de Ariana Dumbledore” e mate suas dúvidas

//Por Vinicius Bellemo - segunda-feira, 05 de dezembro de 2016 às 18:00

Após a estreia de Animais Fantásticos e Onde Habitam nos cinemas de todo mundo, diversas teorias ligadas ao universo de Harry Potter foram desenvolvidas pelos fãs, tendo como base as novas informações fornecidas pelo longa. Uma dessas informações deve-se a revelação dos termos “Obscurus” e “Obscurial”, ambos anunciados em Animais Fantásticos.

Designando todo “Obscurial” como “qualquer jovem bruxo ou bruxa que desenvolveu uma força das trevas parasita, conhecida como Obscurus“, que, segundo o Harry Potter Wikié resultado de ter seus poderes mágicos sendo oprimidos por abuso psicológico ou físico“, os fãs de Harry Potter logo conectaram os termos com a misteriosa doença da famosa irmã mais nova de Alvo Dumbledore: Ariana Dumbledore.

Coincidência ou não, poucos dias após a teoria que caracteriza Ariana Dumbledore como uma Obscurial se espalhar pela internet, o Pottermore divulgou em seu site oficial o seguinte texto: The Mysterious Life and Death of Ariana Dumbledore (A Misteriosa Vida e Morte de Ariana Dumbledore). O texto pode ser encarado quase como uma confirmação oficial de que a irmã do ex-diretor de Hogwarts era realmente uma Obscurial.

Clique aqui para ler “A MISTERIOSA VIDA E MORTE DE ARIANA DUMBLEDORE”, traduzida em primeira mão pela nossa equipe.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

Mudança no parque The Wizarding World

//Por Ana Beatriz Fontes - segunda-feira, 05 de dezembro de 2016 às 15:32

Para os fãs que sonham em irem na atração Harry Potter and the Forbidden Journey, do parque temático The Wizarding World of Harry Potter, talvez seja um alívio saber que ela não irá funcionará mais com o efeito 3D.

Constantemente criticado por impedir um aproveitamento completo da animação, o 3D era a causa de alguns casos de enjoo e tortura, além de ser acusado de impedir um aproveitamento completo da animação pela necessidade dos óculos escuros.

Mas os fãs não terão que se preocupar mais com isso ao aproveitarem a atração da Califórnia, pois ela retirou o efeito 3D e passou a usar somente a animação 2D, aparentemente a mesma usada na versão de Orlando.

Sobre a troca, a Universal declarou para o Behind The Thrills que eles avaliavam continuamente as experiências dos parques temáticos e permitir que os convidados aproveitem Forbidden Journey sem 3D é apenas um exemplo de como eles estavam avaliando várias oportunidades.

O que vocês acham? A atração é realmente melhor sem o 3D?

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Evanna Lynch questiona: J.K. é a única trouxa no mundo que sabe sobre o mundo bruxo?

//Por Ana Beatriz Fontes - domingo, 04 de dezembro de 2016 às 18:04

Traduzido por Rodrigo Cavalheiro
Revisado por Amanda Mendes

Todo Potteriano já se questionou, pelo menos uma vez, o que aconteceria se a magia fosse real. Mas parece que não são só os fãs que fazem isso. A atriz Evanna Lynch, a eterna Luna Lovegood, confessou ao EW’s Binge que também pensa nisso.

“De vez em quando eu fico, ‘isso é tudo uma farsa e os bruxos estão rolando de rir em como nós a aceitamos?” ela conta. “Eu comecei a ficar paranoica. ‘J.K. Rowling é a única trouxa no mundo que sabe sobre os segredos que foram confiados a ela de alguma forma?’. É quase um reforço da barreira entre nós e eles se houver um trouxa mágico que está fazendo parecer como se fosse um mundo de fantasia, caso não seja. E se ela está encobrindo tudo? Isso me deixaria louca!”.

Mas mesmo se a magia fosse real, nem tudo seria perfeito. Se ela visse uma marca negra aparecer no céu agora mesmo, o que faria? Iria para casa, pegaria o seu gato e provavelmente faria as malas, admite a atriz e acrescenta que provavelmente iria para algum lugar mágico, afirmando que há vórtices na terra, lugares com poderes místicos. Um exemplo citado desses lugares foi a Irlanda, onde ela provavelmente iria, pois lá tem florestas com fadas e colinas e lugares que tem muita magia antiga, segundo Evanna.

Evanna também falou com muito carinho sobre a sua personagem, afirmando que Luna era preciosa para ela. Mais do que apenas um trabalho, a Luna é uma pessoa importante para ela. A atriz sentia-se uma adolescente diferente e queria esconder muitas coisas sobre si, que a deixavam desconfortável, mas toda vez que lia Luna, ela sentia um alívio enorme.

“Ela me ajudou a passar por tanta coisa que eu senti que eu só queria proteger e preservar seu espírito. Há tantos atores, e não que isso seja uma coisa ruim, mas seria só um email na caixa de entrada deles e eles ficariam tipo ‘Ok, vou experimentar essa pessoa hoje’, e para mim era tão mais do que isso” confessa. “Ela era completamente autêntica. E sua personalidade era tão esquisita e diferente para os outros era desconfortável para todos, mas ela usava sua diferença com tanta auto-aceitação e graça”.

Todo o carinho e dedicação de Evanna pela saga é reconhecido pelos fãs: Evanna Lynch foi recebida com entusiasmo no Brasil neste fim de semana, quando estava participando da Comic Con Experience, em São Paulo.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Magicamente humanos

//Por Pedro Martins - sexta-feira, 02 de dezembro de 2016 às 22:48

Por Clarice Freire

Editado por Pedro Martins

Animais Fantásticos e Onde Habitam chega aos cinemas cerca de 15 anos depois da minha primeira ida ao cinema para ver algo sobre o Mundo Bruxo de J.K. Rowling, e lá vou eu assistir. Teria muito a dizer, mas preciso falar sobre o Credence. Prefiro me deter no quanto aquele personagem me chamou atenção.

Credence (Ezra Miller) é um jovem assustado, estranho, “esquisito”, praticamente mudo. Trêmulo, de olhar baixo, é completamente oprimido pela mãe adotiva que nutria um medo e ódio devastadores contra “bruxas” e queria exterminá-las “para a segurança de todos”. Credence, em segredo, queria apenas fazer parte daquele mundo mágico. Queria aprender, pois guardava dentro de si um “Obscurial”, uma enorme força parasitária concentrada. Ela veio de jovens bruxos que, ao longo dos séculos, foram forçados a esconder sua força, a rejeitá-la, implodi-la, e o seu poder devastador mata em poucos anos quem a estiver hospedando. Atenção para a profundidade desta metáfora que pode passar despercebida.

O personagem de Ezra Miller tenta ser aceito por todos os lados, mas quando não dá às pessoas ao seu redor o que esperam dele, não serve. Não tendo força para reagir, recua cada vez mais. Credence é obviamente uma criatura mágica, mas não sabe como sê-lo. Não sabe na verdade nem quem é, nem o que pode causar com sua força contida. Tão contida, tão tolhida, tão escondida, que fica obscura e o mata lentamente por dentro. Quando a situação chega ao limite, Credence se percebe usado e explode. O Obscurus dentro dele é revelado em toda a sua potência e sai matando, destruindo a cidade, iniciando uma guerra: uma devastação nele mesmo e em tudo o que está ao redor.

Saí do cinema pensando nas milhares de vezes que, em minha própria vida, implodi minha luz simplesmente porque o mundo não a entenderia, não a aceitaria. Eu queria fazer parte de um mundo inventado. E na inutilidade disso, porque ela sempre explode e isso é, de fato, devastador. Algumas vezes libertador, claro. Mas nunca é agradável.  Pensei nas tantas outras pessoas – conhecidas e estranhas – que passaram por isso de maneira muito mais drástica.

Pensei nas vítimas de perseguição, preconceito, opressão, por milhares de motivos, espalhadas pelo mundo. Infelizmente, a lista é interminável.  A “magia” que Rowling retrata é, para mim, claramente essa força contida dentro de cada um de nós. As vezes em que reprimimos nossa luz porque o mundo espera diferente. A ansiedade e a depressão são cada vez mais comuns: é preciso ser, é preciso ter, é preciso corresponder, é proibido fracassar, é terrível decepcionar e, claro, não esqueça de postar. Mostre. O mundo on-line é um prestador de contas constante, presente, como Grindewald encurralando o rapaz na parede: mostre-me, o que você fez? O que conseguiu? Mostre-me que você serve para alguma coisa.

A mensagem de Credence é séria, é triste, mas é um alerta.

Em uma frase, eu diria: somos todos magicamente humanos.

Somos extraordinários e isso não pode ser abafado. Nossa magia mora na unicidade: você é único e isso tem uma potência inimaginável. É perigosíssimo implodir uma força! Deixemos a magia explodir livremente, “para a – verdadeira – segurança de todos”.

Onde habitam os seres fantásticos? Dentro de mim, de você e daquele estranho ao seu lado.

Não deixe

a magia contida.

Que ela brilhe forte,

imensa, sem morte,

cheia de vida.

Clarice Freire é escritora e publicitária por formação. Fez sua primeira viagem à Lua em 2014 com Pó de Lua, sua poesia desenhada em forma de livro. Seguida por mais de um milhão e meio de pessoas nas redes sociais, com dois best-sellers publicados pela Editora Intrínseca, ama a magia das palavras de Rowling desde a infância, por achar que o melhor lugar do mundo é a imaginação.

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” encontra teatro na Broadway

//Por Rodrigo Cavalheiro - quinta-feira, 01 de dezembro de 2016 às 20:42

Depois de muitos rumores e especulações, a decisão foi anunciada e confirmada por J.K. Rowling no twitter: “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” terá seu lugar na Broadway. A informação foi liberada exclusivamente por Michael Riedel, colunista de teatro do New York Post.

Com estreia marcada para o outono de 2018, a produção teatral ocupará o Lyric Theatre, atual palco do espetáculo “Paramour”, do Cirque du Soleil e que já abrigou grandes produções como “Jesus Cristo Superstar” e “Spider-Man: Turn Off the Dark”.

O teatro é atualmente o segundo maior teatro da Broadway, com uma capacidade de abrigar 1.930 espectadores, entretanto, o teatro passará por reformas multimilionárias durante o ano de 2017 para atender especialmente a produção de “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”.

A produtora Sonia Friedman afirmou que o Ambassador Theatre Group, proprietário do teatro, “simplesmente fez uma oferta que não pudemos recusar”. A autora J.K. Rowling disse: “Estou encantada de estarmos um passo mais próximo de trazer ‘Harry Potter e a Criança Amaldiçoada’ para a Broadway e muito animada pelos planos propostos”.

Parte desses planos inclui a retirada de 400 lugares e uma diminuição da sala, com a parede do fundo sendo movida mais para a frente, de forma a tornar o teatro mais íntimo. Além disso, a entrada do teatro será voltada para a 43nd Street, onde não existem outros teatros.

A cenógrafa Christine Jones, responsável pela cenografia da peça em Londres, será parte fundamental das reformas, que promete envolver todo o teatro em uma atmosfera de Hogwarts, a partir do momento em que o público atravessar as portas.

Especialistas da Broadway afirmam que a demanda por ingressos em Nova Iorque pode ser ainda maior do que em Londres, onde as pré-vendas arrecadaram mais de 50 milhões de dólares, a maior de toda a história do teatro londrino e onde os mais de 60.000 ingressos colocados à venda no último mês se esgotaram em 15 minutos.

A produtora Sonia Friedman afirmou, no entanto, que os 1.500 lugares propostos após a reforma ainda permite flexibilidade nos preços dos ingressos. Em Londres, os preços variam de 40 a 176 dólares, enquanto na Broadway, um assento para o último sucesso de bilheteria – Hamilton – custa 850 dólares. A produtora confirma que a autora J.K. Rowling é firme no ponto de que “Criança Amaldiçoada” deve ser acessível para todos.

Toda a equipe criativa original, incluindo o diretor John Tiffany e a autora J.K. Rowling trabalhará na transferência da peça pelo oceano.

Fique ligado no Potterish para mais informações!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Spoilers: Detalhes sobre a expulsão de Newt Scamander

//Por Rodrigo Cavalheiro - quinta-feira, 01 de dezembro de 2016 às 19:39

Um dos maiores mistérios de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” tem sido a expulsão de Newt Scamander, interpretado por Eddie Redmayne. Em uma cena apresentada durante os trailers, o personagem Percival Graves afirma que Newt foi expulso da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts por colocar uma vida humana em perigo com uma criatura. Entretanto, diferente de Hagrid, que também foi expulso, Newt ainda carrega sua varinha e parece não enfrentar maiores dificuldades, além de sua biografia em “Animais Fantásticos e Onde Habitam” afirmar que ele se formou na escola antes de se juntar ao Ministério da Magia.

Antes de prosseguir, ressaltamos que J.K. Rowling já afirmou em seu twitter que isso será explicado nas continuações, portanto, o resto do texto contêm spoilers sobre o futuro da série.

Em uma descoberta feita pelo usuário @FBAWTFTmovie, no livro “A Maleta das Criaturas”, criado por MinaLima e escrito por Mark Salisbury, existe um pequeno sumário da vida de Newt, que afirma que o lufano se apaixonou por criaturas mágicas desde cedo. Em Hogwarts ele se interessou pelo trato das criaturas mágicas, assim como sua amiga Leta Lestrange. Certo dia, Leta fez um experimento que foi longe demais, colocando uma vida em perigo. Newt, ao invés de deixar sua amiga ser expulsa, assumiu a culpa pelo experimento, sendo expulso em seu lugar.

Além disso, uma cópia do formulário lido por Percival Graves pode ser encontrada, revelando o motivo da diferença entre as expulsões de Newt e Hagrid. O formulário afirma que o magizoologista teve a expulsão proposta por posse ilegal de uma criatura mágica – um furanzão, descrito por Newt como um furão de grande porte, exceto pelo fato de poder falar. A infração, ocorrida em 1913, nunca chegou a ser executada, pois o professor Alvo Dumbledore defendeu Newt, resultando na retirada das acusações.

Embora todo o material gráfico dos filmes seja de responsabilidade de Miraphora Mina e Eduardo Lima e não do diretor ou da roteirista, a dupla já afirmou ter se encontrado com J.K. Rowling antes das filmagens, justamente com o objetivo de recolher detalhes que somente ela poderia saber.

Primeiro de uma série de cinco filmes, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” está em cartaz em 2D, 3D, IMAX 3D e 4D.

Fique de olho no Potterish para mais informações!

Comentários: 0

Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

« Notícias Anteriores