Discussão de J.K. Rowling com Piers Morgan envolve até família e comunidade literária

//Por Ana Beatriz Fontes - Thursday, 16 de February de 2017 às 22:00

Nesta semana, J.K. Rowling entrou em uma discussão no seu Twitter com Piers Morgan, antigo diretor do tabloide “Daily Mirror”.

Piers Morgan é apoiante de Donald Trump, tendo vencido a sétima temporada do reality show “O Aprendiz”, programa que era apresentado pelo atual presidente dos Estados Unidos.

Quando Piers Morgan participou de “Real Time”, um talk show da HBO, ele e Jim Jefferies conversaram sobre a ordem executiva que proíbe a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos. Mas Piers negou que fosse uma proibição religiosa e Jim Jefferies respondeu: “Ah, vá à merda. É sim, uma forma de banir muçulmanos.”

Ativa como sempre, J.K. usou seu Twitter para comentar o ocorrido:

Sim, assistir Piers Morgan sendo mandado à merda ao vivo na TV é exatamente tão prazeroso como sempre imaginei.

Piers Morgan resolveu responder à mensagem da autora, dizendo:

Por isso que eu nunca li uma palavra sequer de Harry Potter.

Em uma resposta a esse Twitter, Simon Key, um dos donos da Big Green Bookshop em Londres, decidiu tweetar o livro inteiro de Harry Potter e a Pedra Filosofal. Além disso, J.K. replicou para Morgan:

Por que um dia você teve uma premonição de que um dia a autora iria rir muito vendo você falar besteira ao vivo na TV?

A discussão continuou depois disso e até o filho mais velho de Piers Morgan decidiu interferir. Spencer Morgan é um fã da saga Harry Potter e publicou uma foto do seu colar e tatuagem das relíquias da morte.

Ontem, Piers Morgan usou a sua conta para responder as fotos que Spencer postou no Twitter e na última mensagem até mesmo falou sobre tirar o filho do testamento:

Parabéns, filho. Você quebrou a América.

Infelizmente, ele é fanático pelo Potter. Minha grande falha na criação do meu filho em 23 anos. Felizmente, ele também é fanático pelo Arsenal. Então eu o perdoo.

“A Criança Amaldiçoada” resume tudo.

Meu filho sentirá muito, acabei de tirá-lo de meu testamento.

A autora de Cinquenta Tons de Cinzas, El James, também se envolveu na discussão quando Piers Morgan mandou uma mensagem perguntando se ela se importaria de mandar uma parte dos seus livros, porque precisava de uma pausa de Harry Potter. Ela respondeu com uma citação de Harry Potter e a Câmara Secreta:

Eu acreditava que quanto mais exposição eu recebesse na imprensa, melhor minha carreira iria progredir. O problema foi, eu fiquei exposto demais.

Gilderoy Lockhart, de Harry Potter e a Câmara Secreta.

Tradução: Caroline Dorigon

Voltar |
Categorias: Uncategorized
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (12 votos, média: 5.00 de 5)
Loading...

Comentários