David Yates e Heyman falam sobre Johnny Depp, Grindelwald e o futuro de “Animais Fantásticos”

//Por Donizete Junior - terça-feira, 08 de novembro de 2016 às 10:04

Em uma entrevista exclusiva ao fã site The Leaky Cauldron, o diretor David Yates e David Heyman discutiram aspectos importantes sobre o futuro de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. Além disso, a dupla comentou sobre a escalação de Johnny Depp na franquia e do destino de personagens já familiares no Mundo Bruxo: Grindelwald e Dumbledore.

Confira na extensão deste post todos os detalhes.

Com roteiro original de J.K. Rowling, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” estréia no Brasil em 17 de novembro nos formatos 3D e IMAX. Sua sequência é esperada para novembro de 2018.

Iniciando a conversa, David Yates confirmou que J.K. Rowling já tem todos os filmes da nova série perambulando por sua mente e que ela só precisa ajustar alguns detalhes. Ele também comentou sobre o jovem Dumbledore e recebeu a recomendação dos fãs de que Justin Harris, filho do respeitador ator Richard Harris (Dumbledore dos primeiros dois filmes Potter), deveria interpretar o amado professor e diretor de Hogwarts:

“No segundo filme, Dumbledore retorna. Há diversas boas cenas com Newt. Nós apenas temos que encontrar alguém para interpretá-lo, alguma recomendação? Não será Michael Gambon. Não, nós precisamos de um Dumbledore mais jovem. Mas Justin Harris é um bom ator. Mas… sim? Alguma recomendação?”

O diretor também falou sobre a localização dos próximos filmes e confirmou que a sequência do filme se passará em Paris:

“Nós confirmamos! Também voltaremos ao Reino Unido no segundo filme, então será Reino Unido e Paris. Eu não tenho certeza onde Jo está centrando os próximos filmes, mas eles serão bem centrados na Europa. Acho que será difícil ignorar a América, mas o próximo é predominantemente Europeu.”

Quando perguntado sobre a importância de crianças na nova história de Rowling e se teremos foco em seus problemas, como tivemos na série “Harry Potter”, Yates respondeu:

“Ela não tem medo de levar crianças para lugares obscuros. Ela não tem medo de contar histórias que exploram o quão assustador o mundo pode ser. Nós estávamos um pouco preocupados no começo do processo: será que as crianças vão gostar deste filme? Ele tem algumas ideias sombrias. Mas Jo sempre foi nessa direção, sempre foi perspicaz para lidar com mortes, perdas e personagens que são corrosivos e perigosos. Acredito que isso continuará. Creio que o público mais jovem irá conseguir se envolver com essa história e lidar e ser introduzido a temas mais adultos.”

Aproveitando o assunto, o diretor acabou falando um pouco sobre o futuro de Credence (Ezra Miller) e Modesty Barebone (Faith Wood-Blagrove):

“Modesty não está na próxima história. Credence se torna um tanto fundamental, na verdade. Ele é crucial.”

Falando sobre personagens fundamentais, a equipe do Leaky Cauldron perguntou sobre a escalação de Johnny Depp na franquia e a dupla confirmou não apenas a participação do ator, mas também que ele de fato interpretará Grindelwald. Heyman comentou:

“Nós filmamos cedo. Eu fiquei impressionado, foi completamente insano. Eu estava convencido de que iria vazar, você consegue manter poucos segredos nos dias de hoje, especialmente algo como isso! Quando ele veio para Leavesden e nós filmamos por dois dias e isso não vazou, foi incrível!”

David Yates explicou o motivo da escalação de Johnny Depp no elenco:

“O principio de escalar um filme é escolher o melhor ator. Escolher o mais inspirado, interessante, o ajuste certo para o personagem. E quando nos aproximamos de Grindelwald, pensamos: ‘quem irá levar isso em uma direção interessante?’ Nesse campo de trabalho, em uma semana você é brilhante, na próxima as pessoas estão dizendo coisas estranhas, você vai para cima e para baixo. Mas ninguém tira de você o seu puro talento. Johnny Depp é realmente um artista. Ele criou diversos personagens que ressoaram em nossa cultura popular. Ele é realmente é um ator brilhante. Estamos animados pra ver o que iremos fazer com esse personagem. Ele não tem medo; ele é imaginativo; ele é ambicioso. Nós pensamos que ele poderia fazer algo divertido e especial, então fomos até ele. Não nos importamos se ele é famoso ou não, só sabemos que ele é interessante.”

Heyman também acrescentou comentários:

“Grindelwald é um personagem icônico, então era importante ter alguém do mesmo peso. Há um motivo para que ele tenha tanto peso. É porque, você sabe, ele é um bom ator que faz escolhas inesperadas.”

Yates e Heyman também falaram sobre a importância dos animais mágicos nos próximos filmes, que irá diminuir com frequência considerando a importância das histórias de Grindelwald e Dumbledore:

Yates: “Por enquanto as criaturas parecem superficialmente menos no segundo filme, e Grindelwald toma mais o primeiro plano. Por enquanto. Mas nós amamos muito as criaturas, há uma incrível no segundo filme, uma criatura chinesa, esse é o destaque. Nós estamos explorando com Jo como podemos ter mais algumas no segundo filme.”

Heyman: “De certa forma, os animais são criaturas dentro da maleta, mas também há um animal dentro de cada um de nós. Eu acho que os animais continuarão desempenhando um papel até certo nível. Também é muito do que Jo escreve, é a consequência da repressão.”

Com a informação de que o filme terminou de ser editado há apenas três semanas, perguntaram ao diretor sobre cenas que foram deletadas do filme, e ele confirmou que muitas delas são as suas favoritas e estarão no DVD/Blu-ray, incluindo uma cena que descreve o quão “adorável” é quando Jacob é abandonado por sua namorada:

“É realmente uma cena linda. É incrível, todas as cenas funcionam muito bem individualmente. Eu estava assistindo as cenas com Mark, meu editor, na outra semana e pensei ‘Por que nós cortamos essa cena? É maravilhosa!’, então no contexto, a cena não se mantém firme. Não tem o impulso que você precisa.”

A famosa cena dos trailers em que Jacob diz a frase “I want to be a wizard!” (Eu quero ser um bruxo) e se tornou popular entre os fãs também foi cortada do filme pelo mesmo motivo:

“É uma cena incrível. Alison e Katherine cantam uma pequena música sobre a antiga escola delas, uma música sobre Ilvermorny, e eu pedi para que Alison a escrevesse, porque ela também é uma talentosa compositora. Então ela escreveu uma música absolutamente linda e elas cantam isso juntas. Os garotos assistem, e enquanto assistem se apaixonam aos poucos. É realmente linda. Francamente, é minha cena favorita de todo o filme. Mas o momento do ponto da história estava começando a se arrastar um pouco. Mas a cena estará nos extras do DVD.”

David Heyman surpreendeu ao acrescentar:

“Nós tivemos mais cenas deletas nesse filme do que tivemos em qualquer outro dos de ‘Harry Potter’.”

Para finalizar o bate papo e aproveitando o assunto, Yates comentou como foi trabalhar com J.K. Rowling em sua estréia como roteirista:

“Quando você está adaptando algo, há sempre um eco de uma maneira estranha. Nunca será tão imersivo como você quer e como é abrir aquela página. Um filme é uma forma diferente. É algo mais fresco quando você diretamente ao cinema.”

David Heyman encerrou a entrevista agradecendo a equipe técnica de “Animais Fantásticos” que foi tão importante para a realização do filme, especialmente o produtor Stuart Craig e as figurinistas Coleen Atwood e Jany Tamine. Também elogiou Yates, dizendo que toda a magia do filme caí sobre a vontade do diretor de basear ele em um mundo real.

David Yates disse o quão amava trabalhar com Heyman e J.K. Rowling e quando perguntado sobre dirigir todos os cinco filmes disse que levará um filme de cada vez para decidir isso, mas que definitivamente irá dirigir o próximo.

This post is also available in: Ingl�s

Voltar |
Categorias: Animais Fantásticos e Onde Habitam, David Heyman, David Yates, Entrevistas, Equipe técnica, JK Rowling
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Comentários