Rupert Grint e Matthew Lewis falam sobre sua amizade ao The Independent

//Por Gabriel Guimarães - domingo, 30 de setembro de 2012 às 19:14

Os atores Rupert Grint e Matthew Lewis falaram ao jornal britânico The Independent sobre sua amizade, e nesta conversa eles contaram como se conheceram na produção do primeiro filme da série “Harry Potter”, momentos divertidos nos sets de filmagem, gostos e encontros.

Além disso, eles também foram fotografados juntos para o jornal e esta foto pode ser vista neste link.

E você pode ler logo abaixo a tradução completa do artigo do The Independent:

RUPERT GRINT e MATTHEW LEWIS
Como Nos Conhecemos: Rupert Grint e Matthew Lewis

The Independent – Adam Jacques
30 de setembro de 2012
Tradução: Gabriel Guimarães

Matthew Lewis 23

Um ator cinematográfico, televisivo e teatral, Lewis (à direita na foto) é mais conhecido por interpretar Neville Longbottom nos filmes de “Harry Potter”; ele já apareceu no drama televisivo “The Syndicate”. Ele mora em Yorkshire.

Dan [Radcliffe], Rupert e Emma [Watson] já estavam nos jornais quando eu fui ler o roteiro do meu primeiro “Harry Potter”, quando eu tinha uns 11 anos. Foi assustador nessa idade, como ter o seu primeiro dia na escola.

Como ele não falava muito sobre si – ele continua não falando – ele era um enigma completo, mas ele gostava de se divertir. Em nosso tempo livre ficávamos muito em seu quarto no estúdio, onde ele tinha uma mesa de bilhar e um alvo com uma foto de Saddam Hussein presa. Então nós passávamos horas trocando citações obscuras e sem fim de Alan Partridge.

Rupert era ótimo em fazer todo mundo rir no set. Houve uma cena na qual ele teve de chegar e dizer, “Para trás, a menos que você queira um punhado de Weasley”, que era uma citação do livro. Mas Rupert não podia dizer isso, e ele explodiu em uma risada contagiante; toda vez que ele tentava fazer a cena todos riam, até que o diretor ficou tipo, “Isto simplesmente não está funcionando, vamos pular esta parte e seguir em frente”. Tínhamos perdido um dia inteiro de filmagem por causa da risada de Rupert.

Nos primeiros filmes ele estava sempre fazendo uma plateia rir, ele também tem essas ótimas expressões faciais. Mas ele pode ser sério [em seus papéis] e provavelmente acabará sendo o ator mais financiado [da franquia].

Ele também mostrou versatilidade ao desenvolver a história de amor [com Hermione Granger, interpretada por Emma Watson]. Embora quando ele finalmente chegou para seu beijo com Emma, nós tivemos que nos conter; tão atraente quanto ela é, ele não estava olhando para frente.

Com seu cabelo vermelho, ele sempre era reconhecido primeiro quando saiamos; no futebol americano, as pessoas vinham pedindo fotos. Mas, apesar de todo esse reconhecimento, ele só fica com si mesmo.

Rupert tem sido muito bem pago por seu trabalho e trabalha duro, então quando não está trabalhando ele compra todas essas coisas que as pessoas dizem que comprariam se alguma vez ganhassem a loteria. Ele tem uma van de sorvete, um hovercraft… todas essas coisas incríveis. Recentemente eu estive em volta de sua casa e eu estava tipo, “Rupert, você tem uma pista de gelo em casa!”. Uma vez eu fui buscá-lo, ele tinha um lago com um pedalinho cisne; Eu quero passear nisso.

Rupert Grint 24

Escalado como Rony Weasley na franquia cinematográfica de “Harry Potter” aos 11 anos, Grint estrelou todos os oito filmes, assim como vários filmes independentes, incluindo o thriller (filme com assunto envolvendo crime, espionagem, suspense) “Cherrybomb”. Ele vive em Londres.

Quando começamos a filmar os filmes de “Harry Potter”, todos nós deixamos a escola e ficamos um com o outro por longos períodos de tempo. Amizades tendem a surgir nesse ambiente em uma forma intensa.

Matt tinha feito algumas coisas antes, como “Heartbeat”, então ele já era uma estrela. Quando jovem ele era como um pequeno Peter Kay, com um verdadeiro senso de humor proveniente de Yorkshire. Ele comia mousse de chocolate e sujava propositalmente todo o seu rosto para me fazer rir – para que eu então não pudesse terminar uma cena.

Ir a um WWF [luta] em Newcastle foi um dos nossos primeiros encontros de vínculo – depois fomos ao McDonald’s com Dan [Radcliffe] e fomos à loucura com batatas fritas, colocando-as em nossos ouvidos. Eu não tenho certeza seu eu, Matt e Dan poderiam ir juntos lá, tipo, agora.

Mesmo no quarto filme, o pobre do Matt ainda tinha uma fantasia de baixa qualidade de gordo, dentes artificias e essas coisas para fazer suas orelhas ficarem estufadas, então as pessoas pensavam que era assim que ele parecia, mas por baixo ele tinha mudado. Para mim, o contraste foi claro no final do filme, quando ele fez um grande discurso em um pátio extenso e você pensou, “De onde é que isso veio”. Foi um grande momento.

Notei também a mudança no pensamento do público – à noite ele se tornou um símbolo sexual e foi bom para Matt ter este momento. Ele me deu um pouco de trabalho com as cenas de beijo com Emma, porém, retribui o trabalho no dia em que ele teve uma pequena coisa com ela.

Seguir em frente e fazer coisas diferentes foi um grande negócio para nós. Como nós passamos nossas infâncias inteiras com as mesmas pessoas foi difícil ir embora e não ficar chocado, mas eu sempre soube que Matt e eu manteríamos contato. É ótimo tê-lo sempre para falar sobre tudo.

Eu nunca esquecerei um momento na cantina do trabalho quando começamos a atirar ervilhas um ao outro. Elas acabaram voando em certa mesa da Sonserina – nós sempre nos sentávamos separados – e escalou. Fui ameaçado por um dos senhores, e houve uma grande perseguição a mim, Matt e os sonserinos durante toda a produção. Eu realmente fiquei assustado porque eles eram grandes caras, mas eles estavam de costas.

Será que Matt acha que eu compro coisas estranhas? Provavelmente, mas como eu trabalho desde jovem, o dinheiro sempre foi um pouco estranho para mim e eu não sei o que fazer com ele, então eu me divirto com ele.

Quanto a Matt, foi ótimo vê-lo atuar em um papel diferente, em “The Syndicate” – um bandido real, mas ele acrescentou vulnerabilidade a ele e ele ficou muito bom.

Matthew Lewis estrela em “Our Boys” no Duchess Theatre, London WC2, na quarta-feira ourboystheplay.com.

Voltar |
Categorias: Atores, Entrevistas, Matthew Lewis, Rupert Grint
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Comentários