Layout Potterish
Layout Potterish
   
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 

Feliz aniversário, Tom Felton! [ler]

 

Os neocomensais da morte [ler]

 

Imagens de Evanna Lynch no set de filmagens de seu novo filme [ler]

 

Seção destinada a Arte das Trevas será inaugurada no Warner Bros. Studio Tour London [ler]

 

 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Clube do Livro- Tolkien Clube do Livro- Garota Replay. Clube do Livro- Jesus Potter. Clube do Livro- A maldição do Tigre.      

 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Confira todos
os modelos e
compre já a sua!
 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
Layout Potterish

 
«   »

“Reflexões sobre Azkaban” e os novos colunistas!
//Por Luiz Guilherme - domingo, 17 de junho de 2012 às 18:11

Após uma longa seleção, com mais dezenas de candidatos inscritos, chegamos ao resultado com a lista de escolhidos.

Todos os candidatos foram avaliados criteriosamente, e todos eles têm em comum a paixão por Harry Potter e pela escrita, duas características fundamentais para integrar a equipe, é claro. Eis a lista com os escolhidos:

Bruno Barros, 16 anos, de Três Rios (RJ) estudante do ensino médio.

Heitor Garcia, 16 anos, de Fortaleza (CE) estudante do ensino médio.

Igor Ferreira, 18 anos, de Cantagalo (RJ), estudante de Direito.

Larissa Azevedo, 18 anos, de Cachoeiras de Macacu (RJ) estudante de Letras.

Marcio Oliveira, 22 anos, de Duque de Caxias (RJ), estudante de Letras.

Monique Calmon, 18 anos, do Rio de Janeiro (RJ), estudante de Engenharia Elétrica.

Natallie Alcântara, 25 anos, de Belém (PA), bibliotecária e historiadora.

Orlando Louzada, 18 anos, do Rio de Janeiro (RJ), estudante de Ciências Biológicas.

Para coroar a estreia dos novos integrantes das Colunas, Monique Calmon nos presenteia com um ensaio sobre Azkaban, a prisão que amedronta todos os bruxos, para a qual ninguém quer ir, seja inocente ou culpado.

Não deixe de conferir o texto de estreia de nossa nova colunista e deixar seu comentário!

por Monique Calmon

Frequentemente, na mídia global, nos deparamos com notícias de presos sendo torturados na Líbia, na Síria, no Iraque… E até mesmo no Brasil. Diversas vezes, os presos em questão vivem em países em guerra, e ao protestar em prol de seus direitos, acabaram sendo oprimidos por lideranças autoritárias e corruptas. Outras vezes, são criminosos de fato, pessoas julgadas e condenadas. Em ambos os casos, no entanto, a Declaração Universal dos Direitos Humanos é clara: a tortura é um ato criminoso por si só, ao qual ninguém pode ser submetido.

Em Harry Potter, uma questão sempre me chamou a atenção: em Azkaban, a prisão de segurança máxima do mundo bruxo, os criminosos eram torturados constantemente pelos dementadores. Não é para menos que, toda vez que algum personagem dos livros cita tais criaturas, sorrisos somem e surge uma tensão no ar. Resquícios de medo, repulsa e tristeza, especialmente dos que já sentiram na pele e na mente os efeitos de sua presença. Lupin os descreve, em “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”:

“Os dementadores estão entre as criaturas mais malignas que vagam pela Terra. Infestam os lugares mais escuros e imundos, se comprazem com a decomposição e o desespero, esgotam a paz, a esperança e a felicidade do ar à sua volta. Até os trouxas sentem a presença deles, embora não possam vê-los. Chegue muito perto de um dementador e todo bom sentimento, toda lembrança feliz serão sugados de você. Se puder, o dementador se alimentará de você o tempo suficiente para transformá-lo em um semelhante… desalmado e mau. Não deixará nada em você exceto as piores experiências de sua vida.”

Harry tantas vezes escutou a voz de sua mãe durante seus últimos momentos, deseperada tentando salvá-lo de Voldemort. Quando ele descobre a verdade sobre Peter Pettigrew, o verdadeiro traidor dos Potter, pede para que Lupin e Sirius não fizessem o trabalho sujo de matá-lo. Ao invés disso, decide que Peter merecia receber o Beijo da Morte e ter sua alma sugada de seu corpo pelos dementadores.

É fácil dizer que Peter, como muitos outros Comensais da Morte, deveria ter sofrido as piores consequências. Mas é uma questão moral em jogo. E uma questão muito subjetiva, provavelmente sem resposta. Imagine perder um ente querido, ou ser torturado. Qualquer um sentiria um desejo inevitável de vingança, e Azkaban seria até aceitável como método de punição.

Contudo, é difícil confiar na avaliação humana. Por exemplo, o Departamento de Execução das Leis da Magia não era infalível, tanto que Sirius e Hagrid, acusados injustamente, foram parar em Azkaban. É como a pena de morte em nosso mundo, algumas vezes a pessoa errada perde a cabeça…

Além de tudo isso, dementadores não eram confiáveis. De fato, mantiveram os piores bruxos presos por muito tempo, porém permitiram a fuga de diversos Comensais da Morte em 1996 e 1997, como Dumbledore havia antes previsto que aconteceria, com o retorno de Voldemort.

Voltando para o nosso mundo, dos trouxas (infelizmente!), creio que “Harry Potter” traz à tona a necessidade de se refletir sobre como tratamos as pessoas que causam algum dano a nós ou à sociedade. E, principalmente, de se discutir sobre isso, para que a sociedade chegue a um consenso sobre o que é melhor para sua existência e manutenção. Acredito que, de algum modo, J.K. Rowling quis nos passar essa mensagem.

Monique Calmon mantém sempre uma barra de chocolate ao alcance da mão, caso cruze com algum dementador.

| Voltar |
Categorias: Colunas, Ensaios, Monique Calmon, Notícias em Destaque
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading ... Loading ...




Comentários
Ao postar, não use xingamentos e palavrões.

Hector | domingo, 17 de junho de 2012

Parabéns, Monique! Um excelente texto e uma parte de mim concorda com o que você disse em relação à J.K pensar no mundo Muggle para fazer Azkaban. Parabéns e muito sucesso no Potterish, o mesmo para os outros colunistas!


Igor Ferreira | domingo, 17 de junho de 2012

Estou estarrecido com a magnitude e a perfeição das comparações feitas entre a obra de Rowling e o nosso triste mundo trouxa. Principalmente falando como estudante de direito, o texto da Monique traz à tona uma das questões sobre a qual o professor lança foco logo nas primeiras aulas: o conflito entre Moral e Direito. As brechas deixadas na legislação, na investigação e em diversos aspectos do próprio judiciário são pontos chave para que atrocidades aconteçam, levando inocentes (como Hagrid e Sirius) a pagar pelo crime que jamais cometeram. Realmente jamais tinha me dado conta de que exemplos tão claros para a aula de Introdução estavam bem na minha mochila, escondidos sob a forma de um livro infantil que me deu tantos prazeres. Brilhante estreia! Está de parabéns, Monique! xD


bianca | domingo, 17 de junho de 2012

amei, sério! adorei o tema que você escolheu para sua coluna, realmente inusitado… está de parabéns (:


PotterFelipe | domingo, 17 de junho de 2012

Ótimo texto, ótimo tema… é claro, é sobre HP! :D


Victoria R.O | domingo, 17 de junho de 2012

Wow, ótimo texto, parabéns Monique, ficou muito bom!
Além do tema curioso e difícil que é Azkaban, ainda tratou temas reais junto!Brilhante!
Espero outra coluna nas férias!


Daniel Mählmann | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Sejam todos muitíssimo bem vindos à família Ish! ;)


HermiGranger | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Parabéns a todos os novos integrantes, e em especial, para a Monique, com este texto perfeito. Parabéns!


Lucas Saurin | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Parabéns, Monique! Excelente texto, gostei muito da interação Harry Potter – mundo trouxa atual. Muito sucesso para você e todos os novos colunistas! E vou ler sempre!


Mariana | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Mais ou menos sobre o mesmo tema:

http://potterish.com/2010/09/dementadores-no-mundo-trouxa/


Mariana | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Para quem se interessar, mais ou menos sobre o mesmo tema:

http://potterish.com/2010/09/dementadores-no-mundo-trouxa/


Rodrigo Arturo Black | segunda-feira, 18 de junho de 2012

Muito boa coluna, Monique. Realmente muito bem escrita. Sua reflexão foi perfeita!
Embora o assunto seja sério, você, como muitos colunistas do Ish, soube descontrair…
“Voltando para o nosso mundo, dos trouxas (infelizmente!)”
Legal mesmo. Parabéns!
.
Fiquei feliz por ter um Cearense (como eu) na equipe.


drica nobre | segunda-feira, 18 de junho de 2012

parabêns, ótimo texto, perfeito, muito bem escrito e o tema muito bom mesmo


Natallie | quarta-feira, 20 de junho de 2012

Gostei do texto. Interessante ver como um simples aspecto pode despertar tantas reflexões. Muito bom, Monique :)


Sthéfanne | quinta-feira, 21 de junho de 2012

O prazo para colunistas já esgotou?


Mahy França | sábado, 23 de junho de 2012

Minha amiga linda e perfeita que faz faculdade comigo tá ali gente!! Que coisa mais feliz, tô muito muito muito feliz por você Lari! Seu sonho enfim está se realizando! :) Que continue sendo assim! \o/
E como disse o Daniel Mählmann (que sumiu, nunca mais foi na Starbucks beber café comigo! :P rsrs) SEJAM BEM VINDOS E MUITAS FELICIDADES PRA VOCÊS!!! FAÇAM UM EXCELENTE TRABALHO!! ;)
Beijos beijos beijos pra todos! :*


Gustavo Coutinho | segunda-feira, 02 de julho de 2012

Otima coluna!


Danilo Freitas | quarta-feira, 04 de julho de 2012

Tenho uma dúvida, o nome de Peter Pettigrew que vem do inglês, não deveria ser traduzido para Pedro Pettigrew, como nos livros e nos filmes?


Paola Fernandez | quinta-feira, 05 de julho de 2012

Olá, muito bom texto, gostei muito.. por acaso ainda não tinha pensado nessas situações adaptadas ao mundo real.
Parabens*



Ou:
Nome:
(opcional)
E-mail:
(opcional)
Website:
(opcional)
Mensagem:
Add Avatar?
   
 

 

Qual o seu smartphone?







Loading ... Loading ...
 
Resultados Anteriores
 
 

Emma Watson discursa sobre igualdade de gênero na ONU [ler]

 

Seção destinada a Arte das Trevas será inaugurada no Warner Bros. Studio Tour London [ler]

 

Teste do Patrono pode estar a caminho do Pottermore! [ler]

 

Novas edições dos livros virão com conteúdos inéditos do Pottermore! [ler]

 

 
 
 
09/02/2013
Lançada a nossa seção dedicada à literatura chamada Clube do Livro.

01/12/2012
Criado aplicativo do Potterish para iPhone/iPod.

28/11/2012
Lançado aplicativo do Potterish para Windows Phone.

14/04/2012
Potterish lança hotsite com traduções do Pottermore.

23/01/2012
Versão mobile do Potterish disponível para acesso ao site através de dispositivos móveis.

 
 
 
Parceiros
 
 
Doe para a ABEM
 
 
 

Buscar no Potterish
Powered by WordPress