A história de um gatinho

//Por Sheila Vieira - quarta-feira, 23 de maio de 2012 às 17:20

Histórias de animais sempre fizeram sucesso, seja na literatura ou no cinema. Geralmente, os protagonistas dessas narrativas são cachorros ou peixes, enquanto os gatos são mostrados como animais mais espertos e, às vezes, traiçoeiros.

No entanto, o livro tema da Resenha de hoje do Potterish tem um olhar muito carinhoso com os gatos. Ou melhor, com um gato, chamado Dewey e que realmente existiu. Confira com Natallie Chagas a história do felino que estava abandonado e foi acolhido por uma biblioteca.


“Dewey: Um gato entre livros”, de Vicki Myron e Bret Witter

Tempo: para ler de um tiro só no fim de semana
Finalidade: para se emocionar
Restrição: para quem não suporta melodrama
Princípios ativos: biografia, gato, biblioteca, Dewey.

Quais as novidades que um livro contando a história de um gato pode trazer? Não é somente o relato do que é um gato, quais são seus hábitos e traquinices. O que realmente chama atenção é o fato de como são as relações que construímos com estes seres são especiais. Esta obra é o testemunho escrito que qualquer pessoa que já acolheu e amou um animal abandonado gostaria de registrar.

Quando foi encontrado, Dewey já dava sinais de sua gratidão para com aqueles que o acolheram. Mesmo com as quatro patas feridas, o gato olhou cada pessoa nos olhos, ronronou e acariciou as mãos que o ajudavam. A cada dia, Dewey foi sendo apresentado aos frequentadores da Biblioteca.

Até que uma matéria na primeira página do principal jornal da cidade, de 10 mil habitantes, sob o título: “Perfeito acréscimo ronronante à Biblioteca de Spencer”, gerou polêmica entre a população local. Houve quem dissesse que a presença do gato era prejudicial à saúde e outros comemoraram com grande exaltação, como as crianças e os amantes de gato.

Mas, com o tempo todos se renderam ao charme e carisma de Dewey. Desfilando entre as prateleiras, Dewey se tornou uma celebridade e conquistou o carinho da população de Spencer: senhores só liam jornal quando Dewey estava sentado no colo; crianças só liam livros quando o gato estava próximo delas e, assim, a Biblioteca Pública de Spencer se tornou o ponto de encontro dos moradores. Todos queriam fazer doações para os cuidados com o gato e até o Conselho Municipal se encantou com o charme de Dewey.

O livro escrito por Vicki Myron, com colaboração de Bret Witte, é a história real de um gato que fez da biblioteca e da cidade de Spencer, sua casa, e de seus habitantes, os melhores amigos. Uma leitura foi ótima e comovente. A história de Dewey mostra como um simples animalzinho pode tocar tão profundamente a vida de tantas pessoas.

Resenhado por Natallie Chagas

266 páginas, Editora Globo, publicado em 2008.
*Título original: Dewey: The small-town librery cat who touched the world.

Voltar |
Categorias: Natallie Alcantara, Não-ficção, Resenhas
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Comentários