Layout Potterish
Layout Potterish
   
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 

The Making of Harry Potter é um dos melhores destinos de acordo com o TripAdvisor [ler]

 

Coruja, gato, sapo [ler]

 

Horário Eleitoral Bruxo [ler]

 

J.K. e os romances policiais [ler]

 

 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Clube do Livro- Tolkien Clube do Livro- Garota Replay. Clube do Livro- Jesus Potter. Clube do Livro- A maldição do Tigre.      

 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Confira todos
os modelos e
compre já a sua!
 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
Layout Potterish

 
«   »

Infância Potteriana
//Por Luiz Guilherme - sábado, 07 de abril de 2012 às 21:04


A nossa nova colunista Nilsen Silva estreia com um ensaio interessante sobre a infância, e como Harry Potter a influenciou nessa fase tão importante da vida, e as lembranças que temos de Harry Potter vêm naturalmente em meio à leitura.

O ensaio nos leva a relembrar sobre como Harry esteve conosco em períodos importantes de nossas vidas, especialmente na infância e na juventude. Não se esqueça de ler a coluna e deixar seu comentário!


 por Nilsen Silva

Foi comemorado na semana passada o Dia Internacional do Livro Infantil. Nós, Potterianos, sabemos que Harry Potter é um daqueles livros mágicos (com o perdão do trocadilho manjado) que não se adequam a nenhum gênero específico. Tal como Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, e O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, que mostram que há muito mais sentimentos e reflexões além do que se vê, a saga do bruxo de cabelos rebeldes nos ensina as delícias de ser criança e, também, nos mostra os infortúnios que crescer, mesmo em toda a sua glória, pode trazer.

A criatividade de J.K. Rowling é algo simplesmente admirável.  Mestra das palavras, da escrita e, claro, da imaginação, ela não poupou esforços para tornar Harry Potter uma das séries literárias mais fantásticas – no sentido literal da palavra – do mundo. Com a ponta dos dedos, ela criou um universo novo, dando vida a personagens que eu bem queria que fossem reais, criaturas que eu bem queria que existissem, banquetes que eu adoraria saborear e objetos úteis e inusitados que com certeza tornariam a minha vida mais fácil.

Ela mexe com a fantasia. E no que se concentra grande parte de nossa infância senão na imaginação? Lembro bem das tardes de dezembro e janeiro, no auge do calor, que eu passava dentro da minha cabana na floresta fugindo de todo o mal que me cercava. Quero dizer, na minha barraca improvisada com algumas cadeiras e um lençol. Na sala de casa. Para fugir das broncas da minha mãe. Na minha mente, meu cantinho era extremamente moderno, equipado, climatizado e aconchegante. Eu tinha a companhia de meus fiéis amigos, a Sra. Boneca e o Sr. Ursinho, e nada podia me abalar. Acontece. Era escapismo, era diversão… na forma mais bruta de todas.

Pouco tempo depois, lá com meus dez anos, descobri que a fuga podia ser representada de outras maneiras. Filmes, desenhos e, claro, livros. Harry Potter e a Pedra Filosofal havia parado em minhas mãos por indicação de uma garota da qual eu nem gostava tanto assim e, logo, a magia havia entrado de vez na minha vida. Esperei pela carta sim, e fiquei um pouco chateada quando nada aconteceu. Vai que aquela britânica de olhar melancólico sabia do que estava falando, não é mesmo? Eu fiquei ligada – e continuei deste jeito com os próximos livros.

Assim como Harry e todos os outros jovens da série, eu cresci. A diversão ainda estava lá, mas deveres foram surgindo com o passar do tempo. Fiquei temperamental, também, como ele em A Ordem da Fênix. Um monte de coisa acontecendo acaba mesmo mexendo com a nossa cabeça. Mas eu sempre mantive a criança viva dentro de mim, alimentando-a com boas doses de devaneios e generosas pitadas de brincadeiras sem noção. Eu precisava acreditar em alguma coisa para que as páginas mais cheirosas do mundo continuassem fazendo sentindo, e isso se tornou um conforto dos bons.

Livro para crianças? Pode até ser. Mas eu sei bem que a história não gosta de excluir ninguém e adultos podem, sim, se identificar. Olhem só para mim! Quase vinte e um anos na cara e ainda fico arrepiada com o conto do prisioneiro de Azkaban, sonhando alto com um Natal nevoado em um castelo e uma partida de quadribol…

Sei que é complicado ser trouxa, se ater a um outro universo apenas pelos capítulos de um livro e torcer para que a cola e a costura que unem as páginas sejam fortes o suficiente para a realidade não te atingir com a força de um feitiço. É a vida, né? Seja criança, aproveite. Se é vida… só se vive uma vez

Obs: O Dia Internacional do Livro Infantil foi criado em homenagem ao dinamarquês Hans Christian Andersen. O autor, que já teria mais de 200 anos se estivesse vivo, marcou a história da literatura infantil com seus contos de fada como “O Patinho Feio”, “O Soldadinho de Chumbo” e “A Polegarzinha”. Curiosamente, J.K. Rowling ganhou, em setembro de 2010, o Prêmio Hans Christian Andersen de literatura por ser uma das autoras que ajudam, à sua maneira, a propagar a literatura para crianças e jovens.

Nilsen Silva ainda espera pela carta de Hogwarts.

| Voltar |
Categorias: Colunas, Ensaios, Nilsen Silva, Notícias em Destaque
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (9 votos, média: 4,78 de 5)
Loading...Loading...




Comentários
Ao postar, não use xingamentos e palavrões.

Nana | domingo, 08 de abril de 2012

Quase 22 e também esperando minha carta!!!! :D


Tefa | domingo, 08 de abril de 2012

Harry Potter existe o suficiente para ter me salvado uma porção de vezes de uma porção de coisas e para ter uma participação significativa no desenvolvimento do caráter que possuo hoje.
E se formos pensar bem, trouxas nós não somos, pois amor é magia antiga e poderosa, e isso nós temos de sobra!

Beijos Sonserinos!!!


luis andrade | domingo, 08 de abril de 2012

Gostei bastante do texto, acho que Harry Potter influenciou muito na infância de todos Potterianos :D


Rodolfo Junio | domingo, 08 de abril de 2012

Nossa!! Nilsen minha querida, que texto MARAVILHOSO! Há tempos eu não lia um texto que me emocionasse tanto! Quase chorei em frente ao computador. comeccei a ler HP quando era um pouquinho mais velho (15 anos, hoje tenho 19), mas sempre esperie pela carta, fiquei com água (e, às vezes, com o coração) na boca… HP é muito especial para nós e tenho certeza que a magia nunca morrerá, pois ela está dentro da gente… Adorei muito essa coluna!!! Parabéns e seja BEM VINDA!!! :D


Nilsen | domingo, 08 de abril de 2012

Gente, que liiindo. Obrigada pelos comentários! Fico muito feliz que vocês tenham gostado do meu texto de estreia. Vai ser um prazer enorme poder escrever sobre Harry Potter e ainda compartilhar isso com todos os fãs do Potterish. <3


Evandro Sant' Anna | domingo, 08 de abril de 2012

Dezoito e ainda espero pela minha carta. Com Hagrid batendo emminha porta, claro.


Luh | domingo, 08 de abril de 2012

q texto lindo!!mas comigo foi diferente,tenho atualmente 12 anos e cresci vendo hp,me lembro ate hj,eu com 6 anos de idade,pedindo para minha mae colocar o dvd de camara secreta…so aos 10 anos comecei a ler hp..essa foi a melhor coisa q fiz na minha vida


Zara | domingo, 08 de abril de 2012

Lindo texto…
Fui criança quando Harry era criança, e passei pelos meus dramas de adolescente quando ele passava pelos seus. Foi muito bom tê-lo por companhia por tantos anos…


Ana L | domingo, 08 de abril de 2012

Muito lindo o texto, vivo sonhando que um dia uma coruja vai aparecer na janela do meu quarto com a carta de Hogwarts.


Rodrigo Arturo Black | domingo, 08 de abril de 2012

“ainda fico arrepiada com o conto do prisioneiro de Azkaban, sonhando alto com um Natal nevoado em um castelo e uma partida de quadribol…”

No dia primeiro deste mês eu estava relendo Prisioneiro de Azkaban (sei lá quantas vezes já fiz isso) e chorei (verdade! Realmente derramei lágrimas) quando li a conquista do campeonato pela Grifinória. Com isso, quero dizer que não é só você, Nilsen, que ainda se emociona ao ler os livros de Harry Potter.

Adorei a coluna. Gostosa de ler. Espero ansiosamente pela próxima.


PotterFelipe | domingo, 08 de abril de 2012

Foi muito difícil no dia que eu li o último capítulo. Eu não sabia o que fazer. O momento que eu esperei durante anos, a morte de Voldemort, havia chegado muito rápido e eu não estava preparado.
Ainda não me acostumei com a idéia de não haver mais livros novos de Harry Potter!


Pedro Granger | domingo, 08 de abril de 2012

Parabéns, vc conseguiu tirar lágrimas de mim, mas também Harry Potter foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, eu fiquei muito triste no meu aniversário de 11 nao chegou nada, fiquei olhando o correio direto, mas não chegou e nao faz muito tempo já que eu só tenho 15 anos. Mas me consolei com a esperança de novos livros e aventuras. mas quando isso acabou em 2007 meu mundo caiu e até hoje nao consegui me levantar. Ishnão se esqueca de mim pra vaga de editor.


@_PotterManiaco | segunda-feira, 09 de abril de 2012

Lindo testo. Eu também espero minha carta. Harry Potter é pra levar pro resto da vida, pq Uma vez Potterhead sempre Potterhead. :cry: :D


Lucas Potter | segunda-feira, 09 de abril de 2012

ACESSA AI GENTE E ME ADD NO FACE http://youtu.be/WpMwu3ltgNg


Gabriele Granger | segunda-feira, 09 de abril de 2012

Tenho 14 anos, não sou tão velha e ainda estou na minha infância, mais identifiquei-me muito com o texto! Nunca vou desistir de receber a grande carta, nunca vou deixar de acreditar em cada linha de cada livro lido. Isso completou minha infância, completou qualquer espaço que deixou aberto nela, eu lembro que lava a louça quase todo dia, para minha mãe me dar os livros ou me levar ao cinema! É muito bom saber que isso nunca vai acabar *-*


Marco Moody | segunda-feira, 09 de abril de 2012

Eu tenho 15 anos, não sou a chamada, podemos dizer, geração Harry Potter, mas me identifiquei muito com tudo, mesmo não tendo acompanhado o lançamento de cada livro, cada filme, sou super fan de tudo relacionado a Harry! é tão bom saber que tenho uma coisa a me apegar quando não estou muito bem, não consigo explicar, é como se os livros, os filmes, fossem um tipo de base para me protejer quando as coisas não estou bem, como se tudo se transformasse ao me apegar aos livros… Em fevereiro estive no parque, foi mágico, como se estivesse vivendo tudo que aconteceu, tudo que a nossa linda Joo e os diretores e todos mais fizeram com essa parte maravilhosa da minha vida, que é HARRY POTTER.


mari | segunda-feira, 09 de abril de 2012

n só a ainfância e ajuventude,das quais n imagino sem HP,HP é eterno,pra vida todinha,vou ficar velhinha amando hp como sempre ,on of by best friends are hp books *0*…pottersih queria agradecer a dedicação q vcs tem c as pessoas q entram no site de vcs,a maioria ou parou de funcionar ou estão mais paradões,obrigada por nunca deixarem a magia morrer*-*


[...] Potterish Comentários Categorias: Teste Postado por: [...]


Laura S | terça-feira, 10 de abril de 2012

lindo! chorei horrores lendo! ainda espero a minha carta =’)


Pablo Bianchini | terça-feira, 10 de abril de 2012

20 anos de idade e esperando a carta


Andreina | quarta-feira, 11 de abril de 2012

Gente, sério… tenho 26 e ainda tô esperando… Mas quem sabe ela não vem para meus filhos…

Texto simplesmente incrivel. Nilsen Silva, parabéns.
Sua estréia foi sensacional.
:o


Lucas F Heredia | quarta-feira, 11 de abril de 2012

Tenho 14 anos e leio e assisto harry potter desde os 5, foi a melhor coisa q ja aconteceu na minha vida.
Harry potter é simplismente unico e insubistituivel, apesar de ter acabado como diz sirius, os que nos amam e os que a gente ama, nunca nos deixam de verdade, podemos encontrar no nosso coração.

ps: Nilsen Silva, adorei o seu texto, vc realmente sabe expressar o que sente, e escreve muito bem, foi um texto que quando olhei fala AH é muito grande, mais depois com o passar da leitura ele me “prendeu”.`Parabéns mesmo.


Gabriel Augusto | quarta-feira, 11 de abril de 2012

Nossa adorei e me identifiquei com cada linha!! Por causa de Harry Potter acredito no amor em todas as suas instâncias, ou eja, Harry Potter formou muita minha personalidade e esse texto reflete muito bem o que eu sinto. Adorei ter acompanhado Harry Potter e meus filhos e netos vão ouvir, todas as noites, as histórias do melhor bruxinho do mundo!!!
:!:


Mariana Oliveira | quinta-feira, 12 de abril de 2012

Tenho 28 anos… acompanho tudo desde muito cedo, lá no começo de tudo e sóposso dizer que cresci, mas sinto uma falta enorme de esperar mais livros… JK é peça fundamental no meu amor pelos livros, pois desde o começo ela acreditou em mim :D Eu amo HP!


Victoria R.O | quinta-feira, 12 de abril de 2012

Harry Potter, para aqueles que realmente gostaram, vai ser um daqueles livros que, daqui há anos, você vai chegar em casa, cansado do trabalho, irritado e sonolento, vai olhar para aquele livro guardado com carinho dez anos atrás, vai pensar “Por que não?”, irá reler toda a série, e se lembrar de uma infância distante, mas que ainda vive em você.
Realmente, HP é aquele livro que você pega quando quer se lembrar de bons momentos, quando quer sair de um mundo simples, e acompanhar um velho amigo em sua jornada pelo mundo da magia.
Ótima coluna, parabéns!


Victoria R.O | quinta-feira, 12 de abril de 2012

Tem aqueles fãs da primeira geração, que acompanham a série desde 2000, 2001; aqueles que pegaram o trem andando; aqueles que só leram os livros depois que tudo acabou e vai ter aqueles, que vão chegar e perguntar para a mãe:”Mãe, o que é isso?”, segurando um velho livro de meados de 2000, e a mãe vai lhe responder: “Filho, isso é um livro que mudou minha infância, que eu amo muito, e que irei ler para você.”


stephy | quinta-feira, 12 de abril de 2012

Omg! emocionei demais é lindo , é maravilhoso me discreve e espero que quando eu ter 20 e poucos anos snta o mesmo que eu sinto agora por harry potter , pois sei que nunca vou esquecer minha infânca que ´leva a harry potter”


Thamires | segunda-feira, 16 de abril de 2012

Amei seu texto Nilsen. Isso nos faz refletir sobre nossa infância ao lado de Harry. <3


Andie | terça-feira, 17 de abril de 2012

24 anos e ainda esperando a minha!

não consigo pensar como teria sido minha vida, meus sonhos, minha vontade de ler senão fosse o primeiro amor iterário que tive… Harry Potter significa mais que um livro para mim!
Como disse JK, acredito que hogwarts sempre estará lá para quem procura… se tiver triste é só abrir um livro…


Fanny | quinta-feira, 19 de abril de 2012

Texto emocionante!!!! descreve muitas sensações que temos(todos) em comum! Como Harry Potter mexe conosco, como esse mundo é maravilhoso! Tenho 27 anos e recebo minha carta, nos meus sonhos!!! Vivo esse universo cada vez que leio os livros, vejo uma notícia e compartilho pensamentos com pessoas que gostam de HP como eu gosto!!! Cada vez que termino a leitura sinto um vazio não pode ser preenchido por mais nada, a não ser começa a ler novamente e de novo e de novo. Gostaria de poder me dedicar ao mundo HP como vocês do Potterish fazem, mas infelizmente sou trouxa e tenho obrigações( muitas no momento). Parabéns Nilsen por fazer algo tão bacana, parabéns Potterish, por criar algo tão maravilhoso!!!! e acima de tudo, OBRIGADA JK, pois nada seria igual sem você!!!!


Thienio | sexta-feira, 18 de maio de 2012

Muito legal mesmo o texto, onde reflete tudo aquilo que sentimos ao lado do Harry. Parabéns Nilsen.
E parabéns J.K. Rowling!!!
MEU SITE: http://mundodeharrypotter.webnode.com/
Notícias, vídeos, blogs, fotos, comentários, chat, testes, enquetes… muito conteúdo!


Lucas Tostes | quinta-feira, 31 de maio de 2012

Eu tinha 11 quando assisti HP pela primeira vez em VHS na casa de um amigo. Conheci o Harry em uma revista do pokemon onde tinha uma cruzadinha que dizia “Menino bruxo de grande sucesso” ou algo assim, mas nao fiz a minima ideia de quem seria Harry Potter ate o dia em que assisti o filme e me envolvi de uma maneira em que todos voces conhecem. Ja fui chamado de poser por nao saber com qual pe Ron pisou na primeira vez que chegou a Hogwarts, copiador e ja riram da minha cara tambem por acreditar em “bobagens”, mas eu garanto que foi a melhor coisa que se pode ter quando criança, um motivo pra sempre querer voltar aquele tempo. E tenho 20 agora, daria um dedo pra poder se quer usar magia rsrs..


gabriela | quinta-feira, 25 de outubro de 2012

tenho 13 anos e ainda espero receber a casa se hogwats existisse eu queria ser da grifiniria e nascida trouxa as vezes eu queria que hogwats existe mas ele existe dentro dos coraço~es de cada potteriano por isso no ultimo livro j.k.rowling diz que o livro é em homenagem a nos que acompanhamos harry ate o fim não gostei do ultimo filme porque não mostro a morte da belatiz no salão principal e nem todo mundo olhando oele e voldemort lutaremp.s-se eu fosse de hogwats assim como harry diria o nome do lord das revas,hagrid eu quero a m9nha carta



Ou:
Nome:
(opcional)
E-mail:
(opcional)
Website:
(opcional)
Mensagem:
Add Avatar?
   
 

 

Qual o seu smartphone?







Loading ... Loading ...
 
Resultados Anteriores
 
 

J.K. Rowling irá lançar uma nova história no Halloween! [ler]

 

Dama Maggie Smith se junta oficialmente à Ordem dos Companheiros de Honra [ler]

 

Participe do Sábado Solidário, evento beneficente de “Harry Potter” em Curitiba! [ler]

 

Emma Watson discursa sobre igualdade de gênero na ONU [ler]

 

 
 
 
09/02/2013
Lançada a nossa seção dedicada à literatura chamada Clube do Livro.

01/12/2012
Criado aplicativo do Potterish para iPhone/iPod.

28/11/2012
Lançado aplicativo do Potterish para Windows Phone.

14/04/2012
Potterish lança hotsite com traduções do Pottermore.

23/01/2012
Versão mobile do Potterish disponível para acesso ao site através de dispositivos móveis.

 
 
 
Parceiros
 
 
Doe para a ABEM
 
 
 

Buscar no Potterish
Powered by WordPress